notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 18/07/2019

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    transporte

    Empresa de Santa Cruz do Sul é sócia majoritária da Transbus

    Stadtbus sai, não saindo, de Cachoeirinha

    por Eduardo Torres | Publicada em 07/02/2019 às 19h25| Atualizada em 12/02/2019 às 23h09

    O burburinho, sem muito alarde, se tornou realidade. A empresa Stadtbus, de Santa Cruz do Sul, ao menos com o seu nome oficial, já não opera as linhas municipais de ônibus de Cachoeirinha. A Procuradoria Geral do Município e a Junta Comercial aprovaram a cisão da empresa, e, desde 1º de fevereiro, a gestão do transporte municipal é da Transbus Transportes. Empresa que, conforme a Receita Federal, tem justamente a Stadtbus como sócia majoritária, e Adriana Wilke Marques, uma das sócias da Stadtbus, como administradora, com sede na Avenida Frederico Ritter, em Cachoeirinha. 

    O CNPJ da nova empresa está ativo desde setembro do ano passado, quando as tratativas para mudança da pessoa jurídica que faria a gestão do transporte local tiveram início.

     

    LEIA TAMBÉM

    COLUNA DO SILVESTRE | A Stadtbus está deixando Cachoeirinha

    Um mês para Cachoeirinha ter o seu corredor de ônibus

     

    — Na prática, para o usuário, não mudou nada. A empresa segue sendo administrada pelo mesmo grupo, e a equipe que atua na cidade é a mesma — garante o gerente de operações da Transbus, Laurício Vasconcelos.

    A Stadtbus operava na cidade desde o final de 2011, quando venceu o sorteio ao fim de uma pendenga judicial com a Transcal. O contrato fechou sete anos em vigor em dezembro de 2018. A licitação prevê dez anos de operação do sistema municipal. A expectativa é de que a Transbus cumpra os próximos três.

     

    Perdas com a integração?

     

    E o cartão de apresentação da nova — ou nem tão nova assim — empresa de transporte municipal é justamente a adaptação necessária no sistema de bilhetagem eletrônica e a integração prometida pelos governos municipal e estadual para o prazo de um mês.

    — Essa hipótese de integrar o nosso sistema de bilhetagem ao TEU já havia sido levantada um tempo atrás e verificamos que é possível. Alguns testes foram feitos, mas agora vamos sentar com a Metroplan, a prefeitura e a ATM, e planejarmos essa mudança. A perspectiva do governo é de 30 dias para dar início à integração, mas ainda não conversamos sobre isso — diz Vasconcelos.

    Segundo ele, uma possível perda de passageiros e de receita com a integração à Transcal em Cachoeirinha não é considerada, até o momento, uma preocupação da Transbus. O convênio prevê uma compensação, com o repasse de 20% dos valores de viagens integração à empresa municipal e 80% à metropolitana. 

    — Ainda é um modelo que estudaremos — resume o gerente.

    Conforme o convênio firmado nesta quinta pela prefeitura e a Metroplan, em um mês de operação o sistema integrado será reavaliado, principalmente na questão de equilíbrio financeiro entre as empresas operadoras do sistema.
     

    • coluna do silvestre
      Alta velocidade: O negócio da família Moro
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • cachoeirinha
      Eu Amo, Eu Cuido inaugura novo trecho de calçadas
      por Redação
    • opinião
      As ausências na foto de Marco Alba e seus vereadores
      por Rafael Martinelli
    • meio ambiente
      Sabe o que é Reposição Florestal Obrigatória?
      por Redação
    • opinião
      Só justiça evita perda de 45 médicos em Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Filha de Abílio apoiou Marco; prints desmentem
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Flagrado o novo carro da GM de Gravataí
      por Silvestre Silva Santos
    • gravataí
      Em live, Marco Alba dá 45 dias para duplicação na 020
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Autor do golpeachment contra Miki vira político
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Bandidos na TV; Deltan, Moro e a Vaza Jato
      por Rafael Martinelli
    • ex-deputado
      Jones Martins está hospitalizado
      por Rafael Martinelli
    • pontes do parque
      Contagem regressiva para novas pontes do Parque dos Anjos
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      Prefeito retira extinção do Ipag Saúde e anuncia novo plano
      por Rafael Martinelli com assessoria
    • opinião
      Procurador de Miki é indicação de Cláudio Ávila
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Um jeito diferente de escolher vereadores em 2020; prós e contras
      por Rafael Martinelli
    • entrevista
      A filha do ’pai dos pobres’; a aposta de Anabel e os Bordignons
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      A real sobre a falta de médicos em Gravataí; em 15 dias, o caos
      por Rafael Martinelli
    • gravataí
      De roupinha e aquecidos no Canil; saiba como adotar e ajudar
      por Redação
    • mobilidade
      Trevo na 103 e acesso ao distrito: por que obras não andam
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      25 mil bolsonaristas descontentes no ’país’ da região
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Não doe agasalhos, você pode apanhar no Facebook
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.