notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 19/06/2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    coluna do silvestre

    Linha de montagem na fábrica da General Motors de Gravataí parou nesta terça por falta de componentes e por problemas de logística, segundo nota da empresa

    Protesto dos caminhoneiros faz a fábrica da GM entrar em colapso

    por Silvestre Silva Santos | Publicada em 22/05/2018 às 14h56| Atualizada em 29/05/2018 às 18h37

    A mobilização nacional dos caminhoneiros iniciada nesta segunda-feira (21/5) em protesto contra os sucessivos e frequentes aumentos no preço dos combustíveis, especialmente os do óleo diesel e da gasolina, já está afetando a economia de Gravataí.

    A principal arrecadadora de impostos da aldeia dos anjos, a General Motors (GM), divulgou nota nesta manhã anunciando a suspensão da produção de suas linhas de montagem que colocam nas ruas os modelos Onix e Prisma. Segundo o comunicado, já está faltando peças para fabricação do carros.

    Outra razão alegada pela montadora que está com os pátios cheios diante de uma queda nas vendas, provocada pelo recrudescimento da crise econômica nacional, é que os cegonheiros (motoristas das carretas que transportam os automóveis até as lojas) também aderiram à mobilização.

    Sem ter como fabricar e, mesmo que pudesse produzir, sem ter onde armazenar, a saída foi paralisar as linhas de montagem, medida que impacta diretamente nas quase 20 sistemistas-fornecedoras do Complexo Industrial Automotivo de Gravataí (Ciag). A nota da GM é lacônica e não fala em prazo para retomada da produção.

     

    NA ÍNTEGRA

     

    “A GM informa que o movimento dos caminhoneiros está impactando o fluxo logístico em suas fábricas no Brasil, com reflexo nas exportações. Com a falta de componentes, as linhas de produção começam a ser paralisadas e também estamos enfrentando dificuldades na distribuição de veículos à rede de concessionárias.”

     

    Os aumentos

     

    Um novo reajuste nos preços do diesel e da gasolina, válidos nas refinarias a partir desta terça-feira (22/5, foi anunciado ontem pelo governo). Com isso, a gasolina subiu 0,9% e o diesel 0,97%. Com a alta, o preço da gasolina passou a custar, hoje, R$ 2,0867 nas refinarias, enquanto o do óleo diesel aumentou para R$ 2,3716.

    Foi o 11º aumento do preço da gasolina nos últimos 17 dias. A exceção se deu entre 12 e 15 deste mês quando a Petrobras interrompeu a sequência de altas e manteve o preço da gasolina em R$ 1,9330, e de 19 a 21 quando os preços passaram para R$ 2,0680. Ao longo do mês de maio, o preço da gasolina subiu 16,07%.

     

    1 - A gasolina

    O produto iniciou o mês custando R$ 2,0877 nas refinarias, sem a incidência de impostos e o último aumento havia entrado em vigor sábado passado (19/5) quando o litro da gasolina passou a custar R$ 2,0680.

     

    2 - O óleo diesel

    Já o óleo diesel acumula alta de 12,3% desde 1º de maio. Com o aumento de sábado passado passou para R$ 2,3716. O de hoje é o sétimo aumento consecutivo do produto.

     

    Redução no preço

     

    Em meio aos protestos deste começo de semana a Petrobras chegou disse nesta terça-feira que adotou uma nova medida: redução de 1,54% - após sete aumentos consecutivos. A partir de amanhã, quarta-feira, o diesel custará nas refinarias R$ 2,3351.

     

     

     

     

    • coluna do silvestre
      Souza Cruz volta e Herbalife chega à cidade
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • atenção
      O que muda no trânsito da parada 72
      por Redação
    • a venda do hospital
      OPINIÃO | Marco Alba fez bem em bancar a Santa Casa
      por Rafael Martinelli
    • na copa
      Deu sono na estreia brasileira
      por Eduardo Torres
    • na copa
      OPINIÃO | Estreia com a cara do Brasil do golpeachment
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      No escurinho do cinema...
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      É bom sinal os vereadores congelarem os próprios salários
      por Rafael Martinelli
    • nosso hospital
      COM VÍDEO | Hospital de Gravataí é da Santa Casa
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • saneamento
      Gravataí e Cachoeirinha no ranking do saneamento
      por Eduardo Torres
    • eleições 2018
      Miki e Stédile, unidos por Sartori
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      20 dias para o pedágio não ser cobrado ou...
      por Silvestre Silva Santos
    • meio ambiente
      EXCLUSIVO | Gravataí pode ter um dique contra enchentes
      por Eduardo Torres
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.