notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 18/11/2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    coluna do silvestre

    Nova administração do Gravataí Shopping Center anunciou investimentos de R$ 7 milhões na revitalização da estrutura e melhoria dos equipamentos para competir com empreendimentos similares da Região Metropolitana

    O que vai mudar no shopping de Gravataí

    por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt | Publicada em 07/11/2018 às 20h19| Atualizada em 14/11/2018 às 15h49

    Pelo menos 100 dias de análises – o colunista acha que são mais –, pesquisas de mercado, contatos com autoridades, elaboração de projetos, contratação de pessoal e, principalmente, definição de um plano estratégico de ação, resultaram em uma boa notícia para a aldeia dos anjos, anunciada na manhã de hoje para lojistas do Gravataí Shopping Center e, em seguida, para a imprensa da cidade.

    O empreendimento, que no dia 22 deste mês completa cinco anos de funcionamento e já foi marcado – negativamente! – por episódios como o alagamento de suas instalações e a suspensão do fornecimento de energia por falta de pagamento, vai ser revitalizado em sua estrutura e terá equipamentos substituídos, um investimento da ordem de R$ 7 milhões.

    Os planos foram anunciados pelo Shopping Council Desenvolvimento e Participações que desde o dia 1º de agosto realiza a administração judicial e profissional do Gravataí Shopping Center, em substituição à empresa Pró-Overseas que tinha assumido as duas missões em março do ano passado. Judicial por força de decisão da Justiça que indica o administrador, e profissional por contratação dos investidores.

    Os planos são ter o shopping revitalizado num prazo de seis meses, com melhorias físicas, de equipamentos, novo paisagismo e visual, conforme o diretor do Council, Rubens Simonsen, que quer estreitar a relação do empreendimento comercial com a comunidade, fazendo com que o Gravataí Shopping Center seja uma referência comercial e de lazer para a população do município e das cidades vizinhas.

    --- Temos que trazer a comunidade para dentro do nosso shopping --- afirmou, referindo-se à parcela dos consumidores que se desloca às cidades vizinhas, como Cachoeirinha e Canoas, até mesmo para Porto Alegre, para realizar suas compras.

    Segundo Rubens, desde que iniciou o trabalho o que foi feito é como uma "lição de casa".

    --- Estudamos o que é o empreendimento, como é que ele está e para onde queremos levá-lo. Listamos todos os investimentos necessários para o conforto do cliente como visibilidade, climatização e principalmente o mix de produtos. Agora é fazer --- afirmou.

     

    O M. Grupo

     

    As ações compreendem a abertura dos espaços do shopping para novos eventos da comunidade, além dos que já recebe numa parceria, principalmente, com o governo municipal, e campanhas comerciais-promocionais que sensibilizem o gravataiense ao ponto de ele optar por comprar no complexo da aldeia antes mesmo de cogitar a possibilidade de ir parar em outras praças.

    Rubens Simonsen, nas entrelinhas, criticou a forma como o shopping de Gravataí foi tratado principalmente pelo M. Grupo, empresa que planejou o empreendimento, captou recursos de investidores, executou a obra e a inaugurou, e administrou o estabelecimento nos primeiros anos. Mantendo o nível ético, referiu-se apenas à falta de investimento para manutenção e melhoria do shopping.

     

    Pedra no sapato

     

    Um dos problemas para o qual a administração do Gravataí Shopping Center está negociando uma solução diz respeito ao impedimento de abertura de lojas aos feriados. Atualmente, apenas cinema e praça de alimentação, além de algumas lojas atendidas pelos proprietários, podem abrir as portas ao consumidor. A negociação está sendo mantida com o Sindicato dos Comerciários de Gravataí.

    De acordo com Simonsen, no Brasil todo são 582 os shopping centers e, destes, 520 têm funcionamento normal durante os feriados. Ele citou como exemplo o Shopping do Vale, em Cachoeirinha, e o de Lajeado, ambos administrados pelo Shopping Council, nos quais todas as lojas abrem as portas aos consumidores mesmo nos feriados.

    Ele listou uma série de vantagens que o comércio aos feriados representa, para os lojistas (como aumento de receita), para a administração do município (mais receita em impostos recolhidos) e para os trabalhadores (remuneração extra), entre outras.

    E garantiu:

    --- É muito ruim ver carros com placas de Gravataí no estacionamento dos shoppings de outras cidades, Cachoeirinha, Canoas, Porto Alegre, nos dias de feriado. Sem contar que tem gente que nos liga perguntando por que não abrimos, se é porque somos preguiçosos!

    O diretor do Shopping Council, por consequência do Gravataí Shopping Center, disse, entretanto, ter firme confiança que as negociações vão ter resultados positivos e as lojas vão poder abrir também nos feriados. Só não disse quando e nem deu detalhes sobre como estas negociações estão encaminhadas.

    --- Mas acredito que tudo vai acabar bem. Tenho certeza disso --- pontuou.

     

    LEIA TAMBÉM

    EXCLUSIVO | Mudou o comando do nosso shopping

     

    Novo CNPJ

     

    Por parte dos investidores quem esteve na reunião desta terça-feira (07/11) foi o advogado Sérgio Quintero, do escritório Nannini & Quintero Advogados Associados, com endereços em São Paulo e Porto Alegre.  Na condição de gerente geral de relações com os investidores, o advogado anunciou que a administração judicial não deverá se estender por muito tempo.

    Segundo ele, está sendo constituída uma nova empresa condominial que, tão logo tenha constituído e emitido o seu Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) deve assumir o controle e a tomada de decisões.

    --- Assim que tiver o novo CNPJ no nome dos investidores se extingue a administração judicial --- informou Quintero.

    Sobre os planos para o Gravataí Shopping Center, o advogado explicou que a decisão dos investidores, ao invés de recuar, foi aportar mais recursos para tornar o empreendimento ainda mais atrativo tanto para empreendedores quanto para os consumidores de Gravataí e região.

    Usando de metáfora, Sérgio Quintero disse que a fase do mar agitado já passou, que muitos contatos foram e estão sendo mantidos para melhorar o Gravataí Shopping Center e que, neste sentido, profissionais com expertise no setor também estão sendo contratados. O objetivo, acentuou, é para tornar o complexo da aldeia em “um shopping de primeiro mundo”.

    --- Não é só dinheiro. É um investimento social pensado também com o coração. Queremos recuperar a confiança da população e trazê-la de volta ao nosso empreendimento comercial --- revelou.

     

    A FALA DE QUINTERO

     

    --- Apagar os erros do passado não é possível a esta altura. Mas podemos fazer diferente e melhorar - sempre! - daqui para a frente.

    Sérgio Quintero
    Gerente geral de relações com os investidores

     

     

    Confira o vídeo:

     

    Muitos shoppings

     

    Porta-voz dos investidores, atuando como diretor de relações com o grupo que tem o dinheiro, Carmello Moidim Júnior conversou com o colunista do Seguinte: sobre o começo do Shopping Gravataí, ainda no período do M. Grupo e então capitaneado pelo empresário Lourival Rodrigues.

    Questionado se o complexo comercial havia sido mal planejado, Carmello foi extremamente ético e falou – literalmente – pisando em ovos! Conforme ele, não houve falhas no planejamento do, hoje,  Gravataí Shopping Center por parte dos empreendedores.

    --- Na época em que se construiu esse aqui, surgiram muitos shoppings por todo país. Era uma época muito favorável, com crédito fácil, dinheiro abundante, e as pessoas achavam que podiam comprar tudo. Só que o endividamento foi lá em cima e o que aconteceu depois é o que todo mundo sabe, uma queda vertiginosa na atividade comercial --- explicou.

    Em razão desta mudança no comportamento da economia alguns shoppings chegaram a fechar suas portas e outros passaram por uma reformulação estratégica. É o caso de Gravataí, em que o empreendimento, depois do revés enfrentado pelo M. Grupo inclusive com a decretação judicial da sua falência, ficou sem manutenção e sem novos investimentos.

    --- O que estamos fazendo é no sentido de mudar o quadro. Não anunciamos nada antes para não criar falsas expectativas na comunidade. O que estamos dizendo agora é o que já começamos a fazer e que as pessoas poderão notar a diferença nos próximos dias, nas próximas semanas --- completou.

     

    E a refrigeração?

     

    1

    Ao contrário do verão passado, quando os trabalhadores e frequentadores do Gravataí Shopping Center enfrentaram o calorão por causa da falta de refrigeração, a promessa é de que neste verão o quadro vai ser bastante diferente.

     

    2

    Um dos equipamentos de refrigeração – não foram divulgados quantos, no total – já está sendo substituído. Todo o sistema de ar condicionado deve ser trocado por novas máquinas, mais eficientes e mais econômicos.

     

    3

    A torre de termo-acumulação, fundamental para a climatização do ambiente, não chegou a ser concluída durante a construção do Gravataí Shopping Center. A obra está sendo retomada agora dentro do plano de melhoria do complexo.

     

    4

    O equipamento, segundo explicou Carmello, diretor de relação com os investidores, produz gelo durante à noite, consumindo menos energia por causa da temperatura mais amena. Durante o dia, esse gelo é utilizado no processo de resfriamento do ar que é distribuído pelos equipamentos de climatização, também reduzindo o consumo de energia pelos aparelhos utilizados.

     

    5

    Do total de R$ 7 milhões previstos para serem investidos na revitalização do Gravataí Shopping Center, pelo menos R$ 2 milhões, aproximadamente, serão destinados à substituição de equipamentos e melhoria de sistema de climatização do prédio.

     

    CINCO ANOS

     

    O Shopping Gravataí, primeira denominação do empreendimento, foi lançado oficialmente em outubro de 2012 pelo empresário Lourival Rodrigues, então proprietário do M. Grupo, empresa que planejou numa série de investimentos na aldeia dos anjos.

     

    A inauguração do shopping se deu em 22 de novembro de 2013, sete meses depois do prazo anunciado – abril – para entrega do empreendimento à comunidade, e consumidores, de Gravataí e região.

     

    O orçamento inicial ficou na casa dos R$ 300 milhões, construído em um terreno de 76 mil metros quadrados, sendo 32 mil metros quadrados de estrutura física (área construída) e 21 mil metros quadrados de Área Bruta Locável (ABL).

     

    PARA SABER

     

    O Shopping Council Desenvolvimento e Participações tem 30 anos de experiência na administração de shoppings centers no Brasil e exterior. A empresa é especializada em consultoria de marketing e presta serviços na área de varejo, principalmente.
     

    Onde atua:

     

    Gravataí Shopping Center - Gravataí

    Shopping do Vale - Cachoeirinha

    Shopping Center Bento Gonçalves – Bento Gonçalves

    Shopping Germânia – Santa Cruz do Sul

    Shopping Lajeado – Lajeado

    Royal Plaza Shopping – Santa Maria

    Shopping Pateo Itaim – São Paulo/São Paulo – a ser inaugurado em breve

    Itapevi Center – Itapevi/São Paulo

    Campinas Shopping – Campinas/São Paulo

    Barra Sol Shopping – Vila Velha/Espírito Santo

    Beach Park Fortaleza – Fortaleza/Ceará

    Hotel Unic – São Paulo/São Paulo

    Portal Auto Shopping BH – Belo Horizonte/Minas Gerais

    Auto Shopping Internacional – Guarulhos/São Paulo

    Auto Shopping Global – Santo André/São Paulo

    Sider Shopping – Volta Redonda/Rio de Janeiro

    Paço Alfandega Recife – Recife/Pernambuco

    Studio 5 Shopping – Manaus/Amazonas

    Criciuma Shopping – Criciuma/Santa Catarina

    Santana Parque Shopping – São Paulo/São Paulo

    Shopping Pátio Guarulhos – Guarulhos/São Paulo

    Betim Shopping – Betim/Minas Gerais

    Araçatuba Shopping – Araçatuba/São Paulo

    Shopping Total – Curitiba/Paraná

     

     

     

     

     

    • mais médicos
      Saída de médicos cubanos preocupa prefeitura
      por Rafael Martinelli
    • pequenas empresas, grandes histórias
      COM VÍDEO | Lentes que retratam vidas
      por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • saúde
      Frente de prefeitos reage a saída de médicos cubanos
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Hoje até vereador comemora médicos indo embora
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Todo sábado é dia para adotar um pet na Sperk
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • meio ambiente
      COM VÍDEO | A nossa lista vermelha da extinção
      por Eduardo Torres
    • trânsito
      Fim da tranqueira no trânsito está mais próximo
      por Silvestre Silva Santos
    • opinião
      Saída de médicos cubanos é desastre para Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      OPINIÃO | Não façam Bordignon ’Miss Colômbia’ outra vez
      por Rafael Martinelli
    • meio ambiente
      Cobrança pela água do Gravataí pode gerar R$ 9 mi em um ano
      por Eduardo Torres
    • desejo azul
      Gremistas entregam alegria para crianças doentes
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • seu bolso
      OPINIÃO | Silvio Santos é um velho babão
      por Rafael Martinelli
    • cachoeirinha
      Asfalto em 33 ruas é símbolo para governo Miki
      por Rafael Martinelli com assessoria
    • educação
      OPINIÃO | O big brother da escola sem partido em Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • história
      A história da Cachoeirinha do primeiro pedágio
      por Eduardo Torres
    • coluna do silvestre
      ‘Jardins do pesadelo’ estão perto do fim?
      por Silvestre Silva Santos
    • política
      OPINIÃO | 25 nomes para prefeitura de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • polícia
      Jovem executado por engano em hospital era de Cachoeirinha
      por Silvestre Silva Santos
    • vereadores
      Quem leva a presidência da câmara de Gravataí?
      por Rafael Martinelli
    • efeito cascata
      OPINIÃO | Vereadores, não aumentem os salários
      por Rafael Martinelli
    • 2020
      OPINIÃO | A sucessão nas mãos de Marco Alba
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.