notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 31/05/2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    coluna do sommelier

    A cerveja faz muito bem para o seu corpo

    por Rafael Santos | Publicada em 01/08/2018 às 13h27

    O consumo moderado de cerveja pode trazer muitos benefícios à saúde - quase na mesma proporção que o consumo em excesso pode ser prejudicial. Beber menos e melhor é um estilo de vida que pode fazer muito bem ao seu corpo.

    Proteção cardiovascular, saúde óssea, hidratação, controle do colesterol e da glicose... Vitaminas do complexo B, fibras, minerais, antioxidantes, carboidratos... Essa lista traz alguns - alguns! - dos benefícios e nutrientes da cerveja. Pesquisas vêm se desenvolvendo ao redor do globo para entender um pouco mais sobre suas qualidades nutricionais, e os resultados são bem positivos.

     

    Doce lúpulo

    Está exclusividade cervejeira  traz algumas vantagens - e não estamos falando apenas do amargor. Estudos do Prof. Denis de Keukeleire, da  faculdade de Farmácia da Universidade de Gante (Holanda) confirmam sua atividade antibactericida e anti-inflamatória. Mas as grandes estrelas nutricionais do lúpulo são os polifenóis: antioxidantes naturais, protegem contra a ação de radicais livres e favorecem a prevenção de doenças circulatórias.

     

    Boa para o coração

    Cerveja faz bem ao coração também no sentido literal, pois alguns de seus componentes têm papel cardioprotetor. Com moderação, o consumo do etanol (álcool) pode ajudar na prevenção de doenças cardiovasculares, como infarto do miocárdio e hipertensão arterial. O álcool aumenta o colesterol HDL (o ‘bom colesterol’), impedindo o acúmulo de gordura nas artérias, regulando a pressão arterial. A cerveja ainda possui ácido fólico, entre outras vitaminas do complexo B, vindas do malte, o que é valioso para prevenir doenças cardiovasculares por reduzir o vilão vascular ácido homicisteína (HCY) - bem menos concentrado em apreciadores.

     

    Minerais para que te quero

    Mais de 30 minerais estão presentes na cerveja: 1 litro fornece quase metade do magnésio recomendado por dia, 40% do fósforo e 20% do potássio. “O magnésio regula o metabolismo do músculo”, esclarece a nutricionista Fabiana Panobianco. A concentração de sódio é pequena, um alívio aos hipertensos. Já o silício favorece os processos de calcificação - um bom jeito de complementar a prevenção de osteoporose. Sem contar que é altamente diurética e hidratante - cerca de 90% de sua composição é água.

     

    Ajudando a digestão

    A cerveja ainda promove a secreção de suco gástricos - o gás carbônico favorece a circulação sanguínea da membrana mucosa bucal, da salivação, e estimula a formação do ácido estomacal, acelerando seu esvaziamento e facilitando a digestão. Também contém fibras, o que contribui para o trabalho intestinal. “Cervejas previnem a anemia e possibilitam significativo reforço imunológico”. Além disso, é pouco calórica: cada 100ml contém de 30 a 40 kcal. Os responsáveis pelos “quilinhos a mais” geralmente são os hábitos dos bebedores  - petiscos gordurosos e a falta de exercícios físicos são mais responsáveis pela barriguinha saliente do que as calorias da cerveja. vale ressaltar que os benefícios das cervejas são maiores se acompanhados de uma dieta equilibrada e de exercícios físicos regulares.

     

    Sinal amarelo

    Não vamos nos enganar: é o consumo moderado que traz benefícios. O consumo em excesso chega a reverter alguns deles. Doenças cardiovasculares são riscos constantes para quem abusa do álcool, além de problemas no fígado e todas as questões de ordem psicológica e social que envolvem o excesso de álcool. Moderação é a palavra que deve guiar o apreciador. Apesar de não ser um alimento completo, a cerveja é um valioso complemento nutricional.

    Brindemos a isso! 

     

     

    • crise do coronavírus
      O ‘urubu da imprensa’ errou, para menos; contágio em Gravataí cresceu 245 por cento
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Ele grita a sua impotência. Ou: Vamos ver como seria o ’gorpe do Parmito’
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      As mortes sem rosto da COVID 19 em Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • política
      ’Político alvo’ desafia abertura de ’CPI das fake news’ na Câmara de Gravataí; as bravatas e verdades múltiplas
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Gravataí receberá 36 milhões de socorro federal; funcionalismo com salários congelados até 2022
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Metade de Gravataí é ’grupo de risco’ para COVID 19; alerta aos ’covidiotas’
      por Rafael Martinelli
    • política
      Zaffa saiu da Havan como candidato a prefeito de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • negócios
      Luciano Hang e Marco Alba na ’inauguração surpresa’ da Havan Gravataí; assista
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      ’Gripezinha’, ’carreatas da morte’, Páscoa, reabertura e Dia das Mães; a progressão da COVID 19 em Gravataí e Cachoeirinha
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Por que hospital de campanha de Gravataí atrasou 30 dias; sem tirolesa ou ’Covidão’
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Cristiano Abreu | EDITOR | cristiano@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.