notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 29/11/2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    eleições 2020

    Advogada Patrícia Bazotti Alba, primeira-dama de Gravataí

    Patrícia Alba: Marco não diz que é candidato como Bordignon em 2017

    por Rafael Martinelli | Publicada em 21/10/2020 às 20h16| Atualizada em 29/10/2020 às 13h34

    Patrícia Bazotti Alba, primeira-dama de Gravataí que advogou na ação há quatro anos contesta minha leitura no artigo Justiça não aceita pedido de Dimas para tirar Marco Alba de propaganda de Zaffa; Em 2017, Bordignon foi a ’vítima’, no qual comparo a decisão desta terça da Justiça Eleitoral, permitindo a participação do prefeito na campanha de Luiz Zaffalon, com a condenação pelo uso da imagem de Daniel Bordignon na campanha da esposa Rosane Bordignon na eleição suplementar para a Prefeitura em 2017.

    – A única semelhança é que são ações por propaganda irregular. Neste 2020 o Zaffa não está impugnado e todo mundo sabe que o Marco não é o candidato. Em 2017 provamos, inclusive com vídeos, propagandas e prints de redes sociais que Bordignon induzia o eleitor a acreditar que estaria votando nele, ou que ele iria administrar – resume, acrescentando que o ex-prefeito e a candidata foram condenados e, por insistirem no modelo de campanha, pagaram multa.

    – Em 2019 houve entendimento do TRE e do TSE de que a internet não é meio de comunicação e, portanto, não tem poder suficiente para influenciar uma eleição. Mas, em 2017, foram condenados.

    Na ação vencida pela coligação de Zaffa nesta terça, a juíza não aceitou a argumentação da coligação de Dimas de que cria confusão no eleitor o uso da propaganda “DIA 15 MARCO 15”.

    Patrícia explica que só se manifestou por entender que minha análise permite a interpretação de que os processos foram “julgados pela capa”, ou seja, beneficiando Marco Alba e prejudicando Daniel Bordignon.

    No artigo, minha ‘sentença’ foi de que a condenação de Bordignon foi exagerada em 2017, tanto quanto reputo a denúncia feita nesta eleição por Dimas.

    Concluí: “Sem torcida ou secação, é apenas uma leitura baseada na premissa de que a balança da justiça mantém o mesmo equilíbrio entre políticos de qualquer lado da ferradura ideológica”.

    Ao fim, é o ‘Tapetão 2.0’ pegando!

    • coronavírus
      O vídeo-homenagem do PSD ao Biga
      por Redação
    • coronavírus
      Gravataí em ’absoluto alerta’ com COVID
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      RS sob ataque da COVID; Becker só morrendo
      por Rafael Martinelli
    • política
      Até banheiro de praça é polêmica em Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      Quem mais perdeu na eleição de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      UTIs de Gravataí lotadas como nunca
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      Segue o líder Marco Alba; O grande vencedor
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.