notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 28/01/2022

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    tipo exportação

    Carlos Alberto produz miniaturas de veículos, principalmente de ônibus, e já vendeu até para o Canadá

    Fabriqueta de ônibus mantém a família

    por Silvestre Silva Santos | Publicada em 25/10/2016 às 18h25| Atualizada em 27/10/2016 às 21h29

    Conheci o Carlos Alberto dos Santos Pinto, de 46 anos, há mais ou menos uns cinco anos quando o entrevistei sobre a fabriqueta artesanal que ele mantinha sob uma lona, em casa, no fundão do bairro Cohab, quase na Free Way, onde produzia miniaturas de ônibus para vender.

    Nesta terça-feira (25/10) o encontrei novamente. Desta vez em um estacionamento na parada 68 da avenida Dorival de Oliveira, no qual trabalha há cerca de três anos e para onde transferiu sua pequena fábrica de ônibus e, agora, também produz outros modelos de veículos.

    Ou seja: além de cuidar os carros do estacionamento, cobrar dos clientes pelo tempo de uso do espaço, ele continua com sua produção de até 80 modelos, aproximadamente, por mês. E vendendo. Diga-se de passagem, vendendo muito bem.

    Carlos Alberto criou até a microempresa “Pais e Filhos Brinquedos” – registrada no Sebrae, para abrigar o filho mais velho, Gustavo Della Maria Pinto, 13 anos, e o sobrinho Marcelo Igor, de 15. Os guris estão liberados, nesta semana, do trabalho, por causa das provas na escola.

    E a fabriqueta vai muito bem, obrigado! Recolhendo material reciclável como chapas de fundo de roupeiros, placas mdf, isopor e plástico, entre outros, que usa para produzir os veículos, Carlos Alberto tira o sustento da família – esposa e quatro filhos – desde o início de 2002.

    Ele tem orgulho em dizer que os ônibus que fabrica já ultrapassaram há muito tempo as fronteiras de Gravataí. No mês passado um dos ônibus, réplica do modelo executivo da Sogil – vendido por R$ 130,00 – foi levado para o Canadá.

    --- Fiquei de boca aberta quando o cara me disse. Até perguntei de novo: “pra onde?”. E ele me disse que ia levar para o Canadá --- conta, todo orgulhoso.

     

    Representante

     

    Há alguns anos um paulista, em passeio por Gravataí, pediu que Carlos Alberto produzisse um ônibus com o logotipo do time do Corinthians, do qual é torcedor. O modelo foi colocado na sala do paulista e atiçou o interesse dos corinthianos.

    Resultado: o paulista virou representante da fabriqueta gravataiense e Carlos Alberto já mandou para São Paulo mais 18 ônibus. O cliente faz o pedido pela internet e o artesão envia o veículo pelos Correios.

    Em Santa Catarina ele tem outro comprador de fé.

    --- Esse cliente estava na cidade e comprou um ônibus. Agora, seguido ele me encomenda modelos com desenho (logotipos) das empresas Catarinense e Santo Anjo para vender na lojinha dele. Já perdi as contas de quantos eu mandei para ele.

     

    Quanto custa

     

    Os ônibus menores, normalmente adquiridos para presentear crianças, são vendidos por preços que variam entre R$ 35,00 a R$ 160,00. Já os maiores, normalmente comprados por adultos, vão de R$ 140,00 a R$ 260,00.

    Estes, os mais caros, têm uma riqueza de detalhes que inclui até eletricidade e acendem, por exemplo, as luzes internas. Geralmente ficam nas estandes de escritórios ou enfeitam o hall de empresas de ônibus.

    Em Gravataí, por exemplo, os principais clientes de Carlos Alberto são motoristas e cobradores da Sogil, empresa de transporte coletivo urbano, intermunicipal e de turismo, de Gravataí, que tem no pátio cerca de 350 veículos.

    --- Já vendi mais ônibus para eles do que a empresa tem na garagem.

     

    Dia dos pais

     

    Ao contrário do que se pode imaginar, que as miniaturas servem para presentear os pequenos em datas como o Dia das Crianças, o ponto alto das vendas é o Dia dos Pais. Neste ano Carlos Alberto vendeu quase 30 ônibus para que filhos presenteassem os pais.

    --- É o ponto alto do meu faturamento, quando eu mais vendo.

    E com as miniaturas estrategicamente “estacionadas” na calçada da Dorival, uma vitrine sem igual, a tendência é que as vendas da fabriqueta de Carlos Alberto aumente ainda mais. Quem sabe a médio prazo ele tenha que contratar alguém para lhe ajudar a produzir em escala, digamos, industrial.

    --- É eu e a Marcopolo --- brinca, dizendo que sua concorrência maior é a fábrica de carrocerias, sediada em Caxias do Sul, que exporta ônibus para o mundo todo.

    • política
      20 milhões custa para Gravataí aumento para professores anunciado por Bolsonaro; É ’costelão na UPA’
      por Rafael Martinelli
    • política
      100 anos: O gravataiense que foi receber Brizola do exílio
      por Rafael Martinelli | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • rio secando
      Sem barragens no Rio Gravataí por mais 4 anos; Após reunião com Leite, Zaffa alerta: ’Vai faltar água’
      por Rafael Martinelli | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • política
      De ’denunciado’ a convidado: O dia em que vereador Dila ’inocentou’ Odair do Acorda e do Alô Gravataí; Do fã clube aos Grandes Lances dos Piores Momentos
      por Rafael Martinelli
    • política
      Morre ex-presidente da Câmara de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • política
      Precisamos falar sobre o Ministério Público; Associo-me a Lenio Streck
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Upas, UTI e leitos lotados: covid cresce 800 por cento; Gravataí e Cachoeirinha vão ’fechar’ de novo? Prefeituras respondem
      por Rafael Martinelli
    • política
      Marco Alba pode disputar prévia para governador, diz GZH; O ’anti-Leite’
      por Rafael Martinelli
    • política
      O calote da CAB em Gravataí: o que Zaffa e a oposição fazem, e como pode acabar bem ou mal para os funcionários assalariados; A malandragem das empresas nas licitações
      por Rafael Martinelli | Edição de imagens Guilherme Klamt
    • coronavírus
      Covid: estão mentindo para mães e pais de Gravataí e Cachoeirinha sobre a vacinação de crianças
      por Rafael Martinelli
    • política
      Ainda afastado, Miki culpa crise herdada e pandemia por calote na previdência de Cachoeirinha e reclama de pré-condenação: ’A verdade é morta no processo e, às vezes, ela ressuscita’
      por Rafael Martinelli
    • política
      ’Pauta-bomba da Sogil’: Zaffa anuncia novas linhas e horários ao lançar APP para saber em tempo real onde ônibus está; Economia de casal com tarifa menor dá um botijão de gás por mês
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Rodrigo Becker | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.