notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 20/02/2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    coluna do silvestre

    Nível das águas no ponto de captação da Corsan, no Passo dos Negros, ainda está a meio metro dos 20 centímetros estabelecidos como marca a partir da qual a situação passa à fase crítica.

    COM VÍDEO | Rio Gravataí continua secando; vai ter racionamento?

    por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt | Publicada em 26/12/2019 às 17h01| Atualizada em 07/01/2020 às 13h35

    A temperatura elevada não deve dar trégua nesta sexta-feira, oscilando próxima dos 40 graus centígrados, segundo as previsões, na Região Metropolitana de Porto Alegre. O que deve amenizar um pouco é a estiagem, já que as mesmas previsões acusam a possibilidade de chuvas em boa parte do Rio Grande do Sul.

    Para o Vale do Gravataí as chuvas devem acontecer na forma de pancadas isoladas, amanhã. Insuficiente em volume, entretanto, para recuperar o nível do Rio Gravataí, de onde é captada a água que a Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) trata e entrega aos consumidores.

    Nesta quinta o nível do Gravataí continuava baixando segundo aponta a régua de medição no ponto de captação de Gravataí, no Passo dos Negros. Num ritmo menos acelerado de acordo com o superintendente regional adjunto da Corsan na Região Metropolitana de Porto Alegre, Alexandre Madeira Calvetti.

    Ele esclareceu que no Passo dos Negros a última medição feita nesta quinta indicava um nível de 0,75 centímetros do Rio Gravataí. Mais de meio metro acima do que a Corsan estabeleceu como ponto crítico – 0,20 centímetros – a partir do qual é obrigada a adotar ações emergenciais para não prejudicar o abastecimento.

    Conforme Calvetti, estas ações – “contingenciais”, como ele definiu – significam o uso de balsas para ‘invadir’ o leito do rio e posicionar as bombas de captação onde ainda há água corrente. Os equipamentos estão preparados e prontos para serem utilizados, se houver esta necessidade, assegurou.

     

    Confira no vídeo como está o Rio Gravataí clicando na imagem abaixo.

     

    Palavra proibida

     

    A palavra racionamento ainda não é pronunciada nos corredores da administração da Corsan, segundo Calvetti, soando quase como proibida em relação ao abastecimento dos consumidores de Gravataí já que o fornecimento de água vem de duas fontes distintas. Uma delas é do Arroio, ou Ilha, das Garças, em Canoas, braço do Rio Jacuí.

    --- A situação da captação em Canoas é muito tranquila, não há risco algum --- afirmou o superintendente.

    Ele explicou que aproximadamente metade das 90 mil economias são abastecidas pela Corsan em Gravataí recebem água que vem da captação de Canoas, via Cachoeirinha. A outra metade – população e economias empresariais mais ao Norte de Gravataí – é abastecida pela captação do Passo dos Negros.

    --- Ainda temos mais de meio metro até chegarmos ao nível crítico e, embora a previsão seja de calor intenso e poucas chuvas, dificilmente chegaremos a uma situação que nos obrigue a usar as balsas e avançar as bombas de captação --- assegurou.

    Mesmo assim, de acordo com Alexandre Calvetti, a Companhia Riograndense de Saneamento tem realizado campanhas – intensificada nos últimos dias através duas suas gerências – com a finalidade de conscientizar as pessoas para que adotem posturas que representem economia no uso da água potável.

     

    COMO ECONOMIZAR

     

    1

    Tome banhos mais curtos
    Se cada pessoa reduzir em cinco minutos o tempo de banho diário, é possível economizar 26,8 bilhões de litros de água por mês em um estado como São Paulo, por exemplo.

     

    2

    Feche o chuveiro sempre que possível
    Além de demorar menos tempo no banho, evite deixar o chuveiro aberto enquanto se ensaboa e ligue-o apenas quando for se enxaguar. Assim, o consumo cai de uma média de 180 para 48 litros a cada banho.

     

    3

    Mantenha a torneira fechada
    Ao escovar os dentes, lavar o rosto ou as mãos, mantenha a torneira fechada. A economia é de 12 litros em casas e de até 80 litros em apartamentos. Fique atento também se a torneira não continua pingando depois de fechada.

     

    4

    Cuidado com os vazamentos
    Por mês, 96 mil litros de água potável são desperdiçados por um buraco de dois milímetros em um cano. A quantidade de um dia é capaz de lavar todas as roupas em uma só lavagem na máquina de lavar.

     

    5

    Use a descarga com consciência
    Se pressionada por seis segundos, cada descarga do vaso sanitário consome entre 6 e 10 litros de água. Utilize-a somente quando houver necessidade e não jogue lixo no vaso sanitário.

     

    6

    Limpe antes de lavar
    Muitas pessoas exageram no consumo de água na hora de lavar louça, seja por deixar a torneira aberta ou porque a louça está muito suja. Para evitar, retire o excesso de sujeira dos pratos, copos, talheres e panelas antes de abrir a torneira e mantenha-a fechada.

     

    7

    Lave a roupa com menos frequência e mais atenção
    Ligue a máquina de lavar roupas apenas quando ela estiver completamente cheia. O consumo de uma máquina de cinco litros é de 135 litros a cada uso. Você também pode deixar a roupa acumular e lavar tudo de uma só vez.

     

    8

    Não utilize a mangueira
    Seja para lavar o carro ou regar as plantas, não utilize a mangueira: se usada por 15 minutos, ela consome 180 litros de água. Para lavar o carro, prefira um pano úmido e balde e, para regar, um regador.

     

    9

    Use a vassoura para limpar a calçada
    Não utilize a mangueira para lavar a calçada. Além de desnecessário, o consumo de água é grande. Prefira uma vassoura ou água de reuso.

     

    10

    Cuide da água da piscina
    Sempre que não utilizada, cubra a piscina – assim, a evaporação diminui em até 90%. Em uma piscina de tamanho médio, a perda chega a ser de 3.785 litros por mês, o suficiente para consumo de quatro pessoas por um ano.

     

    11

    Atente-se à caixa d’água
    Não deixe a caixa transbordar e a mantenha sempre fechada para evitar evaporação. Junto do consumo moderado, as chances dela durar mais tempo são maiores.

     

    12

    Reaproveite a água
    A água do banho e da máquina de lavar pode ser reutilizada para fazer as pequenas limpezas, como a da calçada ou do carro, e principalmente para dar a descarga.

     

    13

    Aposte em sistemas de reutilização
    Os sistemas de reuso profissionais são caros, mas um investimento que, em longo prazo, gera economia no consumo de água e ainda mais na conta. O custo de um sistema se paga em até quatro anos. Ele redireciona a água do chuveiro, máquina de lavar e pia para outros usos.

     

     

     

     

     

     

     

    • coluna do silvestre
      SPA urbano quer abrir franquias na região
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • opinião
      Previdência custará 6 vezes mais que financiamentos de Gravataí; a conta de Davi
      por Rafael Martinelli
    • 3º Neurônio | tecnologia
      Como apagar dados pessoais que não deveriam estar na rede
      por Isabel Rubio | El País
    • opinião
      Os candidatos do Maroni em Gravataí e Cachoeirinha
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Às portas da ditadura; do ’vilão de estimação’
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Anabel e ’Os Homens Que Não Amavam As Mulheres’
      por Rafael Martinelli
    • obras
      Inaugurada nova iluminação de trecho municipalizado da ERS-020
      por Redação
    • opinião
      João Paulo candidato a prefeito de Cachoeirinha pelo PP; os 38 investigados na Lava Jato
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      ’Creche de Jornal Nacional’ abriu; a razoabilidade na crítica
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Mais de 150 mil veículos vão para as praias
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • opinião
      As CPIs ’napoleão de hospício’ de Cachoeirinha; entendo Groucho
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Não tem Jesus para crise dos médicos em Gravataí; nem arminha
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      ’Trolador da Globo’ faz vídeos para Anabel em Gravataí; a esquerda vive
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Acordo do Mato do Júlio é bom negócio; Greta Thunberg fica para amanhã
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.