notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 22/04/2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    mulheres

    A rainha do lar  

    por Sônia Zanchetta  | Publicada em 08/12/2017 às 17h11

     

    Lembro de uma canção do Herivelto Martins e do David Nasser que a Ângela Maria cantava quando éramos crianças: “Ela é a dona de tudo/Ela é a rainha do lar/Ela vale mais para mim/Que o céu, que a terra, que o mar...”

    E a letra seguia com uma série de clichês sobre o papel da mulher na família: ”Mamãe, mamãe, mamãe/Eu lembro de ti de chinelo na mão/
    O avental todo sujo de ovo...”

    E eu, que tinha sonhos de estudar, de trabalhar e de viajar pelo mundo,  pensava que o último que queria ser na vida era aquela mãe abnegada, que não tinha um só minuto para si mesma.

     

    :

     

    Muito tempo depois, na década de 90, visitei, em Quito, onde vivia, Alicia Yanez, uma grande romancista equatoriana e, quando elogiei seu apartamento — um duplex imenso, mas, ao mesmo tempo, muito acolhedor, ela comentou: “Sim, este apartamento é uma maravilha, e o melhor de tudo é que vivo aqui sozinha.”

    E, então, me contou como havia sido difícil conciliar o cuidado da casa, dos quatro filhos e do marido com o ofício de escritora, com o qual ele jamais concordara, e me mostrou, em um dos quartos, um closet em que costumava se meter, com uma lanterna, no meio da noite, para poder escrever sem interrupções e reclamações. 

     

     

    :

     

    Quando voltei a Porto Alegre, com meus filhos, em 1997, passamos a frequentar a piscina da Sogipa. Um dia, uma senhora que estava há horas, tomando banho de sol, bem próximo de nós, exclamou: “Meio dia, a panela não está no fogo, e a barriga não vai ficar vazia”.

    Daí, abriu uma sacola, da qual tirou um sanduíche, e começou a saboreá-lo, mas, quando viu que eu a observava, sorrindo, me explicou o porquê de sua alegria: “Eu vivo há 30 anos aqui na frente, mas só agora, depois de viúva e de os filhos terem ido viver por sua conta, começo a desfrutar deste clube.

    Meu marido vinha aqui com nossos filhos, no sábado e no domingo de manhã, e eu ficava preparando o almoço. De tarde, não saíamos, porque ele descansava do trabalho da semana, e eu sempre tinha um monte de coisas a fazer.  

    Então, agora, com 62 anos, tenho, enfim, tempo para fazer tudo o que me dá na telha...   

     

    :

     

    No ano passado, em uma caminhada do Programa Vida Saudável, aqui em Cachoeirinha, uma mulher não parava de falar da beleza que eram os campos da Estação Experimental do Irga e do Colégio Agricola Daniel Oliveira Paiva – Cadop, pelos quais passamos no caminho.    

    Perguntei se não havia estado ali antes e fiquei pasma quando respondeu que, embora vivesse, há anos, no bairro Carlos Wilkens, ali pertinho, de fato era a primeira vez que ia àquela região da cidade. 

    Quis saber como isso havia sido possível, e ela me explicou que sua vida tinha sido atender às necessidades de sua família e que, naquele momento, estava começando a se dedicar a si mesma. Detalhe: Ela já estava com 68 anos! 

    • feira na Caergs
      Vai ter feira medieval na cidade neste domingo
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • coluna do martinelli
      OPINIÃO | Glorinha é a nova terra das raves
      por Rafael Martinelli
    • sua saúde
      Tudo sobre a vacinação contra gripe em Gravataí
      por Redação
    • políticos
      OPINIÃO | O conto do vigário dos pais de obras feitas
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Teve de tudo no desfile de modas do Sindilojas
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • cachoeirinha
      Tribunal suspende contratação de Área Azul
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • mpf:
      Posts no Face comprometem Bordignons e Peixe
      por Rafael Martinelli
    • festa do divino
      Uma festa do mundo açoriano em Gravataí
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • exclusivo
      Impeachment de Gravataí chega a Brasília
      por Rafael Martinelli
    • entrevista
      Gravataiense casa vizinho da guerra na Síria
      por Rafael Martinelli
    • emendas
      Vereadores podem abrir portas para corrupção
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.