notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 08/08/2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    crise do coronavírus

    Equipe da Prefeitura faz desinfecção em parada de ônibus no Centro

    Gravataí ultrapassa 200 casos da COVID 19 e média diária salta de 1,9 para 7,7 em junho; potencialmente são 23 mil infectados

    por Rafael Martinelli | Publicada em 18/06/2020 às 12h15| Atualizada em 23/06/2020 às 20h16

    Gravataí ultrapassou os 200 casos da COVID-19, conforme o último boletim epidemiológico. Já são 213 infectados – com seis mortes. A média saltou de 1,9 infectados/dia em maio para 7,7 neste mês.

    Como tratei em Cachoeirinha ultrapassa 200 casos; incidência é maior que ’epicentro’ Porto Alegre e regiões de bandeira vermelha, fosse uma região autônoma no Distanciamento Controlado do RS, o laranja da bandeira, de risco médio, já estaria em tons avermelhados.

    É a ‘ideologia dos números’. Siga comparativos.

    Nesta quarta, 18 pacientes foram confirmados com a SARS-CoV-2 em Gravataí. Só nos primeiros 17 dias de junho, são 131 casos. Todo maio teve 58 e os meses de março e abril 24.

    A Região Porto Alegre, que está em bandeira laranja, e a qual Gravataí pertence, tem nos dados de hoje uma taxa de ocupação de leitos de UTI de 75.9%. Estão em uso 573 das 755 unidades de tratamento intensivo.

    79.2% são ocupados por pacientes não infectados. Dos 1.588 leitos para COVID-19 fora da UTI, a ocupação é de 17%, ou 270 pacientes. Dos 755 respiradores, 41.2% estão em uso, ou 311.

    Na Região Caxias do Sul, de bandeira vermelha, a taxa de ocupação dos 201 leitos de UTI é menor: 74.6%. Estão em uso 150, 67.3% de pacientes sem COVID-19.

    Dos 845 leitos para tratar infectados fora da UTI, a ocupação é de 11% (93). Dos 201 respiradores, 45.3% estão em uso.

    O ‘alerta vermelho’ grita nos dados divulgados nesta segunda pela Secretaria da Saúde da Capital. As internações pela COVID-19 em UTIs de Porto Alegre podem dobrar em 15 dias e sobrecarregar rede hospitalar em julho.

    Reportagem de Marcelo Gonzatto em GaúchaZH mostra que ferramenta digital desenvolvida pela Prefeitura para monitorar a ocupação nas UTIs, que projeta a quantidade de novos pacientes com base nos dados dos dias anteriores, prevê que os 79 doentes em estado grave nesta segunda-feira vão duplicar em cerca de duas semanas se for mantida a evolução dos últimos sete dias.

    Para piorar, os hospitais de referência – dois deles, o Clínicas e o Conceição, os mesmos usados por pacientes graves de Gravataí – já têm dificuldade para contratar profissionais e abrir mais leitos.

    – Ainda é prematuro falar sobre troca de bandeira – disse o secretário da Saúde Jean Torman, na manhã desta quinta, ao Seguinte:.

    Ao fim, da mesma forma que observei no artigo sobre Cachoeirinha ultrapassar os 200 casos, e ter uma incidência de 143.5 casos por 100 mil habitantes, superior ao ‘epicentro’ Porto Alegre (108.6) e a Gravataí (agora com 75.8), tenho sido um crítico praticamente solitário do Distanciamento Controlado do Governo do RS – que a cada boletim epidemiológico e atualização do mapa de leitos se evidencia um experimento um tanto descontrolado, como já tratei em Bandeira vermelha pode fechar comércios em Gravataí e Cachoeirinha; efeito ’pior mês da COVID’.

    O verniz acadêmico e científico é uma bênção em tempos de negacionismo, os indicadores são transparentes e corretos, mas além de regras muito flexíveis para um momento de crescimento exponencial, é inviável para os prefeitos fiscalizar o cumprimento dos protocolos pela população, comércio e indústria.

    Nem a segurança pública dá conta da criminalidade, conseguirão as guardas municipais e fiscais flagrar aglomerações e desrespeito às regras sanitárias?

    Até o fechamento do artigo a Prefeitura não informou o número de testes realizados. Se testou o mesmo, os 1.189 feitos em Cachoeirinha representariam 2.570 em Gravataí, que tem 150 mil habitantes mais. Proporcionalmente, se a testagem fosse aplicada nos 281 mil gravataienses, teríamos potenciais 23.289 infectados – no super, no banco, na loja, na indústria, na academia, no Parcão, no boteco e, boa parte, nos ônibus com permissão para 100% da lotação dos bancos e 25% em pé.

     

    LEIA TAMBÉM

    Hospital de campanha não é lugar de celular; O Urinol de Maiakóvski

    Marco Alba pede ajuda à comunidade para não ter que fechar comércios; contágio cresceu 90 por cento em 2 semanas

    Entramos no hospital de campanha de Gravataí e mostramos como funciona; assista

    A real sobre a OMS; aos desinformados, não aos covidiotas!

    Pior semana da COVID 19 tem mais uma morte, agora em Gravataí

    O ‘urubu da imprensa’ errou, para menos; contágio em Gravataí cresceu 245 por cento

    Aulas presenciais não voltam nem em julho em Gravataí; parabéns, ou só faltaria cabaré

    A única perda irreparável é a vida, alerta Marco Alba na ‘pior semana da COVID 19 em Gravataí’

    Perdi meu pai para COVID 19; o depoimento de uma gravataiense

    Sem distanciamento social Gravataí poderia ter mais de 1,3 mil mortes; às ’reginas duartes’

    ’Gripezinha’, ’carreatas da morte’, Páscoa, reabertura e Dia das Mães; a progressão da COVID 19 em Gravataí e Cachoeirinha

    Metade da população de Gravataí é ’grupo de risco’ para COVID 19; alerta aos ’covidiotas’

    Contágios em famílias de Gravataí mostram perigo do vírus; é homicídio, não suicídio

    Clique aqui para ler a cobertura do Seguinte: para a crise do coronavírus

    • 3N | opinião
      Pedro Casaldáliga, o bispo dos esquecidos
      por Juan Arias | El País
    • coronavírus
      Os ’totalmente recuperados’ em Gravataí e Cachoeirinha
      por Rafael Martinelli
    • a cadeira assombrada
      A cassação antecipada em Viamão
      por Cristiano Abreu
    • cachoeirinha
      Dona Nadir, 70 anos, teve alta da COVID
      por Redação
    • crise do coronavírus
      Homofóbico não é o Miki, é você; a bandeira rosa
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Morte aos 48; já são 8 em 7 dias
      por Redação
    • gravataí
      TCE reprova contas de Marco Alba; O Josef K. do dia
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      Justiça suspende ’decreto do festerê’ em Cachoeirinha
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Com COVID, Gelson grava vídeo chocante
      por Rafael Martinelli
    • política
      Anabel age conforme prega; sem campanha na rua
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Miki limita horário para bares e festas
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Gravataí libera atividades não-essenciais
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Cachoeirinha vai abrir até bares, boates e cinemas
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.