notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 25/09/2021

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    crise do coronavírus

    Foto AGÊNCIA BRASIL

    Os sacos de corpos, 8 mortes/dia e 51 esperando UTI COVID; Como começa pior mês das nossas vidas

    por Rafael Martinelli | Publicada em 08/03/2021 às 19h50| Atualizada em 18/03/2021 às 16h01

    Os últimos 5 dias registraram uma média de 8 vidas perdidas pela COVID-19 a cada 24h, ou uma a cada 3h em Gravataí. É mais do que o dobro de fevereiro, 3.2/dia. As UTIs e leitos seguem superlotados e, há 15 dias, a Prefeitura não consegue transferir pacientes para hospitais referência em Porto Alegre.

    Nos últimos 5 dias foram diagnosticados 495 infectados e 41 óbitos de moradores do município. Em 12 meses já são 14.339 infectados e 360 óbitos, o que corresponde às perdas na queda de dois voos 3054 da TAM ou duas boates Kiss.

    A última semana teve o recorde negativo de óbitos em 24h desde o início da pandemia, em março do ano passado: 14 entre quarta e quinta, como detalhei em O pior dia de nossas vidas: nunca se morreu tanto em Gravataí; ’Pelo amor de Deus, não temos mais como atender às pessoas infectadas’, apela prefeito.

    Às 18h desta segunda o site oficial COVID-19 CORONAVÍRUS mostrava que entre o Hospital de Campanha e o Dom João Becker as 20 UTIs estão ocupadas e há 61 pacientes para outros 10 leitos com respiradores – o que significa 51 pessoas em cadeiras, macas ou no chão, muitas recebendo oxigênio.

    É uma tristeza. Hoje perguntei ao secretário da Saúde se foi necessário comprar mais sacos de corpos, como reportei em abril de 2020 em Gravataí compra sacos para corpos; gripezinha, vodca e a impronunciável COVID 19.

    – Ainda temos... – respondeu Régis Fonseca, que nos últimos 10 dias pouco tem dormido e, aos 39 anos, amanhece a cada dia com mais fios brancos no cabelo e barba.

    – Nossa geração não passou por nada parecido com a crise sanitária que estamos vivendo. Todas as estratégias de enfrentamento à pandemia geram inúmeras discussões e polêmicas, a única unanimidade diz respeito à ampliação de leitos. Infelizmente esta é finita e, neste momento, apesar de todos os esforços, atingimos o nosso limite – alerta, em lamento.

    É nossa guerra, com todo estresse pós-traumático que virá, para economia e, principalmente, para as famílias enlutadas.

    Que tristeza, que tristeza...

     

    LEIA TAMBÉM

    Vacilões & covidiotas cancelados: a cada 2h uma denúncia de aglomeração em Gravataí; Valendo multa de até 4 mil sem máscara

    Lockdown maior em Gravataí e Cachoeirinha: ’A situação é de desespero’, diz Zaffa; Associo-me ao ’mimimi’

    Quatro vezes mais vidas perdidas, 5 infectados por hora e 73 na fila por leitos em Gravataí; Lockdown ou festas e compras em Hiroshima

    7 a cada 10 morrem na UTI: ’É preciso reduzir ao máximo a circulação das pessoas nos próximos dias’, diz superintendente do Hospital Dom João Becker

    • negócios
      Gravataí boa para investir: Prometeon aposta no agro e amplia produção local
      por Redação | Assessoria
    • negócios
      Magalu inaugura centro de distribuição de 400 empregos em Gravataí
      por Redação | Assessoria
    • política
      Resposta de Anabel ao Seguinte: parece de Bolsonaro contra Globo
      por Rafael Martinelli
    • política
      Gestão de Anabel é desastre político no PDT de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • política
      É fake news: o Jones de Gravataí vacinou, sim!
      por Rafael Martinelli
    • política
      Zaffa quer dar vida a ’esqueletos’ de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • política
      Vereador de Gravataí doar salário é bom para escolas e ruim para política
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      Gravataí e Cachoeirinha dizem ’não’ para o negacionismo homicida de Bolsonaro; A fumaça, a ex, o caçula e o assassínio curandeiro na Prevent Senior
      por Rafael Martinelli
    • política
      Como tirar o Centro de Gravataí dos anos 70; Uma charla farroupilha com Zaffa
      por Rafael Martinelli
    • política
      Chamou de ladrão, o Miki processa; O corrupto da mesa do lado
      por Rafael Martinelli
    • política
      Gravataí pode receber ’uma nova Emergência do Becker’ após calote milionário
      por Rafael Martinelli
    • política
      O fim das carroças e uma vida melhor para carroceiros de Gravataí; O açoite da verdade
      por Rafael Martinelli
    • negócios
      Como a GM vai ajudar até a lojinha do Zaffa em Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • política
      Onde estarão políticos de Gravataí após fracasso do ’nem-nem’ deste domingo? O ’ex e o futuro presidiário’
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Rodrigo Becker | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.