notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 23/05/2019

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    cachoeirinha

    Gabinete do prefeito Miki Breier, de Cachoeirinha, foi invadido no começo de março de 2017, no auge do confronto com os municipários por causa do corte de vantagens salariais.

    O que diz inquérito sobre invasão ao gabinete do prefeito

    por Silvestre Silva Santos | Publicada em 11/03/2019 às 13h51| Atualizada em 19/03/2019 às 12h10

    Alguém esqueceu dos sucessivos ataques e invasões ao gabinete do Prefeito Miki Breier (PSB) e ataques à Prefeitura de Cachoeirinha no mês de março e começo de abril de 2017, em meio a um conturbadíssimo início de governo que teve quebra-pau na frente da Câmara de Vereadores e a mais longa greve (61 dias) do funcionalismo municipal da história do pequeno município?

    Foram três ataques em um mês.

     

    O PRIMEIRO

     

    Madrugada de 3 de março de 2017, o alvo foi exatamente o gabinete do chefe do Executivo. Com direito à porta arrombada, carta ameaçadora, e um líquido despejado que inicialmente foi divulgado como sendo urina, depois oficializado com chá. Na carta, críticas ao “pacotaço” do prefeito Miki aprovado na semana anterior na Câmara com cortes nas vantagens dos servidores.

     

    O SEGUNDO

     

    Na noite de 27 para 28 de março entraram de novo na Prefeitura. Passaram pela porta principal do gabinete do prefeito e invadiram salas do segundo andar do prédio. Um frigobar e uma televisão teriam sido levados. Foi na primeira noite depois que o Sindicato dos Municipários de Cachoeirina (Simca) anunciou uma vigília diante da prefeitura e “sob as barbas” de três servidores que iniciavam uma greve de fome na porta do prédio.

     

    O TERCEIRO

     

    Foi na noite ou madrugada de 1º de abril de 2017 e o alvo teria sido um prédio anexo, da secretaria de Assistência Social, Cidadania e Habitação. O acesso foi pelo pátio e os invasores não conseguiram levar nada. A movimentação teria sido percebida e a Guarda Municipal chegou ao local obrigando que os autores fugissem deixando para trás, já no pátio, grande quantidade de objetos já embalados.

     

    LEIA TAMBÉM

    Arrombaram o gabinete do prefeito Miki Breier

    Simca diz que não tem nada a ver com invasão no gabinete do prefeito Miki

    Não é 1º de abril: invadiram de novo a prefeitura

    Invadiram de novo a sala do prefeito Miki Breier

    Prefeito Miki fala da greve e invasão à sua sala na Prefeitura

     

    Como ficou

     

    O delegado Leonel Baldasso Pires, titular da 1ª Delegacia de Polícia de Cachoeirinha, e que comandou as investigações na época, disse agora à tarde para o Seguinte: que não foi possível apontar culpados no caso das invasões praticadas na Prefeitura. Ele alegou uma série de fatores para que o inquérito fosse remetido ao Fórum da cidade sem indiciados.

    --- A polícia não pode fazer milagres --- disse Baldasso.

    E explicou:

    --- Os criminosos sabiam o que estavam fazendo e não agiram sozinhos.

    Os inquéritos foram remetidos ao Judiciário, de acordo com o delegado Baldasso, no começo do ano passado juntamente com procedimentos de mais de 20 outras denúncias, todas decorrentes dos confrontos havidos principalmente entre servidores por causa da greve e do embate na frente da Câmara de Vereadores (links abaixo).

     

    LEIA TAMBÉM:

    Gás, bomba e destruição em confronto da BM com grevistas na frente da Câmara

    EM VÍDEO | Câmara lamenta e Simca critica a ação da Brigada

    Confronto entre BM e grevistas parou no Senado

     

    Sem solução

     

    Fatores que impediram a Polícia de chegar aos invasores da Prefeitura:

     

    1 – Não havia vigilância nos locais atacados.

    2 – Não havia câmeras de monitoramento no prédio e nem nas imediações

    3 – A perícia não conseguiu identificar digitais nos móveis e paredes (muito provavelmente agiram com luvas).

    4 – O exame grafotécnico na carta deixada no gabinete do prefeito Miki Breier, no dia 6 de março de 2017, também foi inconclusivo, ou seja, não apontou a autoria.

     

    IMPORTANTE

     

    O prefeito Miki Breier não se manifestou sobre o caso das sucessivas invasões à Prefeitura de Cachoeirinha, no começo de seu governo, até o encerramento desta matéria.

     

    Nas imagens abaixo, a perícia no gabinete do prefeito Miki:

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    • proteção animal
      Hulk, o cãozinho cadeirante que batiza o Cachorródromo
      por Redação
    • opinião
      Por Anabel, Bordignon desistiu de ação para concorrer
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Não é escândalo denúncia envolvendo Jones
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Nem as chuvas param as obras nas pontes
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • rio gravataí
      Conheça o projeto da nova orla do Rio Gravataí
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      Vereadores nos tiraram para idiotas
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Pirelli, uma fábrica em depressão
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Gravataí pode ter um Tumelero diferente
      por Silvestre Silva Santos
    • opinião
      Tem que taxar Uber sim!
      por Rafael Martinelli
    • entrevista
      Não sirvo para poste ou laranja, diz Paulo Silveira
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Mandatos de Marco Alba, Miki e Darci podem ir até 2022
      por Rafael Martinelli
    • gravataí
      Marco Alba financia novo pacotão de obras viárias
      por Redação
    • coluna do silvestre
      Que tal ganhar R$ 8,6 mil por mês? Tem vaga!
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • entrevista
      Passado é passado, olho para frente, diz Anabel
      por Rafael Martinelli
    • lojas havan
      Sindicato exige negociar domingos e feriados
      por Silvestre Silva Santos
    • eleições 2020
      Sônia, filha de Dorival, pode ser lançada a prefeita
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.