notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 16/07/2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    me corta os tubos!

    Mas tu era bem ruim como motoqueiro, hein?

    por Silvestre Silva Santos | Publicada em 23/06/2018 às 18h25| Atualizada em 30/06/2018 às 20h33

    Da série me cortem os tubos! Me aguentem ou...

    Fiquei sabendo hoje que mudou para o plano superior um amigo que tive em Cachoeira do Sul, a terra dos arrozais, onde ainda hoje tenho minha mãe, filha e netos, cidade à qual viajo pelo menos uma vez por mês. Aliás, tão logo acabe este texto estou botando o pé na estrada, como se diz.

    Pois bem!

    Este meu amigo se chamava Leomar Cardoso. E era um excelente barbeiro, como chamávamos até pouco tempo quem cortava cabelo e aparava, desenhava ou raspava a barba. Ele cuidava do meu cabelo desde a época em que nem barba eu tinha. Baixinho, entroncado, fala mansa e amigo de todos. Se foi. Deus o guarde!

    Certa feita eu havia recebido de um outro amigo, para vender, e ganhar uns trocados, uma moto. Honda, CG, 125 cilindradas. Final de jornada, eu e um colega de redação do Jornal do Povo, onde eu trabalhava, passamos no salão em que o Leomar trabalhava, para cortar o cabelo. Ambos.

    Melenas ajeitadas, ofereci carona ao colega. Coisa de três ou quatro quarteirões adiante, tive a frente cortada por um Opala, preto, e acabei olhando por baixo um carro que estava estacionado na esquina. Com o óculos virado em cacos, quase todos cravados na minha testa. Fora outros rasgões pelo corpo, alguns que ainda se pode ver pelas cicatrizes que ficaram.

    Foi meu único acidente de moto. Claro, também nunca mais pilotei uma moto.

    Mas por que lembrei disso? Por culpa do Leomar! Ele sempre me lembrava deste acidente a cada vez que nos encontrávamos em Cachoeira.

    E ria às bicas.

    - Mas tu era bem ruim como motoqueiro, hein? - me indagava, e ria. Quando não contava para quem estivesse à volta e não conhecesse a história.

    Foi uma queda que me fez adquirir pavor de motos.

    Meu filho é motociclista desde sempre. Já trabalhou em entregas, com moto, e hoje utiliza uma para se deslocar mais rapidamente no trânsito conturbado da cidade que adotamos para viver e morar, a das bromélias e gravatás.

    E mesmo sendo meu filho, raramente eu aceito uma carona dele. Nem lembro quando isso aconteceu pela última vez, tamanho o medo que tenho de andar nestes veículos de duas rodas. Motos me dão arrepios, só de imaginar...

    Sem contar o que já vi pelas ruas e avenidas e estradas, de acidentes, nestas quatro décadas de atividades jornalísticas.

    Meu abraço, pois, ao Leomar!

    Por falar nisso, para o mundo que eu quero descer dessa moto. Ah, aproveita e me corta os tubos.

     

    • coluna do silvestre
      Sogil polui menos e ganha prêmio estadual
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • meio ambiente
      Onça parda é flagrada na região 15 anos depois
      por Redação
    • seguinte: impresso
      O prefeito que trouxe a Santa Casa
      por Rafael Martinelli
    • na copa
      COM VÍDEO | Neymar caiu e levou a festa, o bolão...
      por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • funcionalismo
      20 usuários custaram 10 milhões ao Ipag Saúde
      por Rafael Martinelli
    • saúde
      COM VÍDEO | Vilões do recreio com os dias contados
      por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • especial
      Dana: De Gravataí para o mundo
      por Silvestre Silva Santos
    • cachoeirinha
      Erro é querer ’jeitinho’ no caso da viatura guinchada
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Se precisa lei para ceder o lugar no ônibus, algo está errado
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Não há nada de absurdo no argumento de soltura de Lula
      por Rafael Martinelli
    • justiça
      O prende-e-solta de Lula e o 7 a 1 na Constituição
      por Rafael Martinelli
    • funcionalismo
      OPINIÃO | Projeto aumenta contribuição no Ipag Saúde
      por Rafael Martinelli
    • lugares
      Um morro de natureza e atrações radicais
      por Katterina Zandonai | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • lugares
      O morro das lendas urbanas
      por Katterina Zandonai | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • lugares
      O homem que conquistou o Morro do Itacolomi
      por Katterina Zandonai | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • lugares
      O Morro Itacolomi como você nunca viu
      por Katterina Zandonai | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.