notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 18/10/2019
religião

Padre Luiz Melo, aos 92 anos, é um dos internos no Lar Sacerdotal que fica junto ao Seminário São José, em Gravataí. A casa completou 30 anos em agosto passado.

A casa de Gravataí onde ficam os padres aposentados

por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt | Publicada em 06/09/2019 às 20h42| Atualizada em 16/09/2019 às 10h53

Uma casa ampla, construída com todo cuidado para receber um público seleto.

Dispõe de largos corredores, cozinha e refeitório, lavanderia, posto de enfermagem, sala de lazer, da nutricionista, além de belos jardins. E, nesta casa, adaptada com os acessórios que facilitam a vida de quem precisa dispor da acessibilidade, são 20 os quartos atualmente ocupadas por... Padres!

Isto mesmo.

É o Lar Sacerdotal de Gravataí, que fica junto ao Seminário São José e onde, atualmente, vivem 11 padres em regime de hospedagem permanente e mais um que chega, fica alguns meses, sai para tratar da saúde ou visitar familiares, fica algum tempo fora e depois retorna.

É uma casa que recebe, também, padres que vêm à região, especialmente a Porto Alegre, para tratar da saúde e necessitam de um ponto de referência ou local de convalescença. Como, geralmente, têm novas consultas ou necessitam de um acompanhamento médico mais próximo, acabam se hospedando no Lar Sacerdotal.

Foi onde o Seguinte: encontrou na manhã desta sexta-feira (6/9) o simpático e bem falante padre Luiz Melo da Silveira, que em dezembro que vem vai completar 92 anos de idade. Ele está há seis anos no Lar Sacerdotal que tem como mantenedora a Associação Fraterno Auxílio, uma entidade mantida pelos próprios padres para que, na “aposentadoria”, tenham um lar para descansar.

 

Ponta dos Vargas

 

O padre Luiz Melo é natural de Encruzilhada do Sul, onde diz que nasceu e “se criou”, e que conhece todos os cantos e grotas, até a distante Ponta dos Vargas.

--- É lá para os lados da “santaninha do carrapato” --- brinca, referindo-se a Santana da Boa Vista.

Com boa memória, conta que foi ordenado padre em 1954 depois de sete anos estudando Filosofia e Teologia em Roma, e lembra a viagem de navio para o continente europeu com saída do porto de Santos, São Paulo, escala no Rio de Janeiro, e a chegada à Nápoles, na Itália, onde ainda pode ver destruição e o que sobrou de navios afundados durante a II Guerra Mundial que havia acabado dois anos antes.

Como de todos os demais internos, o quarto do padre Luiz Melo tem o jeito que ele quer, os livros que gosta, os quadros, fotografias e móveis da sua preferência. Guarda com carinho uma foto com o papa João Paulo II em que recebe, do pontífice, um rosário. E lembra que por 28 anos foi professor de História da Filosofia no Seminário Maior, de Viamão.

Sobre quantos idiomas domina, o padre Melo parece desdenhar.

--- Sou ruim nos idiomas. Além do português, claro, falo latim, italiano, francês e espanhol. O latim porque as missas antigamente eram em latim, italiano porque vivi em Roma onde fiquei sete anos, e francês e espanhol porque na Europa os países são todos pertinho uns dos outros, dava para a gente viajar bastante e conhecer outras culturas --- explica.

 

O xará do padre

 

O santo de devoção do padre Melo é São Luiz Gonzaga. “Meu xará”, diverte-se o religioso que acorda dos os dias as 7h da manhã, almoça com os outros padres as 11h30min e costuma deitar por volta das 22h30min. Daí, assiste televisão até o sono chegar. Dá preferência aos telejornais e às emissoras transmitidas por satélite.

Diariamente participa do terço, às 18h, e da missa que é celebrada em seguida, às 18h30min, na capela que fica dentro do Lar Sacerdotal. Aliás, sobre a missa, ele mesmo, apesar da idade, é um dos celebrantes. Os padres se revezam em uma escala feita por eles mesmos para rezarem a missa. Cada dia é um padre, o responsável.

Para dar seus passeios ou ir à igreja matriz Nossa Senhora dos Anjos, ou ainda atender outros compromissos, ele mesmo dirige seu carro até o centro de Gravataí. Os padres têm permissão para dirigir, dependendo das condições físicas e mentais. A liberação é da médica que atende no Lar Sacerdotal e, claro, da coordenação da casa.

 

Dependência

 

1

A dependência, ou independência, é definida de acordo com resolução do Ministério da Saúde e classificada em Grau I, II e III. No primeiro estão os padres idosos independentes, mesmo que necessitem de equipamentos para auto-ajuda.

 

2

No Grau II estão os que precisam de auxílio em pelo menos três de quatro situações elencadas: alimentação, mobilidade, higiene e sem comprometimento cognitivo ou com situação cognitiva alterada.

 

3

E no Grau III estão os idosos com dependência elevada, que necessitam de assistência em todas as atividades da sua vida cotidiana e, principalmente, que tenham comprometimento cognitivo.

 

SAIBA MAIS

 

: O padre Luiz Melo trabalhou por último na Cúria Metropolitana, em Porto Alegre, com o bispo dom Dadeus Grings, na função de chanceler do arcebispado.

 

: Antes disso e mais próximo dos fiéis, foi padre na Paróquia Mont’Serrat, também na capital dos gaúchos.

 

: De família religiosa, um primo seu foi padre e três irmãs também seguiram a vida dedicada à igreja.

 

: Uma de suas irmãs, hoje aos 96 anos, ainda vive no mosteiro das Irmãs Carmelitas, em Porto Alegre.

 

Os cuidados

 

Os padres internos no Lar Sacerdotal de Gravataí, casa que completou 30 anos de sua inauguração no dia 7 de agosto, têm especial atenção no que se refere à saúde. São seis técnicas de enfermagem que se revezam no atendimento sob a supervisão da enfermeira Luisele Dalenogari, há 12 anos trabalhando no Lar.

E ela garante que todos eles têm algum problema de saúde, principalmente por causa da idade. Os casos mais difíceis são dos padres que têm Alzheimer, que exigem uma maior dedicação e cuidado permanente. Se não estiver de olho, podem acontecer até o desaparecimento, como no ano passado.

--- Foi durante as obras do condomínio, que ainda não estava tudo cercado. Um dos padres saiu e só foi localizado cerca de uma hora depois, quase no Rincão da Madalena. Deum um tumultozinho mas acabou tudo bem --- conta a enfermeira-chefe.

A assistência aos religiosos envolve também atividades físicas, duas vezes por semana, com supervisão de uma fisioterapeuta. Além disso, a alimentação é balanceada e de acordo com a recomendação médica – quando há necessidade – por uma nutricionista, e uma médica (clínica-geral e nefrologista) supervisiona a saúde dos padres.

 

Assista ao vídeo (clicando na imagem abaixo) com a reportagem do Seguinte: no Lar Sacerdotal Fraterno Auxílio, de Gravataí.

 

IMPORTANTE

 

1

O Lar Sacerdotal Fraterno Auxílio foi inaugurado em 7 de agosto de 1989 e, recentemente, passou por melhorias e ganhou novas instalações, inauguradas em 11 de setembro de 2017 com a presença de dom Jaime Spengler, arcebispo metropolitano.

 

2

Atualmente, é dirigido pelo padre Tarcício Rech (pároco da matriz Nossa Senhora dos Anjos) e pela professora Dulce Neves Jorge, e mantido pela Associação Fraterno Auxílio, entidade que congregam os padres da região.

 

3

De acordo com a professora Dulce Jorge, diretora do Lar Sacerdotal de Gravataí, a casa está aberta à visitação da comunidade mediante prévio agendamento. “Todas as pessoas são bem vindas”, destacou.

 

Padres residentes

 

: Aloysio Irineo Flach – Nascido em 17/09/ 1935 - Ordenado em 14/07/1967

: Clary Luis Gaspar Boaretto – Nascido em 22/02/1926 – Ordenado em 23/12/1951

: Inácio Winter – Nascido em 23/02/1953 – Ordenado em 07/12/1980

: Ivo João Ukinoski – Nascido em 19/05/1961 – Ordenado em 14/05/1993

: João José Poletto – Nascido em 12/05/1938 – Ordenado em 11/07/1965

: José Frederico Rech – Nascido em 21/03/1926 – Ordenado 02/07/1966

: Luiz Fernando Reis dos Santos – Nascido em 21/01/1953 – Ordenado em 15/12/1979

: Luis Vunibaldo Melo da Silveira – Nascido em 22/12/1927 – Ordenado em 13/03/1954

: Nicolau Willibaldo Kuhn – Nascido em 16/04/1933 – Ordenado em 06/07/1962

: Pedro Luiz Steffen – Nascido em 08/03/1948 – Ordenado em 28/12/1974

: Seno Geraldo Schommer – 10/05/1951 – Ordenado em 03/12/1977

: Valdevino Pertile – Nascido em 11/04/194 – Ordenado em 01/07/1967

 

Em fotos

 

: Professora Dulce Jorge, coordenadora do Lar Sacerdotal

 

: Instalações atuais foram inauguradas em setembro de 2017

 

: Padre Luiz Melo esteve com o papa João Paulo II em Roma

 

O que é ser padre

 

Ser padre é expressão de uma convocação particular para uma missão específica a serviço do Povo de Deus. A vocação presbiteral não é mérito pessoal, mas escolha do Senhor: “Não fostes vós que me escolhestes, mas eu é que vos escolhi e vos constituí para que vades e produzais fruto” (Jo 15,16). 

Fonte: Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB)

SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
Gráfica e Editora Vale do Gravataí
Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

redacao@seguinte.inf.br

Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.