notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 25/11/2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    coluna do sommelier

    Agradeça a elas pelos pubs

    por Rafael Santos | Publicada em 23/03/2018 às 12h50

    Você sabia que a mulher sempre teve um papel importante na história da cerveja? Sim, na Babilônia e na Suméria, por volta de 4000 a.C., as mulheres cervejeiras (Sabtiem) tinham grande prestígio e eram consideradas pessoas especiais, com poderes quase divinos.

    Produzir cerveja era uma atividade caseira, assim como fazer pão e cozinhar, enquanto os homens saíam para caçar, guerrear ou trabalhar, cabia às mulheres preparar as comidas e bebidas da família, como os ingredientes do pão e da cerveja são os mesmos, era comum prepará-los simultaneamente.

     

     

    Na Inglaterra, as boas esposas cervejeiras eram tão populares que muitas pessoas iam até suas casas para aproveitar a hospitalidade regada a vários copos da bebida.

    Registros do século XIII, de uma pequena cidade inglesa, mostram que somente 8% dos cervejeiros locais eram homens.

    Além disso, como era permitido vender o excendente da produção, as senhoras começaram a explorar suas habilidades como um negócio que se tornou um importante complemento financeiro para a família.

    Para anunciar que a cerveja estava pronta, elas expunham na porta da casa uma haste com folhas verdes, recriando assim as famosas tabernas cervejeiras introduzidas pelos romanos séculos antes naquele país.

    Essas mulheres eram chamadas de Alewives, com o passar do tempo suas casas foram batizadas de Alehouses, acompanhando a evolução natural da sociedade, esses estabelecimentos foram, gradativamente, incorporando as caractéristicas um do outro e convergindo para o que acabou sendo batizado de Public House no final do século XIX, tornando-se uma instituição conhecida mundialmente apenas como Pub.

     

     

    Portanto, agradeça as mulheres pela origem e existência dos pubs.

     

     

    • eleições 2020
      Almansa: ’Sou exemplo das políticas sociais do PT’
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      Bombeiro: ’Não gosto da divisão governo e oposição’
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      Dimas: ’Sou a segunda força de Gravataí’
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      Miki: ’Agora as coisas vão acontecer’
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      Zaffa: ’Vamos chegar onde ainda não chegamos’
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      Segue o líder Marco Alba; O grande vencedor
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.