notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 22/06/2021

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    duplicação

    Acesso ao Distrito Industrial entre 118 e 030 é ’quilômetro da morte’ e dos acidentes

    Leite sobre Gravataí: Elevada de 20 milhões na 118 entre Centenário e Distrito sai com privatizações e concessões; O início do fim de uma fake news

    por Rafael Martinelli | Publicada em 09/06/2021 às 18h42| Atualizada em 20/06/2021 às 11h03

    Quando R$ 400 milhões e 20 anos depois a duplicação da ERS-118 foi anunciada concluída pelo governador Eduardo Leite no trecho de 22 quilômetros entre Gravataí e Sapucaia dos Sul, contestei no artigo Duplicação completa da RS-118 é uma fake news.

    Alertei faltar, além de passarelas, a ligação da Av. Centenário (ERS-030) com o Distrito Industrial de Gravataí, o que chamo de ‘novo Km da morte’, por registrar mais acidentes e vidas perdidas que a ‘curva do bigode’ na 74 da Av. Dorival de Oliveira, ou a sinuosa parada 60.

    Nesta quarta, um alento. As obras em Gravataí foram incluídas pelo governador no programa de obras anunciado nesta quarta e que prevê R$ 5,2 bilhões em investimentos públicos e privados nos próximos cinco anos. São R$ 1,3 bilhão em recursos próprios para rodovias até 2022, que dependem do sucesso em privatizações e concessões.

    O Avançar no Crescimento projeta R$ 522,96 milhões em ligações regionais, “com destaque para obras complementares à RS-118 (iluminação, passarelas, interseção com a RS-030 e ligação entre Viamão e Porto Alegre)”.

    – Com as contas em ordem, o Estado começa a ter mais fôlego e energia para o planejamento, de forma estruturada. Apresentamos hoje aquilo que consideramos um marco, a partir do qual começamos a escrever nossa história de forma diferente. O RS passa a ser mais conhecido pelas soluções do que pelos problemas. Essa é a agenda que é capaz de nos inserir definitivamente no cenário nacional como um Estado que não se resigna aos seus problemas – disse Leite, no Palácio Piratini.

    No discurso, elogiou deputados estaduais “corajosos” que aprovaram as reformas previdenciária e administrativa entre 2019 e 2020, as alienações de CEEE, Sulgás e Companhia Riograndense de Mineração (CRM) em 2019 e, em 2021, o fim da exigência de plebiscito para a venda de Corsan, Procergs e Banrisul.

    – O Estado conseguiu enfrentar o tema da despesa, e estamos fazendo a lição de casa do lado da receita.

    Dois planos fazem parte do Avançar no Crescimento.

    O Plano de Obras com R$ 1,29 bilhão em investimentos em recursos próprios, em diversos municípios, já inspirava votos na Assembleia Legislativa. O Plano de Concessões de Rodovias é mais polêmico. A ideia é conceder 1.131 quilômetros de estradas, permitindo investimento de R$ 10,6 bilhões em 30 anos, dos quais R$ 3,9 bilhões já nos primeiros cinco anos. A consulta pública começará em 18 de junho, por 30 dias, e o leilão será realizado até dezembro.

    No pedagiaço estão a ERS-118, a ERS-020 e a ERS-040, o que já provocou reações em Gravataí e região, como tratei em artigos como A Gravataí contra o pedágio na ERS-118; É privataria, Secretário de Estado diz que é ’fake news’ pedágio no trecho duplicado da ERS-118 e Políticos divergem sobre pedágio na ERS-118; A ’fake news sobre a fake news que não era fake news’.

    No texto que referi na abertura deste artigo, publicado lá em dezembro, quando a rodovia foi inaugurada, apelei por mobilização política, social e de mídia para que a ligação entre a Centenário e o Distrito – cujo custo estimado é de R$ 20 milhões – não fosse esquecida. Lembrei que a duplicação das pistas de rolamento principal não configura a conclusão completa da obra.

    Escrevi: “Não se trata de minimizar o esforço do governador para ‘concluir’ uma obra cuja necessidade é uma unanimidade, e que se arrasta desde a colocação da primeira placa, em 1998. O que é preciso evitar é que, após o corte da fita, prometido para dezembro, a 118 seja esquecida, já que estará ‘pronta’, enquanto faltam ligações tecnicamente viáveis com as cidades que a rodovia cruza. Por óbvio, não será o DAER e seu 'orçamento zero' a investir os mais de R$ 20 milhões necessários só em Gravataí”.

    Alertei: “se a grande mídia não entrar nessa pauta para além dos releases comemorativos de governos, e as comunidades restarem amorfas, teremos uma duplicação cheia de boas intenções, mas tecnicamente uma obra ‘fake news’”.

    E concluí: “É uma visão técnica, não política”.

    Ao fim, é uma boa promessa de Leite. Que, conforme o governador, só virá com as privatizações, concessões e, aguardemos, pedágios.

     

    LEIA TAMBÉM

    Leite inaugura duplicação da ERS-118, duas décadas depois

    • coronavírus
      Por que vereador de Gravataí foi vacinado contra COVID aos 31 anos
      por Rafael Martinelli
    • negócios
      Com ’milhares de empregos’, Lojas Americanas projeta ampliação de centro de distribuição em Gravataí
      por Redação
    • emprego
      A GM de Gravataí está contratando; Saiba como se cadastrar
      por Redação
    • saúde
      Parceria Zaffa & Marco Alba confirma ampliação da UTI de Gravataí: Prefeitura banca metade do investimento no Becker; O acerto Santa Casa
      por Rafael Martinelli | Assessoria
    • operação proximidade
      Cachoeirinha: O que intriga no ’caso SKM’ que agora apreendeu dinheiro do prefeito e de empresários
      por Rafael Martinelli
    • pedagiaço
      A Gravataí que não engole pedágio: ’Depois de 14 anos pagando a duplicação ninguém merece’; O país do faturo
      por Rafael Martinelli
    • negócios
      Os milhões que Gravataí já perdeu com a GM parada; Aguente firme, Dominic!
      por Rafael Martinelli
    • política
      Ação judicial pede anulação da Reforma da Previdência de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • pedagiaço
      Gravataí dos 3 pedágios: Leite confirma cobrança na 118 e 020 em Gravataí; Não era ’fake news’
      por Rafael Martinelli
    • política
      Vereadores querem mexer com 276 mil cada por ano; Cachoeirinha e o pior do Brasil
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      A ’despiora’ da COVID: platô é de 3 vidas perdidas por dia em Gravataí; São mortes com rosto, como os Denicol ou a profe Maura
      por Rafael Martinelli
    • ppp da corsan
      Falta de água e esgoto em Gravataí: Corsan anuncia meio bilhão e reservatório nas Moradas; Grito de Zaffa deu resultado
      por Rafael Martinelli | Assessoria
    • política
      O gravataiense que come a la minuta com Bolsonaro em Brasília
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Rodrigo Becker | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.