notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 04/08/2021

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    pedágios na 118, 020 e 040

    Frente Parlamentar Metropolitana Contra o Pedágio na ERS-118 foi lançada por políticos e empresários na noite desta segunda-feira na Câmara de Gravataí

    A Gravataí dos 3 (ou 4) pedágios: Lançada Frente contrária; O ’bode de Leite’ está na cancela

    por Rafael Martinelli | Publicada em 14/06/2021 às 21h33| Atualizada em 24/06/2021 às 09h35

    O ‘bode do Leite’ segue na sala. Ou melhor, na cancela. O governo do Estado já anunciou que os estudos que vão embasar os editais do repasse de estradas – entre elas as ERSs 118, 020 e 040 – para a iniciativa privada foram concluídos, mas ainda não tornou públicas as informações sobre sugestão de tarifas e de localização dos pontos de cobranças de pedágios. A previsão é de que o governador Eduardo Leite faça o anúncio nesta semana. Gravataí e região já tem mobilização contra. A Frente Parlamentar Metropolitana Contra o Pedágio na ERS-118 foi lançada na noite desta segunda-feira.

    – Trata-se de ser a favor ou contra. Sou contra. Imaginem que Gravataí pode ter três pedágios. Socorro! – apelou o idealizador da Frente, Paulo Silveira (PSB), que reuniu na Câmara de Vereadores políticos e lideranças empresariais e comunitárias principalmente de Gravataí, Cachoeirinha e Viamão.

    O vereador, com base em informações colhidas do Avançar, programa apresentado pelo governador, e entrevistas de integrantes e técnicos do governo, listou possíveis pedágios na 118 e 020, que se somariam ao da BR-290, a Freeway.

    E criticou a entrevista em que o governador condiciona às concessões a construção de elevadas na Avenida Centenário para acesso ao Distrito Industrial, na 020 e também na Avenida Brasil, obras polêmicas que tratei em dezembro em Duplicação completa da RS-118 é uma fake news e, nesta sexta, em Dá um block Patrícia Alba! Que feio Secretaria de Costella ’stalkear’ deputada sobre fake news da 118.

    – Poderiam ser quatro pedágios – lembrou Régis Albino, vice-presidente da Federasul contrapondo o que o secretário estadual de Logística e Transportes, Juvir Costella, chamou de fake news e tratei nos artigos Pedágio na ERS-118 de Gravataí: Secretário de Estado diz que é ’fake news’Políticos divergem sobre pedágio na ERS-118; A ’fake news sobre a fake news que não era fake news’.

    Os da 118 seriam um na divisa entre Cachoeirinha e Sapucaia e outro em Viamão. O da 020 em Morungava, distrito de Gravataí.

    – Não teve nenhuma fake news. Houve um recuo, uma vitória da comunidade. O secretário (Costella) gravou vídeo em um domingo após nossa mobilização – disse o também vice-presidente da Associação Comercial, Industria e de Serviços de Gravataí (Acigra).

    – Ouvi de técnicos que mediam fluxo que a 118 teria os dois pedágios – confirmou Darcy Zottis Filho, diretor de Assuntos Institucionais da Associação Comercial de Cachoeirinha (ACC), acrescentando:

    – A troca do pedágio na Freeway demorou cinco anos. Agora querem resolver 30 anos de concessão em 30 dias? O governo do Estado está atropelando os prazos.

    – Gravataí se tornou um polo logístico. É também lugar de uma série de novos empreendimentos imobiliários após a troca da praça de pedágio da Freeway. Pedagiar a 118 seria tornar a cidade menos atrativa. Nosso movimento fez a região ser ouvida – complementou Ana Cristina Pastro Pereira, presidente da Acigra.

    Tratei da polêmica também nos artigos A Gravataí contra o pedágio na ERS-118; É privataria., Políticos divergem sobre pedágio na ERS-118; A ’fake news sobre a fake news que não era fake news’ e Leite sobre Gravataí: Elevada de 20 milhões na 118 entre Centenário e Distrito sai com privatizações e concessões; O início do fim de uma fake news, quando Costella admitiu pedágio, mas não no trecho de 22 quilômetros duplicado por 20 anos, e ao custo de R$ 400 milhões, entre Gravataí e Sapucaia do Sul, e o governador anunciou o programa Avançar.

    O vereador Clebes Mendes (MDB), parceiro político de Costella, fez o papel de ‘advogado do diabo’.

    – (A Frente) É um movimento salutar mas prematuro. Ainda não temos as informações oficiais. O que há de garantia do governo estadual é que o pedágio não será no trecho duplicado da 118. Já na 020, que é uma rota turística e está em péssimas condições, com risco de morte, é preciso ouvir a comunidade. Se for bom para duplicar a estrada, valorizar a região e atrair empresas, por que não um pedágio? – argumentou, sugerindo novas audiências com representantes do Estado e prefeitos, que seriam beneficiados com o retorno de impostos da praças de pedágio.

    Para efeitos de comparação, a antiga praça da Freeway rendia à Prefeitura de Gravataí mais de R$ 1 milhão ao mês nos meses de verão.

    Consultei Luiz Zaffalon após o lançamento da Frente e o prefeito de Gravataí disse não ter sido procurado pelo governador, pelo secretário ou qualquer outro emissário do governo estadual. Mesmo que em reportagem de hoje em GZH o jornalista Jocimar Farina tenha escrito que “o governo gaúcho já começou a avisar os prefeitos”, o gravataiense ainda não tem nenhuma informação oficial sobre pedágios.

    – Um financiamento para a manutenção é fundamental. Agora, o pedágio, dependendo do modelo, atrapalha toda a região – acautela-se Zaffa.

    Conforme o presidente da Frente, Paulo Silveira, uma audiência pública será realizada com a presença de prefeitos. Os próximos passos serão informar a população e promover uma consulta pública online.

    Oposição a Zaffa em Gravataí, o vereador Bombeiro Batista (PSD) disse ser contra os pedágios, mas alertou para as consequências da briga política entre Costella, alinhado a Leite, e o adversário, ex-prefeito Marco Alba (MDB), um dos cotados para concorrer ao Palácio Piratini.

    – Sou contra o pedágio, mas não pode essa disputa atrapalhar o diálogo entre Estado e Prefeitura.

    Ao fim, concluo como iniciei este artigo: o ‘bode de Leite’ está na cancela. Por óbvio o político mede a temperatura das comunidades que podem ‘ganhar’ pedágios. Fato é que não há almoço de graça: Acigra e ACC sabem bem. Sem pedágio, sem obras – e sobre isso o governador foi claro. E, se tiver pedágio, será em rodovias que permitam lucro às concessionárias. É por isso que reputo mais perto o pedágio da 020 do que na divisa Gravataí-Viamão.

    A boa notícia é que parece cada vez mais improvável o escândalo, a privataria que seria entregar para exploração privada o trecho duplicado após mais de R$ 400 milhões pagos nos últimos 20 anos com impostos dos gaúchos.

     

    Assista outras manifestações polêmicas desta noite

     

    LEIA TAMBÉM

    Leite inaugura duplicação da ERS-118, duas décadas depois

    • política
      Adesão de Gravataí a privatização da Corsan não é uma certeza; 4 bi torrados para o selo ’liberal do ano’ de Leite
      por Rafael Martinelli
    • luto
      Tragédia leva Sônia Oliveira, filha de Dorival, secretária da educação e ’rainha’ do MDB de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • operação cidade de deus
      Por que vereador de Cachoeirinha foi preso na operação Cidade de Deus
      por Rafael Martinelli
    • crise no transporte
      Gravataí e Cachoeirinha: estudo mostra ser irreversível subsídio como para Sogil e Transbus
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      39 vidas foram perdidas, mas Gravataí tem menores índices do ano; Por que ainda não é hora da ’festa da covid’
      por Rafael Martinelli
    • política
      Zaffa não gostou do projeto de novo IPTU para Gravataí; ’Não quero aumentar impostos’
      por Rafael Martinelli
    • política
      Cachoeirinha, como Gravataí, indenizou empresa de ônibus por perdas na pandemia; A institucionalização do subsídio
      por Rafael Martinelli
    • política
      Gravataí terá 280 milhões em investimentos: ’Se Marco Alba fez revolução com 80 milhões, imagina o que podemos fazer’, diz Zaffa
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Rodrigo Becker | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.