notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 13/07/2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    crise do coronavírus

    Live da noite deste domingo teve intérprete de libras

    Marco Alba alerta para período crítico da COVID 19 em Gravataí; tem novos decretos para comércio e aulas

    por Rafael Martinelli | Publicada em 31/05/2020 às 20h31| Atualizada em 06/06/2020 às 12h28

    Apesar do otimismo, Marco Alba fez um alerta na live da noite deste domingo: o período crítico da COVID-19 em Gravataí, o inverno de junho e julho, se aproxima, e o crescimento do contágio é perceptível na região metropolitana. Também teve novidades nos decretos municipais.

    O prefeito confirmou que, desta segunda até o dia 30, as aulas serão remotas e anunciou mudanças em regras para iniciativa privada e serviço público nos decretos do distanciamento social. A transmissão ao vivo pelo Facebook foi interpretada em libras pela professora Evânia Silva, da escola especial para surdos (EMES), e você assiste clicando aqui.

    – Dou um ar de otimismo: não será apavorante como poderia ser, não será o pânico que tentaram estabelecer para nós. Mas faremos nossa parte se for necessário ser mais restritivos, conforme realidade de Gravataí – disse ao apelar para o respeito ao distanciamento interpessoal, uso de máscaras, higiene e cuidado com os idosos.

    – É uma travessia que precisamos fazer juntos – convocou, confirmando a abertura do ‘hospital de campanha’ dia 10, como tratei em Hospital de campanha de Gravataí abre dia 10; sem tirolesa ou ’Covidão’.

    – Garantimos a estrutura no momento em que mais poderemos precisar. Tomara não seja necessário.

    – Os números aparentemente são confortáveis frente a municípios de mesmo porte em regiões metropolitanas. Contudo, não podemos subestimar o potencial de contágio do vírus – complementou o secretário da Saúde, Jean Torman.

    Coube a Patrícia Silva, coordenadora da Vigilância em Saúde (VIEMSA) apresentar mudanças nos decretos para a iniciativa privada. Em resumo, é uma adequação à ‘bandeira laranja’ do ‘distanciamento social’ do Governo do RS, e prevê, por exemplo, a possibilidade de atendimento em restaurantes caso haja uma proteção entre funcionário e cliente; amplia o número de alunos em academias e centros de treinamento, desde que demarcadas raias no piso com distanciamento quatro metros; exige regras como medição de temperatura e redução de clientes, funcionários e vagas em estacionamento em shopping e centros comerciais; além de determinar que idosos que sejam institucionalizados em asilos observem período de ‘quarentena’ de 14 dias e sejam submetidos a teste rápido.

    Sobre a volta às aulas, a secretária da Educação Sônia Oliveira informou que as famílias começam a receber atividades escolares a partir desta segunda, tanto para quem optou por receber pela internet, como para quem precisar retirar o material impresso nas escolas.

    – Pedimos que os pais não levem as crianças às escolas.

    Clique aqui para acessar a edição do Diário Oficial de há pouco, com os decretos, inclusive as regras internas para o serviço público.

    Ao fim, Gravataí segue o experimento do ‘distanciamento social’ do Governo do RS, que pela ‘ideologia dos números’, que demonstrei ainda hoje em O ‘urubu da imprensa’ errou, para menos; contágio em Gravataí cresceu 245 por cento, parece um tanto ‘descontrolado’, já que, após a reabertura das atividades econômicas por bandeiras, o Rio Grande do Sul é o estado do país onde mais crescem os casos.

    Reputo que quando o prefeito diz na live ser otimista ao prever que “não será o pânico que tentaram estabelecer para nós”, faltou o(s) sujeito(s), o(s) propagador(es) do terror. Pareceu-me que Marco Alba menosprezou a própria condução da crise.

    Se Gravataí chega melhor que outras cidades metropolitanas, é porque seu governo segurou a ‘quarentena’ ao menos até o Governo do RS abrir toda a região metropolitana, e não aderiu ao ‘osmarterraplanismo’ da ‘imunização do rebanho’ – o deixar todo mundo se contaminar para ganhar anticorpos.

    A mórbida conta dos ‘caixões nas costas’ expus em Sem distanciamento social Gravataí poderia ter mais de 1,3 mil mortes; às ’reginas duartes’.

    Para ir além da crítica, elogiável é o cuidado com os alunos – mais de 100 mil pessoas, entre estudantes, professores e famílias – e idosos nos asilos, previsto nos decretos de aulas remotas e ‘quarentena asilar’.

    Vidas serão salvas.

     

    LEIA TAMBÉM

    As mortes sem rosto da COVID 19 em Gravataí

    Metade da população de Gravataí é ’grupo de risco’ para COVID 19; alerta aos ’covidiotas’

    ’Gripezinha’, ’carreatas da morte’, Páscoa, reabertura e Dia das Mães; a progressão da COVID 19 em Gravataí e Cachoeirinha

    Contágios em famílias de Gravataí mostram perigo do vírus; é homicídio, não suicídio

    Gravataí não volta às aulas em junho; alerto para o ’apartheid escolar’

    Gravataí não terá ’apartheid escolar’; Marco Alba, proíba o governador de mandar alunos pobres para sala de aula!

    5 profissionais da UPA de Gravataí tem COVID; é o ’novo normal’

    Clique aqui para ler a cobertura do Seguinte: para a crise do coronavírus

     

    • negócios
      Atacado do Zaffari vai abrir ao lado da Havan de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Candidato a prefeito luta contra COVID 19
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Não há ’surto’ da COVID 19 na Clínica Rebelato; a informação liberta
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Não há ’Covidão’ nas suspeitas sobre hospital de campanha de Cachoeirinha; mas, secretário, pede para sair!
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Ricos de Gravataí poderiam pagar por serviços domésticos proibidos na pandemia; a vaquinha da piscina
      por Rafael Martinelli
    • campanha
      Bebê de Gravataí volta para casa após 100 dias hospitalizada; vaquinha online conseguiu respirador
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Gravataí e Cachoeirinha testam 8 vezes menos do que recomenda OMS
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Em 10 dias, Gravataí e Cachoeirinha tem mais casos do que em 4 meses de pandemia
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Cachoeirinha não vai fornecer Cloroquina no ’kit COVID 19’
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Não vai ter helicóptero distribuindo Cloroquina pelos céus de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Gravataí vai fornecer Cloroquina pelo SUS; a responsabilidade está com os médicos
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Nem com COVID 19 Bolsonaro ajuda; fãs já morreram em Gravataí e Cachoeirinha
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.