notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 06/08/2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    crise do coronavírus

    Decreto foi publicado na noite desta terça no Diário Oficial de Gravataí

    Gravataí vai fornecer Cloroquina pelo SUS; a responsabilidade está com os médicos

    por Rafael Martinelli | Publicada em 07/07/2020 às 22h41| Atualizada em 18/07/2020 às 19h07

    O decreto 18027, publicado na noite desta terça pelo prefeito Marco Alba, autoriza a Farmácia Municipal a fornecer a Ivermectina e a Cloroquina para tratamento da COVID-19 em Gravataí. Não é torcida ou secação: conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS) são medicamentos sem eficácia comprovada em humanos. Mas uma corrente de médicos brasileiros receita.

    Os outros remédios do ‘kit COVID’ são Nitazoxanita, Levofloxacina e Vitaminas C e D. Todos só poderão ser retirados com receita especial assinada por médico do SUS. Pacientes de convênio terão que adquirir o medicamento em farmácias privadas.

    Conforme o decreto, a Prefeitura aguarda envio dos medicamentos pelo Ministério da Saúde. Mas o prefeito Marco Alba anunciou o lançamento de um processo licitatório para comprar os medicamentos em caso de falta na Farmácia Municipal.

    – Não é o prefeito que receita, ou não receita. Os médicos tem autonomia. Há correntes favoráveis e outras contrárias. Como gestor, vou disponibilizar os medicamentos para caso de necessidade – disse o prefeito, em live que você assiste clicando aqui, e abordou também a realização de exames, a abertura de leitos e as regras de quarentena para infectados e familiares, além de protocolo de sepultamentos.

    – Do Oiapoque ao Chuí é assim. Mandam-me decretos de municípios que circulam pelas redes sociais, mas presidente, governadores ou prefeitos não podem obrigar médicos a receitar medicamentos. Nem devem.

    Hoje mesmo tratei da propaganda feita por Jair Bolsonaro da Cloroquina (que tomou um comprido em live), no artigo Nem com COVID 19 Bolsonaro ajuda; fãs já morreram em Gravataí e Cachoeirinha. Escrevi:

    “É necessária uma pauta para os grandes jornais: qual médico receitou a Cloroquina para um paciente que recentemente foi esfaqueado, usou bolsa de colostomia, e ainda precisa de nova cirurgia? Se aparecer algum profissional, seja do Dom João Becker, do Exército, do Albert Einstein, ou daqueles que validam exames para o coronavírus com nomes fake, a questão seguinte é: com dois comprimidos, como Bolsonaro diz ter tomado, e melhorado, o efeito já teria sido sentido em 24 horas?”

    Mesmo com a OMS, maior órgão sanitário internacional, anunciando o fim dos estudos do uso da Cloroquina, pela constatação de que não funciona, o Conselho Nacional de Medicina não disse nem sim, nem não. Definiu um ‘Protocolo Pilatos’: o médico pode receitar, mas o paciente, ou familiar, precisa autorizar o uso.

    O único caso que tenho conhecimento de utilização do medicamento em gravataiense reportei em Perdi meu pai para COVID 19; o depoimento de uma gravataiense. A família autorizou a aplicação pela equipe médica do Hospital Universitário, de Canoas, mas a Cloroquina não funcionou e o paciente faleceu.

    Um cuidado necessário foi tomado pelo prefeito, ao fazer constar no decreto a necessidade da prescrição médica. É uma obviedade, mas que funciona como um habeas corpus preventivo para a Prefeitura não ser alvo de ações judiciais, ou pedidos de indenização, tanto por quem tinha receita e não usou por falta do remédio, como por aqueles que usarem e sofrerem com efeitos colaterais.

    Ao fim, Marco Alba exerce uma de suas características: ser o prefeito de todos, a-ideológico quando está sentado na cadeira do palacinho ocre da José Loureiro da Silva. Vai disponibilizar as polêmicas Cloroquina e a Ivermectina para médicos que acreditam nos medicamentos receitarem para pacientes que autorizarem o uso.

    Agora, a responsabilidade está com os profissionais da saúde, que tem formação para concordar, ou discordar, da OMS.

     

    LEIA TAMBÉM

    Metade de Gravataí e Cachoeirinha tem doenças que potencializam a COVID 19; alerta aos covidiotas

    Os 15 mil covidiotas e a demitida do Leblon entre nós

    Morador do Itacolomi é 18ª vida perdida para COVID 19 em Gravataí

    Mini lockdown de Porto Alegre é prévia para Gravataí e Cachoeirinha

    O desabafo de um amigo por mais uma vítima da COVID 19 em Gravataí

    Gravataiense do Parque Florido morre aos 39 anos da COVID 19

    Sem máscara, multem, Gravataí e Cachoeirinha!; seria um bom, entre maus exemplos de políticos

    Veja como comércio de Gravataí vai funcionar na bandeira vermelha

    Veja como comércio de Cachoeirinha vai funcionar na bandeira vermelha

    É tudo com a gente em Gravataí e Cachoeirinha; o Distanciamento Controlado fake não segura a COVID 19

    Clique aqui para ler a cobertura do Seguinte: para a crise do coronavírus

     

    • a cadeira assombrada
      O pedaço de papel que valeu uma Prefeitura
      por Cristiano Abreu
    • crise do coronavírus
      66 vidas perdidas; média é 1 a cada 24h
      por Redação
    • negócios
      Abre Zaffari Stock Center em Gravataí; 200 empregos
      por Redação
    • política
      Anabel age conforme prega
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Miki limita horário para bares e festas
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Gravataí libera atividades não-essenciais
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Cachoeirinha vai abrir até bares, boates e cinemas
      por Rafael Martinelli
    • operação capital
      Político de Gravataí na ’Lava Jato de Viamão’
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.