notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 04/08/2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    crise do coronavírus

    Prefeito Marco Alba e secretária da Educação Sônia Oliveira participam de live às 19h desta terça

    Aulas presenciais não voltam nem em julho em Gravataí; parabéns, ou só faltaria cabaré

    por Rafael Martinelli | Publicada em 09/06/2020 às 15h30| Atualizada em 18/06/2020 às 12h47

    Acerta Marco Alba ao sinalizar que as aulas de ensino infantil, fundamental e médio nas redes pública e privada de Gravataí não devem ser retomadas em julho, data prevista pelo último decreto municipal.

    – Tenho convicção de que vai demorar mais. Em julho as aulas devem permanecer suspensas – confirmou o prefeito, na última live, que tratei em A única perda irreparável é a vida, alerta Marco Alba na ‘pior semana da COVID 19 em Gravataí’.

    As aulas foram retomadas remotamente na semana passada, com material pela internet ou entregue impresso, o que também considerei positivo nos artigos Gravataí não volta às aulas em junho; alerto para o ’apartheid escolar’Gravataí não terá ’apartheid escolar’; Marco Alba, proíba o governador de mandar alunos pobres para sala de aula! e Marco Alba alerta para período crítico da COVID 19 em Gravataí; tem novos decretos para comércio e aulas.

    A ‘ideologia dos números’ aprova.

    Gravataí chegou a 131 casos, 48 apenas nos últimos 7 dias. Isso depois de maio registrar um crescimento exponencial de 245% nas confirmações de infectados nas duas cidades. Cinco pessoas já foram a óbito em Gravataí. Uma família enterrou ontem uma mãe, com velório restrito e caixão fechado.

    Nos artigos A real sobre a OMS; aos desinformados, não aos covidiotas!, Pior semana da COVID 19 tem mais uma morte, agora em Gravataí e O ‘urubu da imprensa’ errou, para menos; contágio em Gravataí cresceu 245 por cento, apresentei mais dados, como o crescimento da incidência da COVID-19 em 80% em todo RS, puxada pela região metropolitana, após a flexibilização do isolamento social. O coeficiente de incidência do contágio passou de 33,0 por 100 mil habitantes na semana passada para 59,6.

    Pelo que apurei, em nova transmissão ao vivo pelo Facebook, às 19h desta terça, a secretária da Educação Sônia Oliveira vai anunciar protocolos de operação para, a partir do dia 15, ser retomado apenas o ensino superior e profissionalizante.

    É a mesma data em que a GM volta a operar, com 5 mil funcionários circulando pelo complexo automotivo e, muitos, usando transporte coletivo.

    Ampliar essa flexibilização para a rede municipal representaria devolver às ruas 30 mil alunos e 3 mil professores. É mais de 10% de toda a população de Gravataí, que é de 281 mil habitantes, conforme estimativa do IBGE. Se cada aluno corresponde a uma família de cinco pessoas, esse número salta para 150 mil.  

    Na real, com o distanciamento controlado do Governo do RS, do qual sou um crítico praticamente solitário ao identificar como um experimento um tanto descontrolado, já que permite reabrir atividades não essenciais na mesma proporção em que cresce a curva do contágio, falta apenas a retomada das aulas para voltar à ‘vida normal’! – e naturalizar a doença e a morte.

    Sim, porque restariam fechados apenas pubs (aqueles que não usaram do ‘jeitinho’ para se apresentar como restaurantes noturnos), o social da vila, cabarés e o futebol, de várzea, porque logo os profissionais estarão em campo também.

    Ao fim, se confirmar o adiamento da volta às aulas presenciais apenas para o momento em que a curva de contágio cair, Marco Alba mostrará que a prioridade à vida não é apenas uma fala bonita em uma live.

     

    LEIA TAMBÉM

    Perdi meu pai para COVID 19; o depoimento de uma gravataiense

    Sem distanciamento social Gravataí poderia ter mais de 1,3 mil mortes; às ’reginas duartes’

    ’Gripezinha’, ’carreatas da morte’, Páscoa, reabertura e Dia das Mães; a progressão da COVID 19 em Gravataí e Cachoeirinha

    Metade da população de Gravataí é ’grupo de risco’ para COVID 19; alerta aos ’covidiotas’

    Contágios em famílias de Gravataí mostram perigo do vírus; é homicídio, não suicídio

    Clique aqui para ler a cobertura do Seguinte: para a crise do coronavírus

    • crise do coronavírus
      Gravataí registra 1 morte a cada 24h em agosto
      por Redação
    • política
      Paz vai à guerra; áudio vazado detona oposição
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Miki cedeu; Cachoeirinha vai abrir até bares, boates e cinemas
      por Rafael Martinelli
    • mundo
      Gravataiense radicado no Líbano está à salvo de explosão em Beirute
      por Redação
    • operação capital
      Como político de Gravataí foi envolvido na ’Lava Jato de Viamão’; Carlito Gandhi de Calcutá
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Gravataí território livre da cloroquina; é fria, prefeito!
      por Rafael Martinelli
    • política
      O post feliz de Dilamar; apoio de Bordignon a Dimas não é
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Gravataí em ’coma’ pela COVID; Mortes crescem 300 por cento e prefeito alerta paradas, interior e Moradas
      por Rafael Martinelli
    • política
      Dimas e Evandro escorregam na poça d´água da política; mais guardas não é prioridade em uma pandemia
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.