notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 22/06/2021

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    revitalização

    Com 60% das obras concluídas, novo piso facilita a circulação de pessoas com mobilidade reduzida

    Deficiente visual testa calçadas do Centro de Gravataí; Assista

    por Redação | Assessoria | Publicada em 30/05/2021 às 18h48

    Um dos principais objetivos com a padronização dos passeios públicos (calçadas) na zona central de Gravataí, parte da revitalização do Centro, era adaptar as vias às pessoas com mobilidade reduzida, como pessoas com deficiência, idosos e gestantes. Esse foi o compromisso firmado entre a 1ª Promotoria de Cível e a Prefeitura, em 2019, no qual o município se comprometeu a elaborar o projeto executivo, o cronograma para execução das obras e a notificação dos proprietários.

    Na semana passada, Luís Carlos Bitencourt, de 56 anos, que possui deficiência visual desde os 11 anos, a convite do secretário municipal de Mobilidade Urbana (Semurb), Adão de Castro, testou e aprovou as novas calçadas.

    De acordo com o secretário, para que as calçadas atendessem a diretrizes técnicas da Associação Brasileiras de Normas Técnicas (ABNT), o projeto das calçadas foi elaborado por uma empresa reconhecida nacionalmente por obras acessíveis. 

    – Tudo foi pensado para que o passeio atendesse a toda a população, mas especialmente às pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida, como idosos – explicou.

    – Para a nossa associação, que auxilia os moradores com deficiência visual de Gravataí a se reinserir na sociedade, o Centro está se tornando um grande laboratório, por possibilitar que o cego possa caminhar sem esbarrar em obstáculos – observou Luís.

    Com 60% das obras concluídas, os passeios com rotas acessíveis, com as obras tendo se iniciado ainda no governo do ex-prefeito Marco Alba, beneficiam não somente as pessoas com deficiência, mas os cerca de 30 mil pedestres que circulam diariamente pelo Centro de Gravataí. Para fazer uma comparação entre as calçadas que já estão prontas e os passeios que ainda não passaram pela revitalização, Luís circulou pelos dois tipos pisos e descreveu as novas como “ótimas”.

    Ele lembrou ainda que o fato de a superfície ser lisa facilita a vida das pessoas com deficiência visual, que têm melhor orientação guiando-se pelo piso tátil. Com outro tipo de piso, por melhor que seja o material, se tiver ranhuras, dificulta para a pessoa com deficiência visual, que depende do contraste físico, para melhor se orientar com a bengala.

     

    Assista vídeo do teste

     

    • coronavírus
      Por que vereador de Gravataí foi vacinado contra COVID aos 31 anos
      por Rafael Martinelli
    • negócios
      Com ’milhares de empregos’, Lojas Americanas projeta ampliação de centro de distribuição em Gravataí
      por Redação
    • emprego
      A GM de Gravataí está contratando; Saiba como se cadastrar
      por Redação
    • saúde
      Parceria Zaffa & Marco Alba confirma ampliação da UTI de Gravataí: Prefeitura banca metade do investimento no Becker; O acerto Santa Casa
      por Rafael Martinelli | Assessoria
    • operação proximidade
      Cachoeirinha: O que intriga no ’caso SKM’ que agora apreendeu dinheiro do prefeito e de empresários
      por Rafael Martinelli
    • pedagiaço
      A Gravataí que não engole pedágio: ’Depois de 14 anos pagando a duplicação ninguém merece’; O país do faturo
      por Rafael Martinelli
    • negócios
      Os milhões que Gravataí já perdeu com a GM parada; Aguente firme, Dominic!
      por Rafael Martinelli
    • política
      Ação judicial pede anulação da Reforma da Previdência de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • pedagiaço
      Gravataí dos 3 pedágios: Leite confirma cobrança na 118 e 020 em Gravataí; Não era ’fake news’
      por Rafael Martinelli
    • política
      Vereadores querem mexer com 276 mil cada por ano; Cachoeirinha e o pior do Brasil
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      A ’despiora’ da COVID: platô é de 3 vidas perdidas por dia em Gravataí; São mortes com rosto, como os Denicol ou a profe Maura
      por Rafael Martinelli
    • ppp da corsan
      Falta de água e esgoto em Gravataí: Corsan anuncia meio bilhão e reservatório nas Moradas; Grito de Zaffa deu resultado
      por Rafael Martinelli | Assessoria
    • política
      O gravataiense que come a la minuta com Bolsonaro em Brasília
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Rodrigo Becker | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.