notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 06/04/2020
pequenas empresas, grandes histórias

Volmir Astor Panzer, gestor administrativo e financeiro é sócio majoritário da ReciclaMais, composição que inclui um grupo de empresários-investidores

Quem é o ’rei do pneu velho’ de Gravataí?

por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt | Publicada em 24/09/2019 às 18h50| Atualizada em 03/10/2019 às 14h22

Sabe aquele pneu da moto, do carro, do caminhão, trator, colheitadeira ou empilhadeira, entre vários outros veículos e equipamentos que utilizam este equipamento feito com borracha, arame e outros compostos?

Pois é!

O que você faz quando estes estão “carecas”, gastos, já sem boas condições de uso, visando garantir a segurança da sua família durante uma viagem, ou assegurar a confiabilidade e rentabilidade no seu trabalho?

Troca, não é mesmo?

E para onde você acha que vão os pneus inservíveis? Se você fez a substituição em uma empresa séria, borracharia ou auto-center, certamente eles serão destinados à chamada logística reversa ao invés de serem jogados em algum lixão a céu aberto ou no leito de um rio.

Pois em Gravataí existe uma empresa – das quatro estabelecidas no Rio Grande do Sul que operam nesta área – que faz o recolhimento dos pneus inservíveis e dá a eles uma destinação correta, evitando que fiquem poluindo o meio ambiente.

É a ReciclaMais – Reciclagem de Borrachas, nome fantasia da Recitires Comércio e Reciclagem de Produtos de Borracha Ltda, está instalada na rua Nissin Castiel, no Distrito Industrial de Gravataí. E tem unidades em Araquari e Barra Velha, em Santa Catarina.

De acordo com Volmir Astor Panzer, gestor administrativo e financeiro, ou sócio-proprietário da empresa, a ReciclaMais foi fundada em 2017 com a finalidade de dar destinação sustentável aos resíduos de borracha (não só aos pneus velhos).

 

Fabricação de cimento

 

Somente em Gravataí, de acordo com o “rei do pneu velho” – adjetivação que Volmir contesta por força da modéstia e porque a empresa não lida apenas com pneus os quais, adverte, são inservíveis – são processados cerca de 25 mil quilos de borracha, por dia. Aqui, são 24 funcionários. Nas três unidades, cerca de 70 empregos diretos.

--- Com as unidades de Santa Catarina são mais de 50 mil quilos de borracha triturada todos os dias --- garante.

No Distrito Industrial da aldeia dos anjos, de acordo com o gestor da ReciclaMais, a capacidade de beneficiamento pode dobrar, se o maquinário for tocado “a todo vapor”, tiver um  ingresso maior de pneus de automóveis e houver mercado para colocação dos resíduos que resultam do processamento.

Atualmente, os pedaços da borracha que é triturada – de pneus e de outras origens – se destinam basicamente à indústria cimenteira. Nelas, os resíduos servem como combustíveis para queimar nos fornos de geração de energia e como matéria prima empregada na composição do cimento propriamente dito.

Para ter a matéria prima que utiliza na reciclagem, a empresa de Volmir faz o recolhimento com caminhões em várias cidades gaúchas, especialmente n a Região Metropolitana de Porto Alegre, no vale dos Sinos, em direção ao Litoral Sul, região central do estado, serra e até no Litoral Norte.

Os locais são específicos e previamente cadastrados, como borracharias e auto-centers, e eventualmente faz o recolhimento em outros locais. Recentemente, em um terreno adquirido por uma empresa, fez a coleta de uma grande quantidade de pneus que estavam depositados irregularmente no local.

 

Destalonamento

 

Os pneus e outros resíduos de borracha que chegam são selecionados antes de serem levados à máquina que faz a trituração. Nos pneus maiores, onde há grande quantidade de aço, é feito o destalonamento, ou seja, o material é extraído com duas finalidades: prolongar a vida útil das navalhas de corte e comercializar o produto, o aço.

Da trituração sai, primeiro, o chip de borracha. São pedaços de formato irregular que passam em seguida por uma peneira. Os maiores acabam voltando à máquina com navalhas e, os menores, vão para outro equipamento onde é feito o refino, que é a produção de granulados de borracha.

A colocação no mercado da borracha triturada pela ReciclaMais é garantida.

--- A indústria cimenteira tem necessidade deste material. É um material nobre para eles, para produzir a queima que gera parte da energia que a indústria precisa. Tudo que eu conseguir processar eles (indústria do cimento) consomem. Se eu conseguir produzir 50 toneladas por dia, tudo isso tem colocação garantida no mercado --- diz.

De acordo com Volmir Astor Panzer, principalmente da Região Metropolitana, região onde a Recic laMais tem uma atuação mais forte, são recolhidos cerca de 60% dos pneus inservíveis. Gestores ambientais visitam as borracharias e auto-centers, além de empresas que descartam outros tipos de rejeitos de borracha, com a finalidade de fazer o cadastro e firmar parcerias.

Estas empresas recebem a documentação exigida em lei e que comprova a destinação correta do produto inservível. É a chamada logística reversa, com critérios estabelecidos em lei e fiscalizados pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama).

 

IMPORTANTE

 

1

A ReciclaMais tem cadastros e parcerias firmadas em cerca de 200 municípios do Rio Grande do Sul

 

2

As outras recicladoras ficam em Nova Santa Rita, Faxinal do Soturno e em Erechim, no Norte do estado.

 

3

Atualmente a ReciclaMais faz a trituração apenas de pneus de motos, automóveis e caminhões.

 

4

Os pneus de empilhadeiras (maciços) e de outros equipamentos, por serem maiores, estão sendo estocados para serem utilizados no processo da pirólise.

 

A PIRÓLISE

 

Trata-se do processo de extração do óleo que é empregado na produção do pneu, juntamente com a borracha. A ReciclaMais está se preparando para colocar esta atividade em funcionamento e, para tanto, já tem guardando um equipamento de grande porte que foi comprado em 2018.

Atualmente o processo está ainda em fase de licenciamento ambiental, de acordo com Volmir Arstor Panzer, junto aos órgãos ambientais do estado. Com as máquinas além do óleo, podem ser extraídos o aço e o “negro de fumo”, que é um pó preto a base de borracha.

 

: Empresa já comprou equipamentos para extração do óleo da borracha

 

Números

 

Em 2017

Recolhidas 2.812 toneladas de borracha

 

Em 2018

Recolhidas 7.821 toneladas de borracha

 

Em 2019

Recolhidas 11.730 toneladas de borracha (projeção)

 

De julho de 2017, quando foi fundada, até agosto deste ano, a ReciclaMais recolheu:

 

4,4% de pneus de motocicletas

35,2% de pneus de automóveis

32,4% de pneus de veículos de transporte (cargas e passageiros)

3,0% de pneus de máquinas e equipamentos (industriais e agrícolas, principalmente)

25,0% de outros resíduos de borrachas (de indústrias que utilizam o composto na fabricação de seus produtos)

 

DO SITE

 

...Na ReciclaMais, nos dedicamos a oferecer soluções sustentáveis aos resíduos de borrachas. 

...Desde a fundação em 2017, nossa missão é processar materiais de forma segura a fim de manter o meio ambiente limpo.

...Como centro de reciclagem acreditamos em promover hábitos inteligentes na reciclagem de borrachas para alcançar resultados duradouros.

 

O que sai dos pneus e rejeitos de borracha

 

CHIP DE BORRACHA

Os pneus velhos merecem atenção como um problema de saúde pública pois quando depositados em locais indevidos, como terrenos abandonados, podem acumular água tornando-se criadouros de mosquitos transmissores de doenças como a dengue. Se jogados em aterros sanitários demoram até 600 anos para se decompor e, quando queimados, liberam fumaça tóxica prejudicando a atmosfera. O chip de borracha é destinado à cimenteiras e também para outros setores, como asfalto, confecção de tapetes e geração de energia (caldeiras). 

 

ÓLEO COMBUSTÍVEL

Derivado de petróleo, também tratado como óleo combustível pesado ou ainda como óleo combustível residual. É a fração residual da destilação das partes mais leves do petróleo. A sua composição bastante complexa depende não só do petróleo que o originou, como também dos processos e misturas que sofreu nas refinarias. Pode atender às várias exigências do mercado consumidor numa ampla faixa de viscosidade, adequando-se às aplicações (fornos, caldeiras, motores pesados, etc).

 

NEGRO FUMO (CARBON BLACK)

Pigmento preto composto de 99,5% de carbono amorfo com diferentes níveis de tamanhos de partículas com estruturas variáveis, permitindo desta forma, atender a distintas necessidades de desempenho em cada aplicação. É uma das variedades mais puras de carvão, constituindo uma dispersão coloidal de partículas muito finas.

 

ARAME DE AÇO (TALÃO DE PNEU)

Os pneus de caminhão/ônibus recebem uma atenção especial no processo. Como possuem em seu ‘talão’ uma grande quantidade de aço, estes são retirados pela máquina de destalonamento. Pode ser utilizado na construção civil, cercamento, fabricação de pregos, etc.

 

BORRACHA GRANULADA

Após diversas etapas de trituração, as partes mais finas da borracha são os granulados. Podem ser aplicados em jardinagem, paisagismo e principalmente em campos sintéticos para a prática de esportes.

 

PARA SABER

 

A coleta de pneus inservíveis, entre outros rejeitos de borracha, pode ser agendada no site da ReciclaMais. Clique aqui.

 

Em vídeo

 

Clique na imagem abaixo e acompanhe a entrevista de Volmir A|stor Panzer, da RecliclaMais, sobre a empresa e o que é feito com os pneus e rejeitos de borracha.

 

 

 

 

 

 

SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
Gráfica e Editora Vale do Gravataí
Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

redacao@seguinte.inf.br

Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
Cristiano Abreu | EDITOR | cristiano@seguinte.inf.br
Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.