notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 31/03/2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    opinião

    Toque de recolher em Cachoeirinha é ilegal, multar idosos também; tá no livrinho

    por Rafael Martinelli | Publicada em 24/03/2020 às 17h35| Atualizada em 29/03/2020 às 17h03

    Um governo não pode impedir as pessoas de andar na rua, mesmo que seja desejo geral da nação que pode – e deve – ficar em casa, na quarentena.

    É ilegal, mesmo na iminência de uma catástrofe com a crise do coronavírus.

    Mesmo com a melhor das intenções, o prefeito Miki Breier não pode decretar ‘toque de recolher’ e fazer com que os cidadãos de Cachoeirinha não possam sair de casa entre 22h e 5h sob pena de multa de R$ 400; nem Marco Alba em Gravataí e, muito menos, Nelson Marchezan multar idosos que saem às ruas, como prevê em decreto editado em Porto Alegre nesta terça.

    Diz o artigo 5º, inciso XV da Constituição Federal que “é livre a locomoção no território nacional em tempo de paz, podendo qualquer pessoa, nos termos da lei, nele entrar, permanecer ou dele sair com seus bens”.

    Mesmo que tantos insistam em rasurar o livrinho de 88 com um “é verdade este bilhete”, está lá e é considerado direito fundamental.

    Travamos uma guerra contra a Covid-19, mas vivemos tempos de paz. Não estamos em Estado de Sítio (Art. 137, CF), quando, conforme o Artigo 139 o Presidente da República pode “obrigar a permanência (das pessoas) em localidades determinadas” (inciso I) e também “suspender a liberdade de reunião” (inciso IV), que são formas de impedir a livre mobilidade dos civis em momentos de emergência nacional.

    Após a revista eletrônica Crusoé divulgar que o governo de Jair Bolsonaro estava consultando seus ministérios sobre uma decretação de Estado de Sítio, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), por meio de sua Presidência da Procuradoria Constitucional, alertou que a decretação de estado de sítio por causa da pandemia do novo coronavírus é inconstitucional. 

    – À luz dos princípios norteadores do nosso sistema constitucional de crises e das regras sobre estado de sítio previsto na Constituição, o recurso a tal medida extrema no contexto atual se mostra flagrantemente inconstitucional e descabido – diz trecho do parecer, que você acessa na íntegra clicando aqui.

    O Ministério Público gaúcho adverte que vai agir contra decretos de prefeitos.

    – Somos favoráveis ao isolamento social nesta luta para conter a pandemia. Estou em casa e apoio que as pessoas se isolem. Mas o Ministério Público não pode permitir que os prefeitos, mesmo que com boa intenção, extrapolem os limites da legalidade – disse o procurador-geral de Justiça, à GaúchaZH.

    Fabiano Dallazen comentava ações de prefeitos, como determinar horários para toque de recolher e instalar barricadas para impedir a entrada de não residentes, como ocorreu no Litoral Norte.

    – Emitimos nota orientando os promotores sobre a validade jurídica dessas medidas e temos conversado caso a caso, orientado os prefeitos. Também mandamos a nota técnica para a Famurs. Só podem ser impedidas de circular pessoas que representem perigo, que estejam infectadas. Se os prefeitos insistirem, vamos entrar com ações judiciais – advertiu.

    Conforme a nota direcionada pelo MP a seus membros, é permitido por lei aos Estados, ao Distrito Federal e aos municípios declararem situação de emergência ou de calamidade pública.

    Emergência é quando se verifica riscos elevados com danos na iminência de ocorrer. Calamidade pública se configura quando medidas já adotadas não surtiram efeito em evitar os perigos e a crise se instalou.

    Ao fim, é hora de responsabilidade individual para ajudar a tomar conta da coletividade. ‘Estado de sítio municipal’ (expressão minha), não. No Brasil, menos ainda. Imagina um descompensado como Bolsonaro com poderes ditatoriais.

     

    LEIA TAMBÉM

    A real sobre ’gravataiense com coronavírus’ internada em Canoas; a cobra silenciosa

    Clica aqui para ler mais sobre a crise do coronavírus no site do Seguinte:

    • crise do coronavírus
      Conselheira tutelar é segundo caso de Covid 19 em Gravataí
      por Redação
    • opinião
      O caso do maratonista de Viamão suspeito de COVID-19; atenção, ’marcha da morte’!
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Um ’populista’ segura pressão por adiar eleições e usar fundo eleitoral; Hiii...
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      A real sobre a falta de vacinas em Gravataí; o 6 e 9
      por Rafael Martinelli
    • 3º Neurônio | sociedade
      O mundo real morreu, viva o mundo real
      por Berna Gonzáles Harbour | El País
    • 3º Neurônio | opinião
      De quem é a mão que segurou o ministro Mandetta no governo?
      por Carlos Wagner | Histórias Mal Contadas
    • entrevista
      Gravataí não vai abrir comércio nesta semana; o que Marco Alba vai dizer na live de domingo
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      MC Capella, um voluntário pelas quebradas contra o coronavírus
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Parem Gravataí que eu quero descer!; declaro-me Inimigo do Povo, amigo da vida
      por Rafael Martinelli | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      Glorinha cede respirador para Gravataí; agora é 1 para cada 11 mil pessoas
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Gravataí tem só 25 respiradores e 12 leitos de UTI; o serial killer de velhos pobres
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Primeiro caso confirmado em Gravataí, assessora relata como está superando o coronavírus
      por Cristiano Abreu
    • opinião
      A real sobre ’gravataiense com coronavírus’ internada em Canoas; a cobra silenciosa
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Cristiano Abreu | EDITOR | cristiano@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.