notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 22/06/2021

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    PPP a plenos pulmões

    Inauguração do Centro de Operações da Ambiental Metrosul foi na terça-feira, 1º de junho. Foto: Divulgação

    CANOAS | Ambiental Metrosul abre centro de operações e pensa em Parque Ambiental na ETE do Mato Grande

    por Rodrigo Becker | Publicada em 05/06/2021 às 10h52| Atualizada em 05/06/2021 às 10h53

    Empresa que assumiu o tratamento do esgoto na área da PPP da Corsan abre sede em Canoas por razões logísticas; Parque Ambiental daria novo espaço de lazer à cidade


    A Ambiental Metrosul já tem endereço em Canoas. Vencedora da concorrência que definiu o parceiro privado na PPP da Corsan - aquela que levou quase um ano e meio para ser aprovada na Câmara de Canoas -, a empresa escolheu a cidade para instalar o seu Centro de Operações. É ali que a equipe técnica controla e visualiza todas as estações de tratamento de esgoto em operação nos 11 municípios que compõe a PPP e distribuiu o trabalho para as equipes encarregadas da manutenção e conserto de redes.

    Nascida para o 'novo normal', a sede da empresa leva em conta que parte da equipe está em trabalho remoto. É tudo conectado pela rede, bem em estilo co-working, prevendo a máxima ventilação. Seis supertelas acompanham em tempo real o que acontece nas estações. Havendo problemas, é possível acionar bombas reservas eletronicamente, à distância, e disparar o alerta para as equipes mais próximas que se encarregarão do conserto.

    Vale lembrar, no entanto, que a Ambiental Metrosul não faz atendimento no local. Toda a reclamação de serviço referente ao tratmento de esgoto deve ser feito através dos canais de atendimento da Corsan, pelo telefone 0800 646 6444 ou pelo site, clicando aqui.

    De acordo com a empresa, o primeiro ano da parceria será dedicado às melhorias nas ETEs, EBEs e redes coletoras de esgoto, renovação do parque de hidrômetros, gerenciamento do plano de expansão com a elaboração do cronograma de ampliação nos próximos 11 anos. Tudo com o acompanhamento da Corsan. A meta é levar o tratamento de esgoto para mais de 87% da população - 97% em Canoas - e a melhora dos índices de saneamento e qualidade dos serviços.

    A Ambiental Metrosul, no entanto, deve antecipar investimentos ainda em 2021. Entre eles, as obras para conexão de cinco mil imóveis à rede pública de esgoto, beneficiando aproximadamente 27 mil pessoas.

    “Assumimos um compromisso com 1,7 milhão de pessoas e tudo que realizamos nesses seis meses de operação nos habilita e motiva a buscarmos cada vez mais a qualidade e excelência dos nossos serviços. Nossa responsabilidade só aumenta”, destaca o diretor-presidente da Ambiental Metrosul, Ângelo Mendes, na inaguração da sede.


    A pandemia como desafio

    Ângelo lembra que o principal desafio desse período em que a Metrosul assumiu a parceria com a Corsan foi lidar com os efeitos da pandemia. "Assinamos o contrato em 24 de março de 2020, dias após a chegada da pandemia. Tivemos que nos adaptar, mudar processos, ampliar alternativas mesmo diante de um quadro de muita coisa sendo fechada, trabalho remoto, dificuldades que todos enfrentamos nesse período", comenta.

    Ele destaca Canoas como a principal cidade da PPP e a que oferece melhores condições logísticas para operação. "Daqui é fácil deslocar-se para todas demais cidades".

    Nos primeiros seis meses de operação, a Ambiental Metrosul atendeu uma média diária de 270 chamados. Foram mais de 8,2 mil trabalhos de manutenção das redes, reparos, limpeza e desobstrução de tubulações, fundamentais para o bom funcionamento do sistema de saneamento, além da troca de 40,4 mil hidrômetros com validade vencida, próxima de expirar ou, ainda, com avarias em função das condições de conservação. A previsão é de que 250 mil equipamentos sejam substituídos até o segundo semestre de 2022.

     

    Parque Ambiental no Mato Grande

    Além dos serviços de tratamento de esgoto, a Metrosul deve investir, ainda, em um Parque Ambiental na ETE no Mato Grande. A empresa mudou o sistema de aeração da carga orgânica tratada na ETE e, com isso, eliminou o mau cheiro do processo. Agora, a extensa área pode assumir um novo papel social na cidade: um parque para educação ambiental e convívio comunitário.

    Os planos ainda estão sendo elaborados pela empresa e devem incluir a abertura do lugar para recebimento de turmas escolares e até projetos sociais. 

    Teremos notícias em breve.

     


     

    • coronavírus
      Por que vereador de Gravataí foi vacinado contra COVID aos 31 anos
      por Rafael Martinelli
    • negócios
      Com ’milhares de empregos’, Lojas Americanas projeta ampliação de centro de distribuição em Gravataí
      por Redação
    • emprego
      A GM de Gravataí está contratando; Saiba como se cadastrar
      por Redação
    • saúde
      Parceria Zaffa & Marco Alba confirma ampliação da UTI de Gravataí: Prefeitura banca metade do investimento no Becker; O acerto Santa Casa
      por Rafael Martinelli | Assessoria
    • operação proximidade
      Cachoeirinha: O que intriga no ’caso SKM’ que agora apreendeu dinheiro do prefeito e de empresários
      por Rafael Martinelli
    • pedagiaço
      A Gravataí que não engole pedágio: ’Depois de 14 anos pagando a duplicação ninguém merece’; O país do faturo
      por Rafael Martinelli
    • negócios
      Os milhões que Gravataí já perdeu com a GM parada; Aguente firme, Dominic!
      por Rafael Martinelli
    • política
      Ação judicial pede anulação da Reforma da Previdência de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • pedagiaço
      Gravataí dos 3 pedágios: Leite confirma cobrança na 118 e 020 em Gravataí; Não era ’fake news’
      por Rafael Martinelli
    • política
      Vereadores querem mexer com 276 mil cada por ano; Cachoeirinha e o pior do Brasil
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      A ’despiora’ da COVID: platô é de 3 vidas perdidas por dia em Gravataí; São mortes com rosto, como os Denicol ou a profe Maura
      por Rafael Martinelli
    • ppp da corsan
      Falta de água e esgoto em Gravataí: Corsan anuncia meio bilhão e reservatório nas Moradas; Grito de Zaffa deu resultado
      por Rafael Martinelli | Assessoria
    • política
      O gravataiense que come a la minuta com Bolsonaro em Brasília
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Rodrigo Becker | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.