notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 23/10/2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    eleições 2020

    Nadir em 2011, na sessão que em que foi escolhido prefeito pelo votos dos colegas vereadores

    Nadir responde sobre conspiração contra Marco Alba; do guri para o vovô de recado

    por Rafael Martinelli | Publicada em 19/09/2020 às 12h36| Atualizada em 23/09/2020 às 20h47

    O vereador de Gravataí Nadir Rocha (MDB) envia nota contestando o artigo A mais nova conspiração contra Marco Alba; Nadir escancara.

    Siga na íntegra e, abaixo, comento.

     

    “(...)

    Lamento e repudio a postura do "Site Seguinte", em especial, do Sr. Rafael Martinelli, que se diz jornalista.

    Há meses, o referido veículo, na pessoa deste "jornalista", vocifera ataques pessoais contra mim, criando narrativas fantasiosas, que faltam com a verdade e tentam manchar minha honra.

    Ao ser taxado de vingativo, conspirador, articulador de golpe, "vovô de recado", ignoras não só minha história, como do próprio MDB de Gravataí.

    Estou no partido desde às vacas magras, firme na oposição durante os anos de outras administrações.

    Fui fundamental na condução do partido ao governo municipal, seja como prefeito interino pós-impeachment, ou na eleição suplementar, quando também fui prefeito e dei seguimento ao projeto.

    Sempre estive entre as maiores votações da cidade, trazendo resultados nas urnas, e defendendo o Prefeito Marco Alba em inúmeras eleições.

    Me posicionar em prol do Jones, de ampla história e vida pública ilibada, que deveria ser o candidato natural da sucessão do partido, não é demérito, e não justifica tamanhos ataques.

    Tenho certeza que ages como verdadeiro "guri de recado", atendendo a interesses maiores.

    Deixo registrado minha profunda indignação com o desserviço prestado, expondo divergências partidárias comuns a qualquer sigla.

    E, quanto às contas do atual prefeito, que fique claro: quem rejeitou as contas foi o TCE, órgão técnico fiscalizador, não eu, Nadir Flores da Rocha.

    Ou órgão técnico só serve quando concede prêmio de boas práticas?

    O óbvio precisa ser dito.

    Por fim, exijo respeito aos meus cabelos brancos, à minha história, e à minha família.

    Nadir Flores da Rocha

    Vereador do MDB - Gravataí há 5 mandatos.

    Prefeito por duas vezes.

    Filiado há mais de quinze anos.

    (...)”

     

    Analiso.

    Após revelar a trama, em Marco Alba sob chantagem; fogo amigo ameaça votação das contas de 2017, Nadir, Clebes Mendes, Paulinho da Farmácia e Alex Tavares enviaram nota, que publiquei em Jones e seus vereadores negam chantagem contra Marco Alba; ouça áudio e leia nota de repúdio.

    À época, não comentei a resposta, para dar espaço igual às narrativas.

    Hoje o faço, porque os fatos, aqueles chatos que atrapalham argumentos, confirmam o que tenho reportado: há uma conspiração para rejeitar as contas e tentar tornar o prefeito inelegível.

    Não crio intrigas, não faço ataques pessoais, e sim analiso ações e comportamentos de figuras públicas. Idade não é habeas corpus, como Nadir parece considerar. Currículo também não. No caso de Nadir, inclusive, sua ascensão ao cargo de prefeito interino nunca se deu pelo voto popular – ‘camerlengo da sé vacante’, como sempre escrevi.

    Em 2011, participou da tomada de assalto da Prefeitura, após um golpeachment que derrubou Rita Sanco com base em 11 denúncias arquivadas ou pelas quais a prefeita foi absolvida. Na principal, uma renegociação de dívida, sem nenhuma denúncia de corrupção, Nadir deveria cair junto, já que integrava a Câmara que aprovou o negócio e, depois, ao lado de políticos que já vão sumindo na poeira das eleições, entrou pela porta dos fundos das urnas.

    Em 2017 foi prefeito novamente no ‘tapetão’, quando o vencedor nas urnas, Daniel Bordignon, teve os direitos políticos suspensos por Napoleão Filho, ministro sobre o qual tratei pela última vez em Escândalo envolve ministro que tirou eleição de Bordignon, que votou pela posse do prefeito eleito no TSE, atravessou a rua e, sete horas depois, cassou a candidatura.

    Sobre seus mandatos de vereador, o conquistou nas urnas, com seus méritos. Inclusive, após ser expulso do Grupo Hospitalar Conceição, é sua profissão. A minha é jornalista.

    Fato é que em nenhuma das notas Nadir negou o que já detalhei, como datas, horários e locais: às vésperas da convenção ele ao menos insinuou à presidente do partido Sônia Oliveira que a votação das contas estaria relacionada com uma desistência de Marco Alba em lançar Luiz Zaffalon na disputa com Jones, a quem Nadir apoiava (e isso nunca critiquei).

    Seria chantagem política o nome disso, ou o vereador se atrapalhou com as palavras?

    Acontece que, nesta última nota, que reproduzi acima, Nadir praticamente confirma que vai dar um voto ‘anti-Marco Alba’. O vereador se esconde atrás do parecer do TCE, que rejeita as contas. Aí chegamos à análise principal que tenho feito nos artigos: a fragilidade dos apontamentos. Em resumo, para quem tem preguiça de ler as 40 páginas, que para acessar é só CLICAR AQUI, não há apontamentos de corrupção, superfaturamento, desvios ou danos aos cofres públicos: a rejeição aconteceu simplesmente porque o governo não enviou as informações em tempo à corte.

    Ao fim, Nadir não parece estar preocupado com a ‘dosimetria da pena’, neste que é um julgamento kafkiano, como tratei em TCE reprova contas de 2017 de Marco Alba; O Josef K. do dia e a chantagem. Se leu, não parece importar a fragilidade dos apontamentos do tribunal. Talvez esteja convencido, pela cegueira comum à paixão e ao ódio político, ou pela influência de alguém que se apresente a ele como especialista na Constituição, de que há elementos para condenar o prefeito Marco Alba.

    O voto é de Nadir. E parece já previsível, pela nota acima. Como dizia Millôr, por mais hábil que seja, o político acaba sempre cometendo alguma sinceridade. A mim, como jornalista, cabe ser “guri de recado” de um interesse maior, o da comunidade, ao revelar o que está sendo feito às escondidas na Câmara, onde não é permitido entrar, e nem mais assistir as sessões, que deixaram de ser transmitidas ao vivo no período eleitoral.

     

    LEIA TAMBÉM

    A conspiração de Jones, Clebes, Nadir e Paulinho da Farmácia contra Marco Alba; o harakiri e o tiro pela culatra

    Em Gravataí, se o povo gostar do político, políticos querem matar!; o ’Efeito Orloff’

    • obras
      Marco Alba anuncia iluminação de LED em avenidas
      por Redação
    • eleições 2020
      Juíza não dá liminar para retirar placas de Dimas
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Parabéns Miki, por proibir aulas!
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      Prefeituráveis lançam primeiras contas de campanha
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      Para Ministério Público Dr. Levi é elegível
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      ’Marco não diz que é candidato como Bordignon em 2017’
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      Por que Justiça barrou debate do CIC
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      Justiça não tira Marco de propaganda; Já Bordignon...
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      Na TV, Zaffa e Dimas dividiram a bola do Mercado Livre
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      Não é a segunda, é a nossa primeira onda ainda
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      MP quer impugnar aposta do governo à Câmara
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      Jingle do Delegado é piada de Cachoeirinha
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      É fake que Deadpool não usa fundão eleitoral
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.