notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 15/04/2021

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    crise do coronavírus

    Deputado e comitiva foram recebidos por secretários no gabinete do prefeito nesta sexta

    Vencedores e vencidos contra a COVID em Gravataí; Faltou o ’soquinho’

    por Rafael Martinelli | Publicada em 26/02/2021 às 14h42| Atualizada em 08/03/2021 às 18h17

    É dos Grandes Lances dos Piores Momentos. Até notícia boa – em meio à pandemia – vira polêmica em Gravataí.

    Reporto.

    Nesta semana representantes do governo Luiz Zaffalon (MDB), como o secretário da Fazenda Davi Servergnini, em audiência na Câmara que tratei em Furou a bolha da COVID: Orçamento da Saúde termina em setembro; 2021 não será um ano bom, apelaram por ajuda em emendas para cobrir o previsível déficit na saúde em 2021.

    O primeiro a atender foi Danrlei de Deus (PSD).

    Detalhe: o principal assessor do deputado federal, vice-presidente do partido no RS e que será dobradinha do ex-goleiro do Grêmio como candidato a deputado estadual em 2022 é Dimas Costa, que foi o segundo colocado na eleição ganha pelo atual prefeito em 2020.

    Fato é que o parlamentar garantiu entre R$ 1,5 milhão e R$ 2 milhões para custeio na saúde, com possibilidade de indicar a liberação do dinheiro para a Prefeitura de Gravataí ou para o Hospital Dom João Becker/Santa Casa.

    Para se ter uma ideia do tamanho do socorro, com a verba seria possível manter os custos de dois meses do Hospital de Campanha.

    Conforme explicou Danrlei, esta sexta é o prazo para deputados indicarem ministério, valor e rubricas para destinar emendas, o que teria motivado a agenda em Gravataí para confirmar o que o governo precisaria emergencialmente.

    – O certo é que o PSD vai ajudar a população de Gravataí na área da saúde, pelo meu mandato, como sempre fizemos. Sempre tenho destinado R$ 1,5 milhão ao hospital. Gostaria de ouvir o prefeito para destinar aos cofres do município. Para a população, não faz tanta diferença, porque o recurso se reverterá em serviço. Para quem administra o orçamento do município, faz diferença – disse o deputado federal, que aos presentes no gabinete criticou a ausência do prefeito.

    – O déficit da saúde chega a 35 milhões. Esses 2 milhões serão muito bem vindos. Darão um bom respiro – agradeceu o secretário da Saúde, Régis Fonseca, que ao lado do secretário da Fazenda Davi Servergnini, do presidente da Câmara Alan Vieira e do líder do governo Alison Silva recebeu Danrlei, Dimas e a vereadora Anna Beatriz da Silva.

    – O momento é de união. Estamos trabalhando pela saúde da população e para salvar vidas – disse Anna, que é companheira do ex-candidato a prefeito.

    – A eleição já acabou. O momento agora é de estarmos unidos contra a COVID – disse Dimas.

    A polêmica deu-se por Luiz Zaffalon não estar na Prefeitura para receber o deputado e a comitiva de políticos de Gravataí. Cláudio Ávila, também vereador do PSD, não quis subir até o gabinete quando soube da ausência do prefeito.

    Anna e Ávila publicaram notas. Dimas ainda não se manifestou.

    Siga na íntegra e, a seguir, o que Zaffa respondeu ao Seguinte: sobre o episódio.

    Ao fim, analiso.

     

    A NOTA DE ANNA

    “...

    Uma oposição comprometida com o melhor para a cidade. É assim que pautamos nosso mandato. Hoje, tive o orgulho de representar a bancada do PSD na Câmara, ao lado do nosso presidente municipal, Dimas Costa, em visita do deputado federal Danrlei Hinterholz que garantiu a destinação de recursos em emendas federais para a Saúde de Gravataí.

    É um momento gravíssimo, que exige união de forças. Desde os primeiros dias do mandato, iniciei este diálogo com o deputado em busca de recursos para nossa cidade. Estamos trabalhando a favor da vida das pessoas.

    Infelizmente, o prefeito, que havia confirmado a reunião, não compareceu em um encontro que tratava de tema tão importante para a nossa população. Lamento. Saúde deveria ser prioridade máxima, acima de qualquer diferença. Nós, em parceria com o deputado Danrlei, que nos últimos anos ja destinou mais de R$ 3 milhões à saúde de Gravataí, não deixaremos de trabalhar pelo bem de todos.

    ...”

     

    A NOTA DE ÁVILA

    “...

    São 2 milhões da saúde em jogo por uma descortesia política ultrapassada e ofensiva.

    Amigos, quando penso que a política de Gravataí vai evoluir, ela se mostra mais uma vez pequena e sobrepõe os interesses da saúde e da sociedade.

    Nos últimos 60 dias, realizamos e continuamos realizando todos os gestos possíveis para auxiliar a cidade através de um bom debate. Aliás, diante de elementos graves jamais vistos na história do município, não deixamos de dialogar sobre o que deveria e o que deve ser feito, em nome da governabilidade e do enfrentamento à COVID 19.

    Para tanto, fomos buscar R$ 2 milhões junto ao deputado federal Danrlei (PSD) como uma forma de contribuir no custeio da Saúde do Município, que clama urgentemente por recursos dessa natureza, deixando de lado qualquer conceito, divergência de ideias, pensamento ou ação.

    Infelizmente, faltando 20 minutos para a agenda da entrega simbólica dos valores, o prefeito Zaffalon se retirou do Paço Municipal, notoriamente se esquivando de uma agenda que ele mesmo marcou e que beneficiaria toda a cidade. Assim, conseguiu deixar um deputado federal, que poderia estar ajudando outras regiões, no vazio.

    Defenderei, diante dessa atitude pequena e ofensiva à sociedade, que os valores destinados formalmente na próxima semana sejam direcionados à Santa Casa de Misericórdia de Gravataí, visando não perder os recursos garantidos à administração municipal em meio a um dos períodos mais graves da pandemia. São lamentáveis politicagens em um momento em que deveríamos unir forças para combater um dos maiores inimigos da saúde pública, o coronavírus.

    Que Deus proteja os gravataienses desse tipo de pensamento e postura!

    ...”

     

    O QUE DISSE ZAFFA

    Questionado pelo Seguinte:, o prefeito Luiz Zaffalon respondeu em mensagem de WhatsApp:

    “...

    Tinham marcado ontem para 10h30, deputado e vereadores do PSD. À noite mudaram para 9h e eu, na rua, aceitei porque em princípio conseguiria cumprir a agenda.

    Acontece que tinha agendado outro compromisso vital pra cidade (confluência RS118 com Centenário), com técnicos que preparam minha audiência no DAER.

    Destaquei para recebê-los o secretário da Fazenda, o secretário da Saúde e ainda convidei o presidente da Câmara de Vereadores. Ou seja, primeiro time.

    Vou visitá-lo ou encontrá-lo na semana que vem onde der, para agradecer e me desculpar.

    É uma grande e fundamental ajuda do deputado. Meu ídolo tricolor e grande parlamentar.

    ...”

     

    Sigo eu.

    Interesses políticos sempre há, seja de quem sobe, ou de quem desce as escadarias do palacinho ocre da José Loureiro.

    A política é assim.

    Reputo o mais importante, em meio ao pior momento da pandemia, esse estreitamento de inimizades, com a garantia de recursos para saúde – o que coloca vencedores e vencidos da eleição de 2020, lado a lado, na guerra contra a COVID-19.

    Torço que a polêmica esvaia-se em um mal-entendido.

    Ou nossos políticos caberiam naquela ironia do Millôr: “Brigavam tanto que quando iam pra cama não faziam amor – faziam ódio”.

    Ao fim, entendo que Zaffa deveria ter feito sacrifício para estar lá, como esteve logo depois em agenda com o deputado estadual Tenente Coronel Zucco para assinar um termo de adesão ao modelo de escola cívico-militar.

    O pedido de ajuda para a saúde foi feito pelo governo, que também confirmou a agenda com o deputado.

    Da mesma forma faria críticas a Dimas caso o político acompanhasse a entrega da emenda de seu deputado, batesse foto com o prefeito, e depois agisse de forma oportunista vendendo a ideia de que os R$ 2 milhões são dele ou resolvem o problema da saúde em Gravataí.

    Posso ser um romântico, mas o ‘soquinho’ de cumprimento entre os políticos seria um carinho em meio a tanta notícia ruim na pandemia.

     

    LEIA TAMBÉM

    Colapso e lockdown em Gravataí e Cachoeirinha: o apelo dos prefeitos; ’O desastre e o caos podem aumentar’

    A proposta dos prefeitos: mini-lockdown entre 18h e 6h em Gravataí e Cachoeirinha; Eduardo ’Pilatos 2.1’ Leite, governe!

    Gravataí abre leitos na explosão da COVID; Zaffa e Miki ’botam os deles na reta’

    Como fica o ’lockdown à Gravataí’; O BBB e a Karol Concá

    Contágio e mortes explodem em Gravataí; E o ’Carnaval da COVID’

     

    • coronavírus
      Vidas perdidas em Gravataí mostram que pandemia segue letal em abril; O detector de mentiras do Bial
      por Rafael Martinelli
    • segurança
      A madrugada dos vândalos: Gravataí já calcula 50 mil em prejuízos
      por Redação | Assessoria
    • coronavírus
      A pauta-bomba: Gravataí congela em 4,80 tarifa que custaria 7,22: ’É socorro ao transporte público, não à Sogil’
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      COVID: Zaffa confirma congelamento de passagens em Gravataí até fim de 2021
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      Socorro da Prefeitura para Sogil chega a 5 milhões em Gravataí; ’Pauta-bomba’ está na Câmara
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      Por que vacinação foi suspensa em Cachoeirinha; O ’fiasco’ de 103 de dezembro de 2020
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      Transformar vacinação de Marco Alba em uma coisa ruim é arma para negacionistas
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Rodrigo Becker | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.