notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 15/04/2021

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    Cultura

    A escritora canoense Melissa Barbosa com seus dois livros anteriores e o novo, ’Pequenos hipopótamos no meu café’, lançado em formato e-book. Foto: Reproduções/Facebook

    CANOAS | Melissa e os poemas para te tirar da Netflix nas tardes de quarentena

    por Rodrigo Becker | Publicada em 05/04/2021 às 17h35| Atualizada em 05/04/2021 às 17h38

    Escritora canoense lança primeiro livro de poesia reunindo 10 anos de produção - e quem comprar ainda ajuda uma causa nobríssima


    A jornalista e professora Melissa Barbosa aproveitou o aniversário neste segundo ano de pandemia para por no ar a sua mais nova criação: o livro de poesias 'Pequenos hipopótamos no meu café'. A obra está disponível apenas em versão em e-book, vendida por R$ 14,90 e pode ser comprada no site da Amazon ou no Google Book - também dá para chegar até lá pelo site da autora, clicando aqui.

    O livro reúne poemas escritos por Melissa ao longo de 10 anos. "Fui relendo, separei o que gostava mais e resolvi publicar o e-book", conta. "Escrevo porque gosto de ler e acho importante que as pessoas escrevam mais. Gosto disso, sinto feliz escrevendo".

    Melissa também é autoria dos livros 'Um dia como qualquer outro' e 'O olho do monstro e outros contos' - estes, disponíveis também em formato impresso -, além de diversas coletâneas.

    E não é só isso: quem compra o livro da Melissa também ajuda uma causa nobre. Todo o valor arrecadado com a venda do e-book será destinado à Ação Social Êxodo, de Porto Alegre. O grupo é formado por voluntários que todos os domingos entrega cerca de 200 refeições, máscaras e produtos de higiene para moradores da rua da capital. 

    Já comprei o meu - e, aqui em casa, combinamos de trocar umas horinhas de Netflix pela poesia canoense da Melissa. Quem topa?

    Para quem quiser conferir, segue uma provinha:


    Ícaro moderno

    Um dia comprei um par de asas brancas e saí voando.
    Saí de manhã cedo, o céu ainda cor-de-rosa.
    Mas o céu foi alaranjando, amarelando,
    esquentando, queimando, cegando.
    Até que, ao meio-dia, minhas asas derreteram.
    Elas eram de plástico
    como quase tudo hoje.

    • coronavírus
      Vidas perdidas em Gravataí mostram que pandemia segue letal em abril; O detector de mentiras do Bial
      por Rafael Martinelli
    • segurança
      A madrugada dos vândalos: Gravataí já calcula 50 mil em prejuízos
      por Redação | Assessoria
    • coronavírus
      A pauta-bomba: Gravataí congela em 4,80 tarifa que custaria 7,22: ’É socorro ao transporte público, não à Sogil’
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      COVID: Zaffa confirma congelamento de passagens em Gravataí até fim de 2021
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      Socorro da Prefeitura para Sogil chega a 5 milhões em Gravataí; ’Pauta-bomba’ está na Câmara
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      Por que vacinação foi suspensa em Cachoeirinha; O ’fiasco’ de 103 de dezembro de 2020
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      Transformar vacinação de Marco Alba em uma coisa ruim é arma para negacionistas
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Rodrigo Becker | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.