notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 20/07/2019

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    coluna do silvestre

    Diretor-presidente da CCR ViaSul, Roberto Calixto (à esquerda do prefeito Marco Alba) reiterou que pedágio de Gravataí muda para o quilômetro 60 no ano que vem.

    A garantia de que o pedágio vai mudar de lugar em Gravataí

    por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt | Publicada em 04/07/2019 às 18h26| Atualizada em 15/07/2019 às 12h15

    O diretor-presidente da CCR ViaSul, Roberto Calixto, confirmou pessoalmente para a reportagem do Seguinte: que o pedágio de Gravataí vai mesmo mudar de local, do quilômetro 77 onde está atualmente, para o quilômetro 60 da BR-290 (Freeway), depois do Complexo Industrial Automotivo de Gravataí (Ciag) no sentido Gravataí-Litoral, até agosto do ano que vem.

    Calixto também disse que até 2020, em cumprimento ao cronograma de obras que a CCR se comprometeu a realizar ao vencer em novembro do ano passado o edital do leilão de quatro rodovias federais no Rio Grande do Sul, vão ser entregues aos usuários as obras dos acessos alternativos da Freeway para Gravataí, nos quilômetros 80 e 62.

    A conversa foi na antessala do gabinete do prefeito Marco Alba (MDB) e antes da reunião de Calixto com o chefe do Executivo. O Seguinte: só teve acesso à sala após a reunião da qual também participaram o engenheiro Fábio Hirsch e Simone Suzzin, ambos da CCR, e os secretários Paulo Martins e Alison Silva, de Obras e de Mobilidade Urbana, respectivamente.

    O objetivo da reunião foi apresentar na Prefeitura de Gravataí os projetos que interessam ao município, especialmente aos gravataienses que utilizam a Freeway ou que, diariamente, enfrentam engarrafamentos ao longo das avenidas Dorival de Oliveira, na cidade, e Flores da Cunha, em Cachoeirinha, no deslocamento para a capital do estado, Porto Alegre.

    --- Estes projetos ainda têm que ser aprovados pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) --- disse o engenheiro Hirsch.

    Calixto, por sua vez, assegurou que o começo das obras dependem apenas da análise a e aprovação na ANTT, mas acredita que até fevereiro que vem as máquinas sejam acionadas.

    O engenheiro e o diretor-presidente da CCR não deram detalhes dos projetos dos acessos. Hirsch disse apenas que no quilômetro 80, no final da avenida Teotônio Vilella, o acesso terá o formato trombeta e que no 62, acesso à estrada do Barro Vermelho, será do modelo meio diamante.

     

    IMPORTANTE

     

    As duas obras, depois de prontas, vão oferecer a possibilidade de os motoristas acessarem a Freeway tanto na direção do Litoral quanto da capital e, no sentido inverso, entrar na cidade procedente da praia e de Porto Alegre.

     

    Iluminação

     

    A Gestora de Relações Institucionais, Comunicação e Ouvidoria da CCR Via Sul, Simone Suzzin, disse que a empresa já está fazendo a revitalização do sistema de iluminação em cerca de 11 quilômetros da Freeway, e que o trabalho deve ter continuidade até que toda a rodovia esteja iluminada para conforto dos motoristas usuários.

    A empresa está trabalhando em quatro frentes, ou nas quatro rodovias que assumiu em fevereiro deste ano: a BR-448 (Rodovia do Parque), BR-101 (Osório à divisa com Santa Catarina), BR-386 (Estrada da Produção) e BR-290 (Freeway).

    --- Tem muito ainda para ser feito, no início é mais difícil mas estamos trabalhando e cumprindo o cronograma que ficou estabelecido --- disse o diretor-presidente Roberto Calixto.

     

    CCR Via Sul por 30 anos

     

    - Administração de 473,4 quilômetros de rodovias federais no Rio Grande do Sul;

    - Mais de 30 municípios beneficiados;

    - Investimentos de R$ 7,8 bilhões em obras e melhorias, e R$ 5,6 bilhões em operação;

    - Geração de 2 mil empregos diretos nos dois primeiros anos da concessão.

     

    Trechos administrados

     

    - BR-101 - 87,9 quilômetros: Osório, Maquiné, Terra de Areia, Três Forquilhas, Três Cachoeiras, Dom Pedro de Alcântara e Torres;

    - BR-290 (Freeway) - 98,1 quilômetros: Osório, Santo Antônio da Patrulha, Glorinha, Gravataí, Cachoeirinha e Porto Alegre;

    - BR-386 – 265,8 quilômetros: Canoas, Nova Santa Rita, Montenegro, Triunfo, Tabaí, Paverama, Taquari, Fazenda Vilanova, Estrela, Lajeado, Marques de Souza, Pouso Novo, São José do Herval, Fontoura Xavier, Soledade, Tio Hugo, Victor Graeff, Santo Antônio do Planalto e Carazinho;

    - BR-448 - 21,6 quilômetros: Porto Alegre, Canoas, Esteio e Sapucaia do Sul.

     

    Confira o que o Seguinte: conseguiu apurar da reunião da CCR ViaSul com o prefeito Alba, agora à tarde clicando na imagem abaixo.

     

     

    CALENDÁRIO

     

    O que vem por aí, a curto e médio prazo, conforme o contrato firmado para que a CCR ViaSul assumisse como concessionária de trechos de estradas federais no estado:

     

    15/8/2019

    Início da operação completa nas rodovias BR-101; BR-448; BR-386;

     

    15/2/2020

    Início da cobrança nas praças da BR-386 (4 praças) e BR-101 (1 praça);

     

    15/2/2020

    Início do programa de restauração do pavimento na BR-386;

     

    15/8/2020

    Início da cobrança bidirecional na praça de pedágio de Santo Antônio da Patrulha na BR-290 (Freeway);

     

    15/8/2020

    Início de cobrança na praça de pedágio do quilômetro 60, remanejada do quilômetro 77, em Gravataí;

     

    15/2/2021

    Início das obras de duplicação de 225 quilômetros na BR-386 (primeiro trecho: Marques de Souza a Lajeado). 

     

    Fonte: CCR ViaSul

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    • opinião
      Decodificando a entrevista do ’filho do Marco Alba’
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Edir sobre renúncia de Abílio; A verdade saindo do poço
      por Rafael Martinelli
    • personagens
      Histórias de um brigadiano
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      Farra das diárias sai na RBS; viajantes têm cúmplices
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      SUS deveria ser só para quem precisa; certo é Jones no Moinhos
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      RS quer trocar por imóveis dívida de 24 mi com Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      A fábrica de kart de Cachoeirinha
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      As ausências na foto de Marco Alba e seus vereadores
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Só justiça evita perda de 45 médicos em Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Filha de Abílio apoiou Marco; prints desmentem
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Flagrado novo carro da GM de Gravataí
      por Silvestre Silva Santos
    • opinião
      Autor do golpeachment contra Miki vira político
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Bandidos na TV; Deltan, Moro e a Vaza Jato
      por Rafael Martinelli
    • pontes do parque
      Contagem regressiva para novas pontes do Parque dos Anjos
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.