notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 18/11/2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    coluna do silvestre

    Oswaldo Balparda, diretor administrativo, assinou termo de transferência do Dom João Becker para a Santa Casa no dia 15 deste mês

    Só falta a data para Santa Casa pegar as chaves do Dom João Becker

    por Silvestre Silva Santos | Publicada em 29/06/2018 às 12h31| Atualizada em 02/07/2018 às 17h11

    Não tem data definida, ainda, para a Santa Casa de Misericórdia botar a mão na chave e assumir de fato a gestão do Hospital Dom João Becker. Uma coisa é certa: vai assumir! É que a última etapa para que isso acontecesse foi superada ontem (29/6), quinta-feira, com a aprovação da transação pela Ministério Público das Fundações.

    O parecer do MP das Fundações ainda não tinha chegado à Santa Casa, segundo informação de agora ao meio dia da assessoria da direção da instituição. Só com o documento em mãos é que vai ser definida a data - e solenidade, claro! - de posse do patrimônio e, daí, início da gestão administrativa do único hospital de Gravataí.

    O “ok” do MP era necessário porque a Santa Casa é uma fundação filantrópica e sem fins lucrativos. Com isso, a Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria – Sociedade Educação e Caridade (SEC), mantenedora do HDJB, passam adiante o último dos 11 hospitais que chegou a ter sob seu controle.

    O ‘canetaço’, com uma Bic sem tampa e tinta azul, que selou a transação no formato doação onerosa – sem transferência de valores entre as instituições envolvidas – aconteceu dia 15 deste mês no gabinete do prefeito Marco Alba (PMDB), com casa cheia. Quase toda bancada de apoio ao governo, mais a imprensa da cidade e autoridades políticas assistiram ao ato.

     

    Estrutura disponível

     

    Com a Santa Casa assumindo o HDJB, a fundação passa a contar com uma rede – gestão e patrimônio – de oito hospitais, além dos sete que tem no complexo que fica no centro de Porto Alegre. A fundação também controla o Hospital de Santo Antônio da Patrulha, sem posse patrimonial da instituição.

    O diretor administrativo da Santa Casa, Oswaldo Luis Balparda, que até já foi diretor do Hospital Dom João Becker, disse, para o Seguinte:, logo após a solenidade do dia 15, que o HDJB terá a retaguarda da estrutura da capital para casos e procedimentos que não estejam disponíveis em Gravataí.

    – Toda a estrutura da Santa Casa vai estar disponível para a população de Gravataí que for atendida na cidade e necessitar de uma atenção que não está disponível na estrutura do Becker – disse o diretor-administrativo Oswaldo Luis Balparda que, inclusive, já foi diretor do hospital.

     

    LEIA TAMBÉM

    COM VÍDEO | Hospital de Gravataí é da Santa Casa

    OPINIÃO | Marco Alba fez bem em bancar a Santa Casa
     

    OS HOSPITAIS DA SANTA CASA

     

    Santa Clara

    São José

    Pereira Filho

    São Francisco

    Santa Rita

    Santo Antônio

    Dom Vicente Scherer

     

    IMPORTANTE

     

    1

    A Santa Casa de Misericórdia é o complexo hospitalar que mais atende pacientes, por mês, em todo o Rio Grande do Sul.

     

    2

    Atualmente, administra 1.200 leitos distribuídos em sete instituições hospitalares e conta com um quadro de 2.500 médicos.

     

    DOM JOÃO BECKER

     

    Os planos para o Hospital Dom João Becker envolvem:

     

    : Reestruturação administrativa com manutenção do quadro funcional conforme o modelo de gestão que vai ser implantado

    : Manutenção da gratuidade nos serviços de urgência-emergência (uma das exigências da Congregação mantenedora).

    : Manutenção da prioridade à prestação de serviços via Sistema Único da Saúde nos moldes atuais, com até 80% dos atendimentos via SUS diante de uma exigência legal de no mínimo 60%.

    : Ampliação da estrutura física – sem data – do Hospital Dom João Becker, com ocupação do espaço onde hoje residem as irmãs que administram e trabalham no hospital.

     

    DINHEIRO

     

    1

    Prefeitura Municipal de Gravataí repassa atualmente cerca de R$ 45 milhões por ano para o Dom João Becker.

     

    2

    É dinheiro próprio (cerca de R$ 15 milhões), do governo do Estado e do Ministério da Saúde.
    Com o novo acordo firmado, somente da Prefeitura serão cerca de R$ 25 milhões por ano para, então, a Santa Casa manter os atendimentos que vêm sendo prestados hoje pelo HDJB.

    • mais médicos
      Saída de médicos cubanos preocupa prefeitura
      por Rafael Martinelli
    • pequenas empresas, grandes histórias
      COM VÍDEO | Lentes que retratam vidas
      por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • saúde
      Frente de prefeitos reage a saída de médicos cubanos
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Hoje até vereador comemora médicos indo embora
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Todo sábado é dia para adotar um pet na Sperk
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • meio ambiente
      COM VÍDEO | A nossa lista vermelha da extinção
      por Eduardo Torres
    • trânsito
      Fim da tranqueira no trânsito está mais próximo
      por Silvestre Silva Santos
    • opinião
      Saída de médicos cubanos é desastre para Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      OPINIÃO | Não façam Bordignon ’Miss Colômbia’ outra vez
      por Rafael Martinelli
    • meio ambiente
      Cobrança pela água do Gravataí pode gerar R$ 9 mi em um ano
      por Eduardo Torres
    • desejo azul
      Gremistas entregam alegria para crianças doentes
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • seu bolso
      OPINIÃO | Silvio Santos é um velho babão
      por Rafael Martinelli
    • cachoeirinha
      Asfalto em 33 ruas é símbolo para governo Miki
      por Rafael Martinelli com assessoria
    • educação
      OPINIÃO | O big brother da escola sem partido em Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • história
      A história da Cachoeirinha do primeiro pedágio
      por Eduardo Torres
    • coluna do silvestre
      ‘Jardins do pesadelo’ estão perto do fim?
      por Silvestre Silva Santos
    • política
      OPINIÃO | 25 nomes para prefeitura de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • polícia
      Jovem executado por engano em hospital era de Cachoeirinha
      por Silvestre Silva Santos
    • vereadores
      Quem leva a presidência da câmara de Gravataí?
      por Rafael Martinelli
    • efeito cascata
      OPINIÃO | Vereadores, não aumentem os salários
      por Rafael Martinelli
    • 2020
      OPINIÃO | A sucessão nas mãos de Marco Alba
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.