notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 31/05/2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    coluna do sommelier

    Como se faz a cerveja sem álcool

    por Rafael Santos | Publicada em 16/03/2018 às 11h45| Atualizada em 16/03/2018 às 11h48

    Cerveja é uma bebida alcoólica por definição. O processo de fermentação é uma atividade microbiológica que transforma açúcar em álcool.

    Como as restrições à ingestão de álcool por motoristas e trabalhadores especializados geraram uma forte demanda por bebidas de baixo conteúdo de álcool, tendo em vista esse mercado, as indústrias desenvolveram métodos para reduzir a quantidade de álcool na bebida, lançando mão de alguns artifícios.

    Entre as técnicas utilizadas com esse fim, as mais comuns são:

    : Parar o processo de fermentação assim que o máximo teor alcoólico desejado for atingido;

    : Diminuir a quantidade de açucares fermentáveis do mosto, de forma a diminuir a possibilidade de formação de álcool;

    : Retirar as moléculas de álcool de uma cerveja normal por meio de modernas técnicas físico-químicas.

    Qualquer que seja o processo, uma cerveja considerada "sem álcool" não pode conter mais do que 0,5% em volume de álcool, não sendo obrigatória a declaração, no rótulo, do conteúdo alcoólico. Essa regra vale no Brasil (Lei nº 8.918, de 14/07/94, art. 66, item IIIa) e em praticamente todo o mundo.

    Uma das exceções é o Reino Unido, onde vigora uma classificação mais rigorosa: somente uma cerveja com teor menor que 0,05% apv pode ser chamada "sem álcool" (alcohol free); acima desse percentual até o limite de 0,5% e 1,2% apv deve ser classificada como "de baixo teor alcoólico".

    Se for dirigir, beba cerveja sem álcool.

     

    • crise do coronavírus
      O ‘urubu da imprensa’ errou, para menos; contágio em Gravataí cresceu 245 por cento
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Ele grita a sua impotência. Ou: Vamos ver como seria o ’gorpe do Parmito’
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      As mortes sem rosto da COVID 19 em Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • política
      ’Político alvo’ desafia abertura de ’CPI das fake news’ na Câmara de Gravataí; as bravatas e verdades múltiplas
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Gravataí receberá 36 milhões de socorro federal; funcionalismo com salários congelados até 2022
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Metade de Gravataí é ’grupo de risco’ para COVID 19; alerta aos ’covidiotas’
      por Rafael Martinelli
    • política
      Zaffa saiu da Havan como candidato a prefeito de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • negócios
      Luciano Hang e Marco Alba na ’inauguração surpresa’ da Havan Gravataí; assista
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      ’Gripezinha’, ’carreatas da morte’, Páscoa, reabertura e Dia das Mães; a progressão da COVID 19 em Gravataí e Cachoeirinha
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Por que hospital de campanha de Gravataí atrasou 30 dias; sem tirolesa ou ’Covidão’
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Cristiano Abreu | EDITOR | cristiano@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.