notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 14/08/2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    coluna da teresa

    Mundo (des)corporativo

    por Teresa Azambuya | Publicada em 13/06/2018 às 13h59

    Para uma empresa, pessoas são números. Dizer “mundo corporativo” é um equívoco, então, porque o corpo, para uma empresa, também não existe. A única materialidade possível são os números.

    Pessoas escrevem currículos, números são contratados.

    Pessoas apertam o soneca do despertador, números batem cartão.

    Pessoas fazem planos para as férias, números têm metas de produção.

    Pessoas têm hérnias de disco, números apresentam atestados médicos válidos.

    Pessoas têm estômagos que fazem barulho, números esperam na fila do refeitório.

    Pessoas são um número no contrato de trabalho.

    Números recebem contracheque, pessoas pagam a conta de luz.

    Números fazem reuniões, pessoas encontram-se depois do expediente.

    Números produzem lucro, pessoas estimulam a motivação dos colegas.

    Números saem pela porta da firma, pessoas passam na padaria e compram pão.

    Números com dez anos de trabalho são meras despesas; pessoas com dez anos de trabalho têm patrimônio profissional.

    Números são demitidos. Pessoas explicam ao filho que uma segunda-feira não é feriado só porque estão mais cedo em casa.

    Números assinam um contrato de rescisão e deixam de existir.

    Pessoas somente continuam existindo, alma e corpo ativo, quando deixam de ser números. Apenas no mundo real.

    O mundo corpo(r)ativo é um equívoco nominal.

     

    • eleições 2018
      Juliano Paz, um pé em Gravataí, outro em Cachoeirinha
      por Rafael Martinelli
    • homenagem
      Diretora do Gensa e Facensa recebeu placa em Brasília
      por Silvestre Silva Santos
    • homenagem
      Denise, a Medonha, vai virar nome de biblioteca
      por Eduardo Torres
    • personagens
      COM VÍDEO | O caçador que abraçou um rio
      por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • coluna do silvestre
      Quem comprou o terreno do prédio mais alto
      por Silvestre Silva Santos
    • eleições 2018
      10 coisas sobre a foto que mexeu com a política local
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      OPINIÃO | Bagunça na Freeway, com Justiça & tudo
      por Silvestre Silva Santos
    • meio ambiente
      O plano que vai definir a cobrança por uso da água do Gravataí
      por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.