notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 06/08/2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    crise do coronavírus

    Foto da primeira paciente a ganhar alta do hospital de campanha de Cachoeirinha

    A CPI que pode matar em Cachoeirinha; vidas valem mais que votos, ou cliques

    por Rafael Martinelli | Publicada em 26/07/2020 às 20h38| Atualizada em 02/08/2020 às 12h26

    O próprio prefeito de Cachoeirinha marcou agendas e entregou ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas documentos sobre a instalação do hospital de campanha, alvo de investigação, como tratei em Não há ’Covidão’ nas suspeitas sobre hospital de campanha de Cachoeirinha; mas, secretário, pede para sair!.

    – Não verifiquei irregularidades na documentação a que tive acesso até agora. Mesmo assim, abri sindicância para apurar todo o processo no detalhe. Se for comprovada alguma falha, será corrigida e o infrator punido – diz Miki Breier.

    As suspeitas já cancelaram o secretário Dyego Matielo, como tratei em Secretário da Saúde pediu para sair; a malhação do Judas.

    Mas alerto para um ‘contágio’ que reputo mais perigoso até do que eventual corrupção, porque se trata de vidas e, por isso, exige responsabilidade dos políticos, principalmente agora que a Câmara abriu CPI (que entendo atrapalha mais do que ajuda, e arrisca gastar mais R$ 50 mil em consultorias para chegar às mesas conclusões dos bem pagos auditores do TCE) e são disseminadas por milícias digitais, desinformados ou informados do mal.

    Acontece que as denúncias dos ‘covidões’ país afora, e as fake news sobre hospitais de campanha, tem feito gente demorar a buscar ajuda na rede de saúde, o que aumenta o risco de morte. A ‘recomendação’ – criminosa – já não é mais exceção em postagens, comentários, páginas e comunidades locais no Grande Tribunal das Redes Sociais.

    A coisa pode piorar porque o novo secretário da Saúde – corretamente – está mudando o plano de contingência para o novo coronavírus. José Luis Barbosa está preparando o hospital de campanha para ser a referência, a única porta de entrada, para pacientes com sintomas suspeitos, evitando contato com outros usuários de postos de saúde, da UPA 24 Horas ou do Hospital Padre Jeremias.

    Ao fim, se há irregularidades, que sejam corrigidas e os responsáveis punidos. Perigoso é negar a necessidade, e os serviços prestados, pelo hospital de campanha, e priorizar votos – e/ou cliques – a vidas.

     

     

    LEIA TAMBÉM

    Gravataí e Cachoeirinha não recorrem da bandeira vermelha-quase-preta; um argumento contra covidiotia

    Clique aqui para ler a cobertura do Seguinte: para a crise do coronavírus

    • a cadeira assombrada
      O pedaço de papel que valeu uma Prefeitura
      por Cristiano Abreu
    • crise do coronavírus
      66 vidas perdidas; média é 1 a cada 24h
      por Redação
    • negócios
      Abre Zaffari Stock Center em Gravataí; 200 empregos
      por Redação
    • política
      Anabel age conforme prega
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Miki limita horário para bares e festas
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Gravataí libera atividades não-essenciais
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Cachoeirinha vai abrir até bares, boates e cinemas
      por Rafael Martinelli
    • operação capital
      Político de Gravataí na ’Lava Jato de Viamão’
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.