notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 16/01/2019

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    eleição 2018

    Victória e Márcio, do Circo Partage, que está na parada 63 da avenida Dorival de Oliveira, acham que é ofensa para os circenses dizer que o Brasil é um grande picadeiro

    COM VÍDEO | O que deve mudar no Brasil para sua vida melhorar de verdade?

    por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt | Publicada em 28/10/2018 às 19h09| Atualizada em 05/11/2018 às 10h49

    Este texto está na internet, diz que foi enviado para o site Recanto das Letras (https://recantodasletras.com.br/redacoes/1542326) em 2009 e que os créditos devem ser atribuídos para Amanda Rodrigues, que seria autora original. E-mail dela, caso alguém queira se comunicar: amandagomes@infonet.com.br).

    Transcrevo este texto pelo fato de, quase 10 anos depois, estar atualizadíssimo e reproduzir quase tudo que as pessoas, nas ruas, que foram às urnas neste domingo (28/10) de segundo turno para escolher o presidente da República e o governador do estádio, dizem o que esperam dos eleitos tão logo assumam, em 1º de janeiro de 2019.

    Fui às ruas ouvir algumas pessoas, agora à tarde, para saber o que elas esperam de quem colocar no bolso a caneta do poder, tanto no Palácio Piratini, ali na rua Duque de Caxias, quanto no Palácio do Planalto, em Brasília.

    A expectativa das pessoas gira, principalmente, na necessidade de um ferrenho combate à corrupção, com mais investimentos para áreas específicas como segurança pública, saúde pública, educação pública, principalmente estas.

    Na esteira, vem investimento da melhoria das estradas, programas habitacionais, melhor transporte público.

    Ah, no momento em que este texto é escrito e o vídeo é editado, ainda não está definido quem vai ser o governador dos gaúchos ou o presidente dos brasileiros.

     

    Confira o vídeo após o texto:

     

    Acredito que para que o meu país mude e possa melhorar a minha vida e de todos os brasileiros é preciso um conjunto de mudanças... nas ações, nas atitudes , nos processos, nos projetos, nas leis, nas execuções e principalmente mudanças no pensar e sentir.

    Acredito que isso sim faria diferença para o meu país...se pudéssemos mudar esse conjunto de coisas.

    O primeiro passo para isso seria a VERDADE. Sim essa simples palavra que diz tudo e mais um pouco... precisamos ser verdadeiros em tudo e com todos. Imagine se uma onda de verdade invadisse nosso país... se tudo fosse verdadeiro e sincero...nossa como iria melhorar a vida de todos!!

    A verdade deveria ser uma substância injetada em todos ser humano, tipo nasceu um bebê, receberia a primeira dose de verdade, com validade por 10 anos. Afinal até os 10 nossas mentirinhas não afetam tanto a nossa sociedade né!? Quebrar um vaso... pegar um objeto emprestado...não cuidar do irmãozinho...essas coisinhas!!!

    Aí sim com 10 anos tomaríamos a segunda dose que teria validade de 20 anos, uma concentração mais forte, pois essa é pra mim a fase considerada de risco. Isso mesmo 20 anos... já pensou!? Na fase das descobertas e misturas de pensamentos... seríamos verdadeiros em tudo!!! Nos relacionamentos com família, amigos, trabalho, faculdade, vizinhos, com gestores... enfim seríamos verdadeiros na fase da vida em que mais poderíamos fazer estragos, pois esta é a nossa fase mais ativa...seria perfeito no me ponto de vista!!

    A terceira e última dose teria validade 40 anos... no final dessa dose já teríamos 70 anos...e aí você consegue imaginar uma grande assaltante de banco com mais de 70 anos!? Ou um político desonesto com essa idade!? Ou um empresário corrupto!? Um serial killer!? Um viciado!? Um traficante!?

    Acho que essa seria a melhor forma de mudar a minha e a vida de muitos habitantes do meu país.

    O que deve mudar primeiro é a forma de ver o outro, de sermos verdadeiros uns com os outros, SINCEROS!!!

    A forma como gerenciamos nossas vidas mudaria, a forma de comércio mudaria, a forma de política mudaria... a vida mudaria por completo!!! Acredito que assim não existiria tanta discrepância no país... não teríamos tantos milionários e tantos mais paupérrimos. Não teríamos tantas trocas de partido, tantos processos jurídicos, tantas falhas nos sistemas, tanta burocracia, tantas brechas e desvios nas leis e ações... porque o que falta é a verdade!!

    Verdade de cada um consigo mesmo e com o próximo!!

    África Rodrigues

    ...

     

     

     

     

    • rs
      Ninguém de Gravataí no governo Leite
      por Rafael Martinelli
    • segurança
      Um mês para APPs dizerem como cuidam seus motoristas
      por Eduardo Torres
    • segurança
      O debate fetichista sobre a redução da maioridade
      por Rafael Martinelli
    • educação
      Ulbra Gravataí demite um quinto dos professores
      por Eduardo Torres
    • coluna do silvestre
      App leva profissionais da beleza até você
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • habitação
      Moradores querem financiar casas da Granja em 35 anos
      por Eduardo Torres
    • educação
      Kit escolar da Prefeitura tem data para ser entregue
      por Silvestre Silva Santos
    • polêmica
      Gravataí e Cachoeirinha podem ter armas liberadas
      por Rafael Martinelli
    • segurança
      Outro baleado, mas poucos motoristas param na região
      por Eduardo Torres
    • opinião
      Farda não garante santidade; promoção, talvez
      por Rafael Martinelli
    • crime na saúde
      MP detalha repasses do Gamp e empresa de Gravataí
      por Eduardo Torres
    • freeway
      Marco Alba comemora troca de praça do pedágio
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Stédile, irmão de líder do MST é secretário de Leite; a verdade
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      CCR confirma mudança do pedágio
      por Silvestre Silva Santos
    • segurança
      Contra violência, motoristas de aplicativos prometem parar
      por Eduardo Torres
    • parceria público-privada
      RS-020 será concedida com pedágios
      por Rafael Martinelli
    • investigação
      MP faz conexão da investigação no Inter com Gravataí
      por Eduardo Torres
    • luto
      Não podemos ser como o Vilmar?
      por Rafael Martinelli
    • segurança
      Conheça os números da criminalidade em Gravataí
      por Silvestre Silva Santos
    • cultura
      Em Cachoeirinha, a leitura tem parada obrigatória
      por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.