notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 22/06/2021

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    crise do coronavírus

    Marcelo Nascimento em fiscalização do CMS, com o container que serve para armazenar corpos até remoção do hospital

    Pessoas vão morrer da COVID em calçadas de Gravataí?; No container, 9 corpos

    por Rafael Martinelli | Publicada em 30/03/2021 às 10h49| Atualizada em 11/04/2021 às 14h42

    Como um Nostradamus 2.1, Miguel Nicolelis disse em entrevista ao Tutameia que “pessoas vão morrer nas ruas em Porto Alegre”.

    – A capital do Rio Grande do Sul parece um foguete decolando. A curva era inclinada e agora ela é vertical – alertou o cientista.

    Como o chamo de Nuncaerris, porque previu em janeiro os mais de 300 mil mortos e a sequência de recordes negativos de mais de 3 mil vidas perdidas por dia, fui ouvir autoridades da saúde em Gravataí.

    – Nossos números estão mais estáveis que os de Porto Alegre. De qualquer forma, sempre temos a maior cautela possível ao analisar eventuais cenários da pandemia – acautela-se o secretário da Saúde de Gravataí, Régis Fonseca, não respondendo sim ou não.

    Os números oficiais registrados no painel de controle do Governo do RS mostravam, nesta segunda-feira, uma ocupação de 109,62% nas UTIs da Capital; em Gravataí 100%. A média de mortalidade também é menor, como tratei em Caíram aviões em Gravataí: 500 vidas perdidas até fim da semana; São 2 Airbus, duas boates Kiss e Os números de Zaffa estão certos: Gravataí tem menor média de mortes na Grande Porto Alegre; A oposição e o marxismo atualizado.

    Antônio Weston, superintendente do Hospital Dom João Becker/Santa Casa de Gravataí, é mais otimista:

    – Creio que é possível revertermos a situação, a partir do distanciamento social e da ampliação da vacinação, que já é uma realidade aqui em Gravataí. Não vejo o quadro catastrófico que a matéria apresenta e acredito que a situação nesse momento deva ser encarada com firmeza e sem gerar pânico na população. Os profissionais da saúde estão dando o seu máximo para vencermos a pandemia. E o poder público está buscando a solução, a partir do equilíbrio entre questão sanitária e econômica.

    – É hora de convergir ideias para solucionar o problema e não explorar a tragédia, projetando cenários apocalípticos – conclui o Dr. Weston.

    Já Marcelo Nascimento, presidente do Conselho Municipal de Saúde (CMS), alerta que se mortes não acontecerem “nas calçadas”, poderão ocorrer por falta de atendimento adequado em leitos de UTI.

    – Na fiscalização que fiz ontem 15 pacientes aguardavam em cadeiras, computados como atendimento em leitos. O Hospital de Campanha, o Becker, as duas UPAs e o PAM 24H estão lotados. Os atendimentos no HC só acontecem para pacientes graves. Os demais são direcionados para outras portas de entrada da rede municipal. A situação não está normalizando e vem aí o coelhinho da Páscoa...

    – A saída seria um lockdown em toda Região Metropolitana e a vacinação em massa. Do contrário, seguiremos com pacientes cada vez mais jovens internados e morrendo, fila de funerárias em Gravataí e a economia patinando como acontece há um ano – adverte.

    Fato é que o mundo olha para nossas cidades sem fronteiras, depois que o maior jornal do planeta, o New York Times, colocou a região no epicentro mundial da COVID-19, como tratei sábado em Tragédia da Grande Porto Alegre ’deu no New York Times’, Alices; Não chame o síndico!, e o mesmo fez o maior jornal econômico, o Wall Street Journal, e postei nesta segunda em Em vídeo a tragédia da COVID nas UTIs da Grande Porto Alegre; Agonia para ricos - e pobres.

    Se o índice de internações caiu, na mesma média que reportei em Internações caem em Gravataí: ’Mesmo no colapso, ninguém ficou sem atendimento’; Secretário fala sobre leitos, bandeira preta, variante e vacinas e Sem risco de morte: Santa Casa não permite nebulização por cloroquina em Gravataí; Chefe do Becker confirma redução de internações, ainda é uma incógnita o efeito da reabertura do comércio e do feriadão de Páscoa.

    Ao fim, se não deveremos ter mortos nas calçadas de Gravataí, pacientes seguirão em cadeiras e os corpos seguirão lotando o container do Hospital de Campanha e Dom João Becker.

    Nesta segunda eram 9 gravataienses.

     

    LEIA TAMBÉM

    Gravataí não vai abrir comércio no fim de semana: ’Quero manter situação sob controle’, diz Zaffa; Em Porto Alegre, liberou geral

    Gravataí e Cachoeirinha: comércio pode reabrir segunda; As mensagens da diarista que se foi

    Não seria hora de um lockdown de verdade, de indústria, supers e ônibus em Gravataí e Cachoeirinha?; O exemplo que funcionou

    6 meses para ’vacina municipal’: no conta gotas atual, 2 anos para imunizar Gravataí e Cachoeirinha

    • negócios
      Com ’milhares de empregos’, Lojas Americanas projeta ampliação de centro de distribuição em Gravataí
      por Redação
    • emprego
      A GM de Gravataí está contratando; Saiba como se cadastrar
      por Redação
    • saúde
      Parceria Zaffa & Marco Alba confirma ampliação da UTI de Gravataí: Prefeitura banca metade do investimento no Becker; O acerto Santa Casa
      por Rafael Martinelli | Assessoria
    • operação proximidade
      Cachoeirinha: O que intriga no ’caso SKM’ que agora apreendeu dinheiro do prefeito e de empresários
      por Rafael Martinelli
    • pedagiaço
      A Gravataí que não engole pedágio: ’Depois de 14 anos pagando a duplicação ninguém merece’; O país do faturo
      por Rafael Martinelli
    • negócios
      Os milhões que Gravataí já perdeu com a GM parada; Aguente firme, Dominic!
      por Rafael Martinelli
    • política
      Ação judicial pede anulação da Reforma da Previdência de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • pedagiaço
      Gravataí dos 3 pedágios: Leite confirma cobrança na 118 e 020 em Gravataí; Não era ’fake news’
      por Rafael Martinelli
    • política
      Vereadores querem mexer com 276 mil cada por ano; Cachoeirinha e o pior do Brasil
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      A ’despiora’ da COVID: platô é de 3 vidas perdidas por dia em Gravataí; São mortes com rosto, como os Denicol ou a profe Maura
      por Rafael Martinelli
    • ppp da corsan
      Falta de água e esgoto em Gravataí: Corsan anuncia meio bilhão e reservatório nas Moradas; Grito de Zaffa deu resultado
      por Rafael Martinelli | Assessoria
    • política
      O gravataiense que come a la minuta com Bolsonaro em Brasília
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Rodrigo Becker | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.