notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 23/10/2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    coluna do leandro

    A Rainha Má do Mundo do Trabalho

    por Leandro Melo | Publicada em 22/01/2018 às 13h57| Atualizada em 22/01/2018 às 17h26

    Sem o celular, sem intervalo e agora com 15 minutos a menos de almoço. O que virá amanhã? Pensava a atendente da loja de departamentos. O lugar não tinha mais que 200 metros quadrados e existia abarrotado de tudo o que uma casa poderia precisar. Entre pilhas de cobertores dupla-face, coadores de diversas cores e tamanhos e araras repletas de roupas da penúltima moda, Alice transitava com um olho nos clientes e outro na chefe. Com ela, não tinha essa de só dando uma olhadinha.

    Carismática e esperta, se cruzasse o seu caminho, saía de lá com uma sacolinha e um sorriso satisfeito.

    Mas quem, no comércio, diz que lidar com público é difícil, nunca precisou encarar a caricatura da madrasta da Gata Borralheira, que aliás, era a dona do estoque, do prédio e da vida das funcionárias. Uma mulher ardilosa que construía a sua cadeia de poder concedendo empréstimos financeiros aos empregados com regras obscuras, permitindo regalias a uns em prejuízo de outros, e garantindo pelo menos uma sessão de humilhação diária a qualquer um que tentasse questioná-la. Duas se fosse com a Alice que só recebia gratidão dos fregueses.

    Naquele pequeno espaço, Alice era o alvo principal e ela própria se achava mínima, atribuindo um poder e um tamanho muito maior à rainha má do seu Mundo do Trabalho.

    Essa história não tem uma reviravolta, nem final feliz, nem sapatinho de cristal. É o que é e ponto final. Aparentemente, Alice é um tipo que aceita a vida assim. Talvez não tenha conhecido outra forma de valorização, talvez não saiba ao certo quem é a figura estampada no espelho e mesmo virando a casa dos 40, se conforma com o bizarro jeito de gerenciar de sua chefe e em carregar todas as frustrações e amarguras daquela que paga o seu salário.

    É triste e doloroso. É a entrada do lado sombrio do Mundo do Trabalho! Pode ser na lojinha com cheiro de roupa guardada desde a estação passada ou no escritório envidraçado do 23º andar. Assédio moral, qualificado, com requintes de crueldade, existe entre patrão e empregado e colegas desumanizados. Mas as histórias só terminam quando a personagem principal se vai e ela continua firme no seu papel. Nesse caso, amanhã, quando o relógio despertar, pode ter início um final feliz.

     

    • eleições 2018
      OPINIÃO | Gravataí ’endireitou’ entre 2014 e 2018
      por Rafael Martinelli
    • caso eduarda
      Divulgado retrato falado de suspeito da morte de menina
      por Eduardo Torres
    • cultura & arte
      Festival de Folclore teve nove grupos
      por Da redação
    • violência
      Quem matou a pequena Eduarda?
      por Eduardo Torres
    • opinião
      OPINIÃO | Em Gravataí, todos arriscam perder, menos um
      por Rafael Martinelli
    • pequenas empresas, grandes histórias
      Hangar, a pioneira do som
      por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • operação solidária
      TRF4 absolve Marco Alba por unanimidade
      por Rafael Martinelli com TRF4
    • solidariedade
      COM VÍDEO | Diogo luta contra síndrome rara
      por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      Como entendi nota das Irmãs do Dom Feliciano sobre eleições
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Como ficou a duplicação da Centenário
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      Gravataí virou ’cidade-dormitório de votos’
      por Rafael Martinelli
    • segurança
      Educação para o trânsito também fora da aula
      por Eduardo Torres
    • obras
      Plano de Marco prevê pontes e mais de 30 ruas até 2020
      por Rafael Martinelli | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.