notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 18/01/2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    coluna do silvestre

    Zaffari será construído na parada 60 da Dorival, próximo à divisa com Cachoeirinha

    Zaffari liberado para construir em Gravataí em 2020; saiba como

    por Silvestre Silva Santos | Publicada em 06/12/2019 às 12h09| Atualizada em 16/12/2019 às 15h39

    Deve ter chegado em Brasília nesta sexta-feira (6/12) ou, no máximo, nos primeiros dias da semana que vem, os documentos que faltavam para análise de técnicos - especialmente jurídicos - do tesouro nacional visando a liberação do terreno que está travando a implantação do powercenter da Rede Zaffari de shoppings, super e hipermercados, de Porto Alegre, na parada 60 da avenida Dorival de Oliveira, em Gravataí.

    A informação é do procurador-geral do município, Jean Pierry Torman, explicando que é necessária a liberação da União porque o condomínio proprietário do imóvel tem dívidas federais. O que a Procuradoria da Fazenda Nacional quer é assegurar que a área cedida não interfira no processo de cobrança destas pendências, ou seja, garantir que a área restante seja suficiente para cobrir os débitos em caso de execução judicial.

    O certo, segundo o procurador confidenciou ao colunista nesta quinta-feira, é que a Companhia Zaffari poderá tocar o projeto a partir do ano que vem.

    --- Com certeza 2020 vai ser o ano do Zaffari. Vai depender só da vontade da empresa porque, da nossa parte, vai estar tudo liberado --- afirmou.

    A preparação do documento foi concluída na quarta e uma revisão no texto da proposta de acordo aconteceu ontem, quinta, pela manhã, segundo Jean Torman. Ele disse crer que no começo da próxima semana já devem ter sido tomadas as providências necessárias para protocolar a proposta de acordo, “até porque eles têm interesse num desfecho deste assunto”, assegurou.

     

    O OUTRO ZAFFARI

    COM VÍDEO | Começa a obra do Comercial Zaffari. Objetivo é inaugurar em seis meses

     

    Sigilo fiscal

     

    Torman não quis revelar qual o montante devido pelo condomínio de sócios proprietários do terreno para o a Fazenda Nacional, alegando que o processo está protegido pelo sigilo fiscal.

    --- Mas é um valor bem considerável --- deixou escapar.

    Este “considerável”, porém, de acordo com o procurador da Prefeitura de Gravataí, é bem abaixo do valor de avaliação do imóvel que vai restar mesmo com a cedência de parte da área na forma de dação – encontro de contas – à Prefeitura para fins de construção das ruas projetadas além das redes pluviais, de esgoto, e outras benfeitorias.

    --- Mesmo depois da dação ao município, o que sobrar assegura tranquilamente o pagamento do que eles (sócios) devem ao tesouro Nacional. Não prejudica a garantia de penhora que a União busca manter --- reiterou.

    O procurador disse ainda que de parte dos técnicos da Procuradoria do Tesouro Nacional há interesse em resolver a questão na forma proposta pelo Município, e que entre os sócios proprietários das terras também há a vontade de solucionar as pendências e efetivar os acordos, tanto no âmbito da União quanto na esfera municipal.

     

    PARA SABER

     

    1

    O montante devido pelo condomínio de sócios proprietário do terreno cuja parcela deve ser cedido em forma de dação ao município supera a casa dos R$ 3 milhões.

     

    2

    A parcela do imóvel que deve ser entregue em dação à Prefeitura para quitar o débito, tem valor equivalente ao total devido em tributos municipais.

     

    Importante

     

    : A direção da Companhia Zaffari, de Porto Alegre, está sendo permanentemente informada sobre cada passo que é dado no sentido de equacionar a pendência com os proprietários do terreno e liberar a área para que a empresa faça o investimento.

     

    : O powercenter do Zaffari na parada 60 de Gravataí, anunciado ainda lá em 2012, montava algo em torno de R$ 300 milhões. Segundo quem entende do assunto, passados mais de sete anos esse dinheiro, corrigido, beira os R$ 500 milhões.

     

    LEIA TAMBÉM

     

    Marco Alba foi a Brasília destravar Zaffari da 60

    Tem novidade na novela do Zaffari Gravataí; é boa ou ruim?

    Por que o Zaffari de Gravataí demora tanto

    COM VÍDEO | Terreno do Zaffari virou um baita lixão

    EXCLUSIVO | Zaffari compra terreno e toca o mega-projeto de Gravataí

    EXCLUSIVO | O que está travando o Zaffari de Gravataí

    Publicado decreto da desapropriação da área para o Zaffari

    EXCLUSIVO | Cláudio Zaffari fala sobre hipermercado em Gravataí

    Zaffari já pode mandar abastecer os tratores

    E o Zaffari de Gravataí vai ficar só no esquilo?

    EXCLUSIVO | Zaffari de Gravataí pode não sair

     

     

    O terreno

     

    São 61 hectares de terra ligando a avenida Dorival de Oliveira, altura da parada 60, à avenida Marechal Rondon (divisa com Cachoeirinha) após a igreja Nossa Senhora de Fátima.

     

    - 23 hectares já são de propriedade do Grupo Zaffari

    - 18 hectares são de propriedade de uma empresa que não criou entraves ao projeto

    - Cerca de 20 hectares são de um condomínio de quatro empresários que estão negociando com a União e o Município uma solução para que o investimento se materialize.

     

    AS RUAS

     

    1

    Conforme o projeto cinco novas ruas estão previstas no entorno do empreendimento. Três delas com acesso à avenida Marechal Rondon, divisa de Gravataí com Cachoeirinha.

     

    2

    A própria Marechal Rondon deverá ser duplicada pelo Grupo Zaffari conforme ficou acertado com a administração municipal na fase inicial das negociações.

     

    3

    Outras duas ruas vão ligar os futuros prédios à avenida Dorival de Oliveira, na altura da parada 60, onde há vários anos está um totem com o esquilo vermelho que simboliza o Grupo Zaffari.

     

     

     

     

     

    • opinião
      Sobre a ’Cruz de Gravataí’ na mesa do ministro; entenda
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      A fake news do endividamento de Gravataí; o Jesus de 2020
      por Rafael Martinelli
    • obras
      Começa asfaltamento de 5 ruas no São Luiz e Nossa Chácara
      por Redação
    • coluna do silvestre
      Aberta a caça às vagas das lojas Havan
      por Silvestre Silva Santos
    • opinião
      Policial morto em Gravataí está no Memorial de Honra; parabéns, Nadini
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Gravataí chama médicos, mas 4 em cada 10 desistem; 177 foram embora em 3 anos
      por Rafael Martinelli
    • 3º Neurônio | opinião
      Ricos e pobres, cada vez mais separados
      por Sergio C. Fanjul | El País
    • opinião
      Sobre a utilidade dos assessores na Câmara de Cachoeirinha; a polêmica da biometria
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Segunda é ’Dia L’, de Dr. Levi candidato de Marco Alba; depois o ’Dia A’
      por Rafael Martinelli
    • personagens
      Como é o dia a dia de uma pessoa cega?
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • moradia
      Ainda há 8 mil famílias na fila da casa própria
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      Deadpool de Gravataí sem fantasia; em 2020, a caridade pela política
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Anabel critica obra que seus vereadores aprovaram; ou ’aliviando Bolsonaro’
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      A treta de Facebook entre o vereador e o eleitor
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.