notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 24/09/2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    crise do coronavírus

    UTIs covid e não covid estão lotadas em Gravataí, e em julho 200 pacientes foram transferidos para outros municípios

    Gravataí em ’coma’ pela COVID; Mortes crescem 300 por cento e prefeito alerta paradas, interior e Moradas

    por Rafael Martinelli | Publicada em 02/08/2020 às 14h39| Atualizada em 06/08/2020 às 18h30

    O boletim médico “o paciente está estável” é relativo. Estável consciente é uma coisa; em coma, outra. O diagnóstico do julho de Gravataí se encaixa na segunda opção. Os próximos dias mostrarão se o “platô” da COVID-19 vai apontar para uma melhora ou piora do doente. A ‘ideologia dos números’ mostra que o crescimento em casos e mortes ultrapassou os 300% em 31 dias.

    Em live, o prefeito apelou mais uma vez pela ajuda da comunidade:

    – A hora é agora, de empatia, amor ao próximo: quem puder fique em casa, saia só quando necessário, use máscara, cuide a higiene, ou vamos demorar mais a sair dessa.

    Marco Alba também fez um alerta:

    – Não temos como fiscalizar todo município, mas temos informações de que, se os problemas cessaram em parques e campos de futebol, algumas orientações não estão sendo cumpridas na região das paradas, principalmente entre 64 e 68, nas Moradas e no Interior.

    Siga em dados a virulência da “gripezinha”, do “resfriadinho”.

    Entre março (24), maio (58) e junho (318) Gravataí registrou 400 casos. Só em julho foram 1.122. O mês encerrou na sexta-feira com 1.522 casos. Neste domingo, já são 1.554 casos.

    As mortes também triplicaram. Entre 19 março e 30 de junho, 15 vidas foram perdidas para a COVID-19. Em julho, 45 óbitos. São 60 no total.

    O que técnicos da Secretaria Municipal da Saúde usam para evidenciar um possível “platô” é que os óbitos se dividiram em 22 na primeira quinzena e 23 na segunda.

    – Os próximos 15 dias serão decisivos para evitarmos a propagação – resumiu o prefeito, lembrando que a Região Porto Alegre segue em bandeira vermelha, de alto risco de contágio.

    Na mesma live, o secretário da Saúde reforçou a convocação:

    – Nos preparamos para estes dois meses de inverno, que sabíamos ser os mais difíceis. Mesmo assim, o comportamento individual ainda é necessário. Precisamos nos manter em alerta.

    Jean Torman fez um inventário dos investimentos. Citou a abertura do hospital de campanha, com 10 leitos de UTI, em 10 de junho, com capacidade ambulatorial para atender 291 pacientes a cada 24h; mais 51 leitos intermediários no Pronto Atendimento 24 Horas, em julho, para pacientes que saem do tratamento intensivo e precisam ficar hospitalizados em tratamento e observação; além de, na última semana do mês, mais 10 leitos de UTI, com capacidade completa de intubação.

    – Mesmo assim, em julho precisamos transferir 200 gravataienses para outros municípios, pela complexidade dos casos.

    Ao fim, se não basta aos covidiotas, e insisto na expressão para incomodar e provocar reflexão, julho terminou na noite de sexta com os 10 leitos de tratamento intensivo do Hospital de Campanha ocupados, além de 21 pessoas na fila; e com 8 ocupados dos 10 leitos novos de UTI para casos mais graves, com intubação, no Hospital Dom João Becker.

    A pressão do novo coronavírus se soma ao que Brasil afora é rotina no inverno, a estação das emergências lotadas: a UTI não-covid do HDJB tinha os 10 leitos ocupados, assim como os 14 leitos clínicos. Outras 20 pessoas aguardavam em macas, poltronas, sentados no chão ou escorados na parede.

     

    LEIA TAMBÉM

    Governador quer mais mãos para colorir o mapa da COVID; a lógica do ’Decreto-Pilatos’

    Vídeo protesto: Associação Comercial faz terraplanismo contra distanciamento social em Cachoeirinha; alerta de cancelamento​

    Mortalidade da COVID 19 em Gravataí é maior que média gaúcha, igual a Porto Alegre e próxima a São Paulo; siga os dados.

    Metade de Gravataí e Cachoeirinha tem doenças que potencializam a COVID 19; alerta aos covidiotas

    É hora de multar quem não usa máscara em Gravataí e Cachoeirinha!; bom, entre maus exemplos de políticos 

    Perdi meu pai para COVID 19; o depoimento de uma gravataiense

    O desabafo de um amigo por mais uma vítima da COVID 19 em Gravataí

    Gravataiense ainda luta contra COVID 19; ’é uma doença de solidão’

    Não vai ter helicóptero distribuindo Cloroquina pelos céus de Gravataí

    Clique aqui para ler a cobertura do Seguinte: para a crise do coronavírus

    • duplicação
      Estado inaugura viaduto e mais 3,5km na 118
      por Redação
    • coronavírus
      Os ’novos leitos’ de UTI já funcionam desde julho
      por Redação
    • eleições 2020
      Os bens dos candidatos; Zaffa é o ’mais rico’
      por Rafael Martinelli
    • política
      Dimas: Marco Alba pode se defender na Câmara
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      Com COVID, candidatos do governo estão em isolamento
      por Rafael Martinelli
    • política
      Ruiu conspiração anti-Marco Alba
      por Rafael Martinelli
    • política
      Juíza acaba com sessões às escondidas na Câmara
      por Rafael Martinelli
    • gravataí
      Décimo antecipado; 10 milhões na economia
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.