notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 20/07/2019

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    habitação

    Deputados Sérgio Peres (PRB) e Tarcísio Zimmermann (PT) estiveram na Granja semana passada | DIVULGAÇÃO

    Granja Esperança em debate na Assembleia

    por Eduardo Torres | Publicada em 02/11/2018 às 22h19| Atualizada em 07/11/2018 às 12h56

    O debate sobre a regularização do bairro Granja Esperança, em Cachoeirinha, agora vai ocupar espaço nobre na Assembleia Legislativa. Às 19h desta segunda (5), a Comissão Especial criada para discutir o tema fará uma audiência pública no Plenarinho.

    Esta será a segunda audiência para discutir o tema, 20 dias depois do encontro realizado em Cachoeirinha. Na primeira oportunidade, foi momento para que a prefeitura apresentasse a forma como o processo de Regularização Fundiária (Reurb) do bairro tem sido conduzida. Agora, a promessa é de que o assunto evolua na busca de uma saída acordada para o imbróglio que envolve os moradores e a Habitasul Crédito Imobiliário.

     

    LEIA TAMBÉM

    Audiência pública debate regularização da Granja

    Em um mês, começa a regularização da Granja 

    Impasse na Granja: tem feirão e tem ação judicial

     

    É que, daqui uma semana, no dia 12 de novembro, encerra o prazo estipulado pela Justiça para que a empresa fizesse a venda judicial das casas, com preferência de compra para os atuais moradores — são 1.632 famílias, segundo a comissão de moradores —, mas, à esta altura, somente em torno de 40 imóveis foram negociados. Com o final do prazo, uma das possibilidades é de que a venda para qualquer interessado, e nas condições oferecidas judicialmente, estaria aberta. O mais provável, porém, é que uma nova audiênica seja determinada pela Justiça para avaliar o que foi feito nos seis meses em vigor da proposta de venda judicial.

    Depois de ter a tentativa de embargar esta medida judicial negada em Cachoeirinha, agora a comissão de moradores recorre ao Tribunal de Justiça com novo recurso. Querem frear a venda judicial e aguardar o resultado do Reurb para, aí sim, pagar pelos imóveis que foram ocupados há mais de 30 anos. Na época, a Habitasul financiou a Cooperativa Habitacional São Luiz para erguer o loteamento, mas antes do fim das obras, as casas foram ocupadas. O processo arrasta-se desde 1992.

    Conforme a comissão de moradores, não há negativa em pagar pelas casas. Eles não concordam é com as atuais condições que, segundo a Habitasul e as duas imobiliárias autorizadas a realizarem as transações, estão bem abaixo do mercado. É oferecida a condição de pagamento de 10% do valor na entrada — podendo ser parcelado —, mais 180 parcelas. Os valores dos imóveis foram determinados pela Caixa Federal, considerando a condição original das casas e atualização monetária.

    Ainda assim, conforme a comissão de moradores, as entradas variam entre R$ 9 mil e R$ 13 mil, e as parcelas mensais ficariam em média de R$ 1 mil.

    O Reurb atualmente realiza o levantamento sócio-econômico das famílias da Granja Esperança. A ideia é de que as condições de pagamento sejam flexibilizadas de acordo com a condição financeira específica de cada família. O município serviria como mediador desta negociação.

    Na audiência desta segunda, a comissão presidida pelo deputado Sérgio Peres (PRB) convidou representantes da prefeitura de Cachoeirinha, do governo estadual, do Ministério Público e do Poder Judiciário.

    O grupo iniciou os trabalhos em 25 de setembro e tem 120 dias para finalizar um relatório.

     

    COMO SERÁ


    : Audiência pública na Comissão Especial de Regularização Fundiária da Granja Esperança, segunda-feira (5), às 19h, no Plenarinho da Assembleia Legislativa.

    : A Comissão de Moradores disponibilizará um ônibus para ir e voltar de Porto Alegre, ao custo de R$ 10. O encontro para o transporte será na Praça da Juventude, às 17h. É obrigatório levar a carteira de identidade.

    • opinião
      Decodificando a entrevista do ’filho do Marco Alba’
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Edir sobre renúncia de Abílio; A verdade saindo do poço
      por Rafael Martinelli
    • personagens
      Histórias de um brigadiano
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      Farra das diárias sai na RBS; viajantes têm cúmplices
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      SUS deveria ser só para quem precisa; certo é Jones no Moinhos
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      RS quer trocar por imóveis dívida de 24 mi com Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      A fábrica de kart de Cachoeirinha
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      As ausências na foto de Marco Alba e seus vereadores
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Só justiça evita perda de 45 médicos em Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Filha de Abílio apoiou Marco; prints desmentem
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Flagrado novo carro da GM de Gravataí
      por Silvestre Silva Santos
    • opinião
      Autor do golpeachment contra Miki vira político
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Bandidos na TV; Deltan, Moro e a Vaza Jato
      por Rafael Martinelli
    • pontes do parque
      Contagem regressiva para novas pontes do Parque dos Anjos
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.