notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 11/12/2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    em obras neste mês

    Descerramento da pedra fundamental do hospital que será construído em área anexa ao GHC, na zona norte de Porto Alegre

    Conheça o hospital que vai tratar o câncer na região metropolitana

    por Rafael Martinelli | Edição de imagens: Guilherme Klamt | Publicada em 08/02/2018 às 18h45| Atualizada em 19/02/2018 às 17h13

    Uma mão de Gravataí ajudou a puxar o pedaço de tecido que cobria a pedra fundamental do Hospital do Câncer, lançada nesta manhã no Grupo Hospitalar Conceição, em Porto Alegre. Presidente da Frente Parlamentar em defesa da construção do centro de oncologia, Jones Martins (PMDB) cortou a fita ao lado do ministro da Saúde Ricardo Barros e da superintendente Adrian Acker, em cerimônia com deputados federais, estaduais, vereadores, prefeitos e vices da região metropolitana no local onde já este ano começa a construção, anexa ao GHC.

    – Agradeço à bancada gaúcha, em nome do deputado Jones, pelo incansável trabalho para viabilizar recursos para o hospital. O Centro de Oncologia é uma prioridade e tem todo apoio políticos do presidente Michel Temer – disse o ministro, acompanhado desde Brasília pelo deputado federal, que também convidou para a cerimônia a primeira-dama de Gravataí Patrícia Alba.

    – Ainda este mês a obra começa. A licitação está feita e o orçamento de R$ 100 milhões baixou para R$ 75 milhões – informou a superintendente do GHC, que num prédio de sete andares em uma área de 14 mil metros quadrados projeta dobrar de 3 mil para 6 mil o número de sessões de quimioterapia e realizar 35 mil consultas por ano, além de permitir transplantes de medula e tratamento de radioterapia, todos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

    – Conseguimos incluir a obra entre as três prioridades da bancada gaúcha. E, numa articulação com os 31 deputados e três senadores, já emplacamos R$ 33 milhões para este ano. Vamos trabalhar para mais R$ 33 milhões em 2019 e outros R$ 33 milhões em 2020. É um sonho que começa a nascer e vai nascer – garantiu Jones ao Seguinte:, citando a cobertura 100% SUS, em 94 leitos (50 para internação clínica, 30 para internação hematológica, 14 para transplante de medula óssea) que serão abertos no hospital da zona norte de Porto Alegre para atender também Gravataí, Cachoeirinha, Glorinha, Viamão e outras cidades da região:

    – O GHC, maior porta aberta SUS do Brasil, com quatro hospitais, serve a região metropolitana de Porto Alegre, especialmente a população mais carente, mas não tem tratamento de radioterapia para tratamento oncológico. Isto causa um problema, pois um em cada quatro pacientes que entram na emergência tem diagnostico de câncer. E geralmente os mais pobres não sabem que sofrem de câncer e só procuram o atendimento quando sentem dor. É quando chegam na emergência e começa uma via crucis. O hospital direciona a outros hospitais para o tratamento de radioterapia e o doente precisa entrar numa fila para tratar. Esperamos que em três anos isso mude, com o hospital aberto.  

     

    LEIA TAMBÉM

    Um elogio a Jones pelo Hospital do Câncer

     

    : Jones e Patrícia Alba com vereadores Jô da Farmácia, Paulinho da Farmácia, Alan Vieira, Neri Facin e Clebes Mendes

     

    Cachoeirinha e Glorinha lá

     

    – Além de necessário pela demanda cada vez maior, um centro de oncologia, principalmente na zona norte, é bastante acessível para nossa população – disse o prefeito de Cachoeirinha Miki Breier (PSB), que após o lançamento da pedra fundamental aproveitou para falar com o ministro sobre investimentos no Padre Jeremias, o hospital da cidade.

    – Glorinha também se sente contemplada com essa obra – disse o vice-prefeito Jean Medinger (PSD), também presente na cerimônia onde o ministro também inaugurou uma subestação de energia elétrica dentro do Complexo do Grupo Conceição (R$ 32 milhões) e uma nova ala de neurocirurgia no Hospital Cristo Redentor (R$ 4,2 milhões), que aumenta de 40 para 70 o número de leitos para a área.

    Barros ainda anunciou a liberação de R$ 70 milhões para o Hospital São Lucas. O recurso será utilizado para ampliar a capacidade de atendimento na unidade, já que R$ 42 milhões serão destinados à reforma e R$ 28 milhões, para aquisição de equipamentos.

     

     

    • investimento
      Miki fecha o ano com uma boa notícia
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      OPINIÃO | Gravataí ainda não preencheu vagas de médicos
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Shopping vai dar muitos presentes de Natal
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • seca
      Sem chuva, captação no Rio Gravataí pode parar
      por Eduardo Torres
    • redes sociais
      Vereador ganha liminar para excluir post de eleitor
      por Rafael Martinelli
    • segurança
      OPINIÃO | Inocente bom é inocente vivo
      por Rafael Martinelli
    • crime na saúde
      Empresa levou R$ 500 mil supostamente desviados
      por Eduardo Torres
    • crime na saúde
      Ex-secretária de Gravataí é sócia de empresa no alvo do MP
      por Eduardo Torres
    • crime na saúde
      Empresa de Gravataí envolvida em desvio na saúde
      por Eduardo Torres
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.