notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 16/08/2018
personagens

Uma portuguesa do Arquipélago de Açores, Carla Verônica Cedros Fernandes Marques Gomes, vai comandar a Caergs de Gravataí, a mais importante casa açoriana do Brasil

COM VÍDEO | Quem é a açoriana que vai presidir a Caergs

por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt | Publicada em 06/06/2018 às 17h42| Atualizada em 15/06/2018 às 15h03

Uma portuguesa – com certeza! – toma posse na noite desta quarta-feira (6/6) na presidência da Casa dosa Açores do Rio Grande do Sul (Caergs), em Gravataí. A portuguesa, com sotaque e tudo, mais precisamente vinda para o Brasil da Ilha Terceira do Arquipélago de Açores, é Carla Verônica Cedros Fernandes Marques Gomes. E a posse vai ser às 20h, na sede que fica na rua Adolfo Inácio de Barcelos, 938.

Carla, que tem formação superior em Matemática e Administração de Empresas, é casada com o presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Gravatapi (Acigra), empresário Régis Albino Marques Gomes, está no Brasil há 22 anos e é uma das fundadoras da Caergs, uma das quatro casas açorianas existentes do Brasil – as outras são em Florianópolis, São Paulo e Rio de Janeiro.

Atualmente dedicando-se à atividade empresarial como proprietária de um atelier de costura criativa (confecção de lembranças personalizadas, decoração, mesa posta e vários outros artigos que estejam relacionados aos tecidos), a mãe de Francisco, de oito anos, diz que “aquilo que era hobby (costura criativa) virou profissão”.

No comando da Casa dos Açores, a Carla que não abriu mão de seu nome de solteira e acrescentou o sobrenome Marques Gomes quando casou com Régis, deve sentir-se muito à vontade. Foi uma das fundadoras do Caergs, já esteve em outros cargos na diretoria, o marido já foi presidente por duas vezes e ela sabe tudo da sede da entidade.

 

Portas e janelas abertas

 

Um dos objetivos da nova presidente, segundo enfatiza, é abrir não só as portas, mas também as janelas da Casa para a comunidade de Gravataí, da Região Metropolitana e todas as pessoas de qualquer lugar que queiram conhecer um pouco das tradições açorianas, um arquipélago de nove ilhas vulcânicas a mais de 1 mil quilômetros do continente português, em pleno Oceano Atlántico.

Para movimentar a Casa, Carla Verônica Cedros Fernandes Marques Gomes convida a comunidade para que não apenas visitem o local, mas realizem seus eventos na Casa dos Açores que é um local bonito e dispõe de bom espaço para festas de aniversários, casamentos, seminários, enfim...

--- Até batizados! --- enfatiza a nova presidente.

A integração com a comunidade e a implementação da visitação de escolares é parte dos planos de Carla. Para a nova diretoria ela chamou uma jovem para compor o grupo, com a finalidade de promover a aproximação do público desta faixa etária através de eventos e atividades que lhes despertem a atenção.

 

QUEM É ELA

 

1

A nova presidente da Casa dos Açores do Rio Grande do Sul é Carla Verônica Cedros Fernandes Marques Gomes, casada com o empresário e presidente da Acigra Régis Albino Marques Gomes e mãe de Francisco, de oito anos

 

2

Ela veio para o Brasil há 22 anos anos quando casou com Régis. Os dois se conheceram durante um Festival Internacional de Folclore. Régis participou do evento com integrante do grupo de danças Estância Província de São Pedro. Ela era guia do evento.

 

3

Depois de um ano de namoro por carta – não havia ainda Skype e whatsApp, dispositivos de conversação instantânea – os dois resolveram casar e decidiram que ela viria para o Brasil, onde Régis já atuava como empresário em Gravataí.

 

4

Uma vez a cada dois anos o casal vai ao Arquipélago para visitar os pais de Carla que ainda vivem na Ilha terceira. No ano em que eles não vão, os pais dela vêm a Gravataí. A açoriana também tem um irmão que reside em Lisboa, capital de Portugal.

 

A DIRETORIA

 

Presidente

Carla Verônica Cedros Fernandes Marques Gomes

Vice-presidente

Viviane Peixoto Hunter

Secretária

Cátia Silvana Kuhn

Segunda-secretária

Lucélia Adami Nunes

Tesoureiro

Renato Rosa de Oliveira

Segundo-tesoureiro

Luís Florêncio Castilhos Albano

 

Departamento Administrativo - Joaquim Cavalheiro

Departamento de Parcerias - Amon da Costa

Departamento de Comunicação - Cibele Carvalho

Departamento de Eventos - Angela Fonseca

Departamento de Projetos e Captação de Recursos - Ivo Ladislau

Departamento de Tradições Gaúchas - Alessandro Marguti

Departamento de Patrimônio - Márcio André

Departamento de História - Vera Lucia Maciel Barroso

Departamento Jovem - Giovana Germano Pereira

Departamento de Relações Institucionais - Régis Albino Marques Gomes

 

Confira no vídeo abaixo a conversa da reportagem do Seguinte:, de hoje à tarde, com a açoriana-gravataiense Carla Marques Gomes, que está assumindo a presidência da Casa dos Açores do Rio Grande do Sul.

 

IMPORTANTE

As Casas dos Açores pelo mundo:

Lisboa - capital de Portugal - instalada em 1927 - a mais antiga
Rio de Janeiro - Brasil - instalada em 1952
Hilmar - Estado da Califórnia - Estados Unidos - instalada em 1977
Quebec - Canadá - instalada em 1978
Norte - Cidade do Porto - Portugal - instalada em 1980
São Paulo - Brasil - instalada em 1980
Winnipeg - Canadá - instalada em 1982
Nova Inglaterra (região) - Estados Unidos - instalada em 1982
Ontário - Canadá - instalada em 1985
Algarve - Portugal - instalada em 1993
Santa Catarina - Brasil - instalada em 1999
Gravataí - Estado do Rio Grande do Sul - Brasil - 2003
San Carlos
- Departamento (estado) de Maldonado - Uruguai - instalada em 2011

 

A sede da Caergs

 

O Casarão dos Fonseca foi tombado pelo patrimônio histórico de Gravataí em 17 de setembro de 2005, inaugurando o Livro Tombo do município.

--- Um povo sem história é um povo que não existe --- disse, na ocasião, o então presidente da Casa dos Açores do Rio Grande do Sul, o empresário Régis Albino Marques Gomes, que lembrou o construtor do casarão, Manoel Fonseca.

Conhecido também como Solar das Magnólias, foi construído em 1877 por filhos de açorianos da família Fonseca, possui características da arquitetura colonial portuguesa, trazida pelos colonos açorianos.

Em estilo sobrado, na arquitetura do casarão destacam-se o telhado, feito de telha canoa com beiradas, e as janelas em estilo guilhotina. Depois de restaurada a casa passou a ser a Sede Administrativa, Museu e Biblioteca da Caergs.

 

 

SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
Gráfica e Editora Vale do Gravataí
Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

redacao@seguinte.inf.br

Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.