notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 20/04/2019

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    polícia

    Gabriel foi morto a tiros dentro do Hospital Centenário, em São Leopoldo, por atiradores que o confundiram com suspeito de dois homicídios no Vale dos Sinos. FOTO | Álbum pessoal/Facebook

    COM VÍDEO | Jovem executado por engano em hospital era de Cachoeirinha

    por Silvestre Silva Santos | Publicada em 09/11/2018 às 13h37| Atualizada em 19/11/2018 às 11h56

    A Delegacia de Homicídios de São Leopoldo, comandada pelo delegado Alexandre Quintão, ainda não tem suspeitos da autoria da execução do jovem Gabriel Villas Boas Minossi, de 19 anos e morador de Cachoeirinha, executado na madrugada de hoje (9/11) no Hospital Centenário, naquela cidade do Vale dos Sinos.

    Gabriel  foi morto por engano, de acordo com a polícia e seus familiares, por volta das 4h30min desta madrugada, quando pelo menos quatro homens fortemente armados invadiram a enfermaria do hospital. Além de Gabriel, mais duas pessoas foram atingidas pelos disparos, mas não correm risco de morte.

    Conforme o delegado Alexandre, pelo menos 20 tiros foram desferidos dentro do hospital. Os bandidos teriam fugido no mesmo carro em que chegaram, um Ford modelo Focus, de cor preta, que ficou com o motor ligado na entrada da emergência. Os homens renderam funcionários e seguranças do Centenário.

     

    Endereço errado

     

    Segundo o delegado, os tiros que atingiram o morador do Parque da Matriz tinham como alvo outra pessoa, identificada como Alex Júnior Abreu Tubiana, de 28 anos, com duas passagens pela Polícia por crimes de homicídio e que estava em liberdade desde o dia 26 de outubro, há cerca de duas semanas, portanto.

    Tubiana deu entrada no Hospital Centenário, baleado, na quarta-feira, e ontem ele mesmo disse aos policiais que estava correndo risco. Ele se encontrava na mesma enfermaria en que Gabriel estava, e ontem à noite foi transferido para outra ala do hospital. Os atiradores desta madrugada não sabiam desta transferência e executaram Gabriel, achando que era Alex Tubiana.

     

    Sem policiamento

     

    O pai de Gabriel, Marcelo Minossi, disse a uma emissora de rádio da capital que desde ontem à tarde havia um temor de funcionários e seguranças do hospital diante das informações de que os bandidos iriam invadir para executar Alex Tubiana. Mesmo assim, segundo ele, não havia qualquer policiamento dentro do Centenário.

    Um tio do jovem executado e que também mora em Cachoeirinha lamentou a morte do rapaz, com quem mantinha contatos frequentes.

    --- Ele se acidentou com a moto quando estava indo trabalhar, na semana passada, e o hospital mais próximo era o Centenário. Depois das cirurgias - ele sofreu fraturas nas pernas - deveria ter recebido alta ontem, mas por causa da pressão alta ficaria internado mais alguns dias para observação --- contou o tio.

    De acordo com Marcelo Minossi, uma irmã sua, e madrinha de seu filho Gabriel, passava a noite com o rapaz quando houve a invasão e os disparos.

    --- Ela não ficou ferida, acordou com os tiros. O meu filho deu os últimos suspiros nos braços da minha irmã --- contou Marcelo em entrevista à emissora de Porto Alegre agora pela manhã.

    O rapaz era filho de Indianara Martins Vilas Boas e Marcelo Minossi, e tinha mais duas irmãs. Era frequentador de centros de tradições gauchescas, tocava violão, e gostava de motociclismo. Era considerado um jovem extrovertido e muito ligado à família.

    Os detalhes do sepultamento de Gabriel ainda não foram divulgados.

     

    Confira os vídeos divulgados pela Polícia Civil:

     

     

     

     

     

    • ensino
      Quem é o paulista que veio dirigir o Gensa e a Facensa
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      A ‘barbie do bem’ é o Brasil feio ganhando o BBB
      por Rafael Martinelli
    • mobilidade
      Donos de imóveis vão bancar melhoria das calçadas
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      Governo blinda PL de extinção do Ipag Saúde
      por Rafael Martinelli
    • freeway
      Feriado deve levar 75 mil veículos ao litoral
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • opinião
      O ’Beijo de Judas’; prefeito ainda tem 12 apóstolos?
      por Rafael Martinelli
    • cidade
      Como será o novo serviço de saúde de Gravataí
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      A lista de vereadores na mira dos ’caça fantasmas’
      por Rafael Martinelli
    • projeto
      Bomba Amiga vai ajudar Bombeiros, BM e socorristas
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      Sobre o tiro no Lula; a censura togada
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      A polêmica da Cruz Missioneira; você já odiou a cultura hoje?
      por Rafael Martinelli
    • rs-030
      Prefeito vai adiantar verba para acesso ao Breno Garcia
      por Silvestre Silva Santos
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.