notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 27/10/2021

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    crise do coronavírus

    Deputada de Gravataí acompanhou comitiva que visitou governador de São Paulo e fábricas de vacinas

    Como políticos de Gravataí e Cachoeirinha correm atrás da vacina; ’Só isso salva vidas e a economia’

    por Rafael Martinelli | Publicada em 06/03/2021 às 11h42| Atualizada em 15/03/2021 às 18h20

    Os políticos de Gravataí e Cachoeirinha estão integrados na articulação nacional para permitir a compra de vacinas por estados e municípios na Guerra da COVID. 

    As doses enviadas pelo Ministério da Saúde são insuficientes, como já projetei em Sem doses, Gravataí e Cachoeirinha vão demorar mais de um ano para vacinar; Hoje é 56 de dezembro de 2020 e a 'ideologia dos números' – e rostos – mostra que pandemia está em seu pior momento, como tratei nos últimos dias em artigos como Lockdown maior em Gravataí e Cachoeirinha: ’A situação é de desespero’, diz Zaffa; Associo-me ao ’mimimi’ e O pior dia de nossas vidas: nunca se morreu tanto em Gravataí; ’Pelo amor de Deus, não temos mais como atender às pessoas infectadas’, apela prefeito.

    Reporto os movimentos.

    Patrícia Alba (MDB), deputada estadual de Gravataí, que é integrante da Comissão Externa de acompanhamento do processo de imunização da população gaúcha, se reuniu com o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), nesta sexta em São Paulo.

    Ao lado dos presidentes da Assembleia Legislativa, Gabriel Souza (MDB); da Famurs, Maneco Hassen (PT) e do Grupo de Líderes Empresariais do Rio Grande do Sul (Lide-RS), Eduardo Fernandez, a ex-primeira-dama acordou a assinatura de um protocolo de intenções para a aquisição da vacina Coronavac pelos municípios gaúchos.

    Na próxima quinta a comitiva gaúcha tem agenda na fábrica do Instituto Butantan, em São Paulo, que produzirá o imunizante.

    Patrícia também visitou a farmacêutica União Química, que detém acordo para produção da fórmula russa contra o coronavírus no Brasil, a Sputnik V, e acompanhou a entrega de ofício que reforça o interesse do RS em adquirir a vacina para a população gaúcha.

    – Estamos empenhados na busca pela vacina para os gaúchos. Sabemos que só a imunização em massa da população poderá trazer segurança para voltarmos às atividades, recuperarmos a economia e o mais importante: evitarmos mais mortes.

    Na quinta, Luiz Zaffalon (Gravataí), Miki Breier (Cachoeirinha) e prefeitos que integram o Consórcio dos Municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre (Granpal), discutiram o processo de compra da vacina com o Ministério Público (MP) e o Tribunal de Contas do Estado (TCE), para garantir segurança jurídica à negociação.

    A Granpal, com apoio de assessorias jurídicas das prefeituras, e representantes do laboratório que fabrica a vacina Sputnik V, já começaram as negociações por videoconferência.

    Conforme a associação, a aquisição será opcional.

    Cada dose da Sputnik V custa cerca de US$ 9.

    O processo de compra tem início com uma manifestação de interesse assinada pelo município, informando o número de doses pretendidas, o que Zaffa e Miki farão.

    Na segunda etapa da negociação, o laboratório envia a proposta comercial. No terceiro passo, as prefeituras encaminham o aceite da proposta, e o laboratório envia as doses.

    O pagamento é feito apenas quando a vacina chega ao Brasil.

    – Não é uma negociação fácil. Ninguém tem experiência em comprar vacinas, ainda mais neste momento de tanta procura internacional. O que garanto é que vou fazer de tudo para garantir doses para Gravataí. Dinheiro não tem sobrando, mas se tiver que deixar de pagar alguém, assim farei – explica o prefeito de Gravataí.

    – Estamos buscando alternativas de compra, caso o Plano Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde não possa atender a todas as nossas necessidades. 

    A posição de Zaffa e Miki é a mesma:

    – Não se trata de enfrentar o governo federal. Acontece que só a imunização em massa salva vidas e a economia – resume o prefeito de Cachoeirinha.

    Nesta sexta o presidente Alan Vieira informou o prefeito de que a Câmara de Gravataí, em acordo com os 21 vereadores, vai disponibilizar orçamento para compra de vacinas, o que antecipei ainda em janeiro em Gravataí devolve 4 milhões; Não tira pedaço dar parabéns aos políticos.

    Na Câmara de Cachoeirinha movimento semelhante já agita os bastidores. No ano passado a Câmara economizou mais de R$ 2 milhões.

    Ao fim, como no discurso entidades empresariais defendem a "vacinação em massa", gostaria de ver na prática as megaempresas, e os maiores comércios de Gravataí e Cachoeirinha, também colaborando financeiramente com as prefeituras caso seja possível a aquisição de vacinas por municípios.

    Cada pessoa vacinada, mesmo não sendo um ‘colaborador’, é um passo adiante para a salvação.

    O momento é de contágio e desastre econômico com a pandemia, mas vacina é investimento e não gasto.

    (se bem que, esperando pelos gigantes, o Banco de Alimentos de Gravataí anda vazio. Nesta semana, grupos de amigos e pequenos empresários fizeram doações, além do Dr. Levi ter doado mais uma vez seu salário de vice-prefeito, como aconteceu em fevereiro e tratei em Dr. Levi doa salário de vice-prefeito em cestas básicas).

    CLIQUE AQUI para saber como ajudar o Comitê de Solidariedade.

    A fome é nossa vizinha.

     

    LEIA TAMBÉM

    Saiba seu lugar na fila da vacina; Gravataí e Cachoeirinha prontas

    7 a cada 10 morrem na UTI: ’É preciso reduzir ao máximo a circulação das pessoas nos próximos dias’, diz superintendente do Hospital Dom João Becker

    Superlotação e explosão de 400 por cento nas internações: Zaffa faz o que pode, Miki erra; ‘A onda está estourando em nossas cabeças’

    O preocupante dia seguinte à COVID; Em Gravataí são 10 mil potencialmente sequelados

     

    • política
      Oposição quer ’CPI do Miki’ em Cachoeirinha; Amizade ou relação promíscua, e as 648 horas sem provas
      por Rafael Martinelli
    • política
      O que mais preocupa Zaffa sobre pedágio em Gravataí; A 020 e os 5 pedidos ao governador
      por Rafael Martinelli
    • política
      Vereadores de Gravataí podem ter mesma reposição de 10 por cento do funcionalismo; Os mil a mais e o osso
      por Rafael Martinelli
    • política
      EXCLUSIVO | Miki será alvo de novo impeachment ou CPI em Cachoeirinha; ’Nunca vi denúncia tão bem formulada pelo MP’, diz advogado de vereadores
      por Rafael Martinelli
    • 23 de outubro
      141 anos de Gravataí: por que um prefeito ’trocou’ a data do aniversário para hoje
      por Redação
    • política
      Paulo Silveira e Beto, dois candidatos; A educação e a cura da sogra de Pedro
      por Rafael Martinelli
    • política
      EXCLUSIVO | Miki pede recondução à Prefeitura de Cachoeirinha; É absolutamente inocente, diz defesa ao pedir anulação de denúncias sobre ’mesadão do lixo’
      por Rafael Martinelli
    • aniversário
      Comemorar olhando para o futuro; O artigo de Zaffa nos 141 anos de Gravataí
      por Redação
    • política
      Marco Alba foi um bom gestor; Gravataí é excelência no Índice Firjan
      por Rafael Martinelli
    • política
      Já se fala em aumento de salário para vereadores de Gravataí; A fila do osso
      por Rafael Martinelli
    • política
      Vereadores Dila e Bino pedem mandatos na justiça por perseguição política do PDT de Gravataí; Anabel pressiona por expulsão
      por Rafael Martinelli
    • política
      O reflexo de Busato, do novo partidão do Brasil, na casa de Cláudio Ávila em Gravataí; Dimas, Odair do Acorda e o Retrato de Dorian Gray
      por Rafael Martinelli
    • política
      No que Zaffa lembra o ’Véio da Havan’; O prefeito de Gravataí e o mercador
      por Rafael Martinelli
    • política
      Chefe da Guarda de Gravataí não pode ser ’segurança’ de pub que deveria fiscalizar
      por Rafael Martinelli
    • política
      Fernando Deadpool age como um Boca Aberta de Gravataí; Um vereador a cliques da perda do mandato
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Rodrigo Becker | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.