notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 25/01/2021

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    a coluna da jeane

    Uns versos de braço quebrado – 6

    por Jeane Bordignon | Publicada em 25/09/2020 às 21h11| Atualizada em 26/09/2020 às 12h57

    Pela primeira vez, desde o tombo, passei na bendita esquina onde me estabaquei. E fiquei ainda mais cismada, porque a calçada até que está boa. Aparentemente não tinha motivo pra eu cair, ainda mais de um jeito tão feio.

    A sensação que eu tive na hora foi de ter sido jogada contra a cerca, seja lá o que for que isso signifique. Foi muito rápido, mas eu percebi exatamente quando bati no palanque, o osso quebrando. Podia dizer que até ouvi um crec, mas não sei se ouvi ou minha mente inventou.

    Tem uns arranhões na tinta do palanque bem na região que eu devo ter batido. Bem podem ser as marcas que eu deixei… Que coisa.

    O braço vai bem, dentro do possível. Ainda um tanto rígido e desgovernado. A fisioterapia deve dar jeito nisso, mas só dia 13 vou saber os próximos passos. Uma coisa está bem aprendida: devagar e sempre, é assim que vamos em frente.

    E agora vamos de poesia?

    Hoje vou mostrar um pouco do meu livro Brado Carmesim, que lancei em 2014. Quem quiser adquirir, ainda tenho alguns exemplares, os últimos! É só me mandar um e-mail no [email protected] .

     

    BRADO CARMESIM

    Da voz mansa

    Também sai o grito

    Pesado

    Como pedra de granito

    Cortante

    Como ponta de diamante

    Incisivo

    Como um soco do destino

    Mas suave...

    Sem subir o tom.

    A potência do grito

    Está no que é dito

     

    FAGIA

    Simples sintonia

    Sensível sabedoria:

    Quando a essência basta

    A vida não se gasta

    Mas a massa

    Essa casca, essa pasta

    (de gente esmagada)

    Só espera o pão.

    De palavras anda tão farta,

    Essa gente enfastiada de vazio...

    Palavra não se come.

    Ela é que devora.

     

    SANTA SANGRE

    Seja máquina -

    ordena o sistema.

    (Eu tenho sangue.)

    Seja máquina -

    sussurra o sistema.

    (Eu tenho sangue.)

    Seja máquina -

    cantarola o sistema.

    (Eu tenho sangue.)

    Seja máquina! -

    brada o sistema.

    (Eu tenho sangue.)

    Tenho sangue e lágrimas demais, senhor

    Se me torno máquina, enferrujo

    E me desfaço.

    - Seja máquin...

    - Jamais! Eu tenho sangue!

     

    COLCHA VIVA

    Costuro palavras e panos

    Meus medos e enganos

    Tudo o que um dia foram planos

    E em prantos se desfez

    Ponto a ponto, traço a traço

    Esse monte de retalhos, faço

    Parecer gente outra vez

    • negócios
      O ’Fica GM’ e o ’Tchau Pirelli’; Prefeito não se escondeu
      por Rafael Martinelli
    • a live é o seguinte:
      Alison Silva, líder do governo Zaffa
      por Rafael Martinelli
    • política
      Vereador erra ao pedir asfalto para bairro nobre; O seu
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      Gravataí não comprou kit de tratamento precoce
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      Casal responde por homofobia em frente ao Hokkaido
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      Como foi início da vacinação em Gravataí e Cachoeirinha
      por Rafael Martinelli | Edição de imagens Guilherme Klamt
    • coronavírus
      Os lugares onde terá vacina contra COVID em Cachoeirinha
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      Saiba seu lugar na fila da vacina; Aqui estamos prontos
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.