notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 19/10/2021

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    Transporte

    CANOAS | Três pistas sobre a ’solução definitiva’ de JJ para a crise no transporte

    por Rodrigo Becker | Publicada em 13/09/2021 às 09h49

    Prefeito disse ao blog que plano para superar crise que compromete o sistema de transporte público ainda está sendo formatado pelo governo


    A proposta fica pronta até o dia 23, quinta-feira da semana que vem, daqui a 10 dias. Até lá, o prefeito Jairo Jorge conversa com o Ministério Público e os demais envolvidos na interminável crise, que o blog até já apelidou de 'novelão'. 

     

    LEIA TAMBÉM

    CANOAS | JJ foi ’educado’ no vídeo sobre a crise da Sogal

    CANOAS | Com novo decreto, Educação espera avanço no ensino presencial

     

    Confira nas numeradas.

    1
    Prazo: 23 de setembro

    É o dia em que 'vence' o último acordo entre o sindicato dos rodoviários, a Sogal e o governo para prosseguimento dos trabalhos da Junta Governativa. Lembrando: o órgão foi criado em abril quando a Prefeitura fez a segunda compra de passagens e, na prática, funciona como uma 'intervenção branca' na gestão da empresa.

    Graças à Junta, a Sogal separou de fato os seus custos dos da Vicasa, que até o início de julho operava o sistema metropolitano no eixo Canoas-Porto Alegre.

    A missão da Junta de abrir a caixa-preta da gestão da empresa foi considerada satisfatória pela cúpula do governo. Em quase seis décadas de atividade, a Sogal nunca foi um exemplo de transparência - e hoje sequer atende aos pedidos de informação feitos pela imprensa. Luz sobre os números a Junta jogou - e o seu trabalho termina no dia 23, quando esse conjunto de informações servirá de subsídio para o plano que JJ promete apresentar.

    2
    Gratuidades

    O prefeito disse ao blog no sábado que estudo a criação de um fundo ou a destinação de um recurso específico do orçamento municipal para o pagamento de gratuidades. O benefício, hoje, é contabilizado no cálculo da tarifa e pago por todos os usuários do transporte. "Os idosos com mais de 65 anos tem assegurada a gratuidade pelo Estatuto do Idoso. Mas os de 60 a 64 anos tem o benefício por uma lei municipal", explica Jairo.

    Segundo o Departamento de Economia e Estatítisca da Secretaria de Planejamento do Estado, Canoas tem aproximadamente 18 mil idosos entre 60 e 64 anos. Esse público que não paga para usar os ônibus municipais já recebe o cartão da bilhetagem eletrônica e a Junta tem o volume de passagens mensal que consomem em seus deslocamentos. 

    A alternativa de bancar as gratuidades incluiria, ainda, o transporte de deficientes físicos e seus acompanhantes. Hoje, eles recebem o cartão de bilhetagem com 120 passagens por mês - e o uso disso nem sempre é adequadamente controlado. "Podemos oferecer um número menor de passagens e aumentar conforme a necessidade de cada usuário, por exemplo", avalia o prefeito.

    Quanto vai custar? Esse é o número que ainda está em apuração no governo.

    Em outras frentes, seguem as articulações dos prefeitos em Brasília e no Piratini para que a União e o Estado também formem fundos de apoio ao transporte municipal.

    3
    Transferência de renda

    Jairo acredita que o pagamento das gratuidades é mais do que um subsídio ao transporte e pode ser encarada como um programa de transferência de renda. "Veja, se o município repassar 20 passagens para uma pessoa, são R$ 96 por mês e R$ 1.152 por ano. Isso representa um alívio no bolso do usuário do transporte", comenta o prefeito.

    Hoje, os contemplados com o Auxílio Emergencial Canoense já recebem um cartão de bilhetagem recarregado com 20 passagens por mês. Cinco mil canoenses foram contemplados com a primeira edição do programa e mais 5 mil serão selecionados na edição aberta no início do mês de setembro.

     


     

    • política
      Chefe da Guarda de Gravataí não pode ser ’segurança’ de pub que deveria fiscalizar
      por Rafael Martinelli
    • política
      Dr. Levi vai doar meio milhão em alimentos com seu salário de vice-prefeito de Gravataí; O bom e o ruim
      por Rafael Martinelli
    • política
      Fernando Deadpool age como um Boca Aberta de Gravataí; Um vereador a cliques da perda do mandato
      por Rafael Martinelli
    • política
      Caso Miki: emergência para lixo nas ruas de Cachoeirinha; O povo é sempre a primeira vítima
      por Rafael Martinelli
    • política
      Viagens de ex-vereadores de Gravataí deixam R$ 150 mil para família do falecido Nadir pagar; A conta do ’CâmaraTur’
      por Rafael Martinelli
    • política
      10 anos do golpeachment: a politicagem e o dinheiro me cassaram, diz Rita, a ’Dilma de Gravataí’
      por Rafael Martinelli | Edição de imagens Guilherme Klamt
    • política
      Onde Bolsonaro não pode entrar em Gravataí a partir desta segunda; O ’passaporte vacinal’
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Rodrigo Becker | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.