notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 21/11/2019

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    opinião

    Arte reproduz requerimentos, nomeação e trecho da lei que regulamenta requisitos para o CC6

    Um dia após denúncia, ex-vice-prefeito de Gravataí pede demissão; Pinho nega relação

    por Rafael Martinelli | Publicada em 08/11/2019 às 19h25| Atualizada em 20/11/2019 às 14h21

    Um dia depois do vereador Dimas Costa (PSD) apresentar requerimentos à Câmara de Gravataí solicitando informações sobre a data de nomeação e a escolaridade do Diretor de Departamento da Secretaria de Serviços Urbanos, Francisco Pinho (PSDB) pediu demissão do cargo.

    A suspeita do vereador era que Pinho há cinco meses ocupava irregularmente a função, por não ter o curso superior exigido pela lei 3.870, de 31 de maio de 2017, do próprio governo Marco Alba (MDB).

    O ex-vice-prefeito confirmou ao Seguinte: não ter a graduação

    – Não sabia da exigência. Eu era secretário e houve uma troca de função, ninguém me passou nada sobre isso – recordou, sobre a troca de posto com o atual secretário, Paulo Garcia, que era seu CC.

    Apesar dos requerimentos terem entrado no sistema do legislativo às 15h59 de quinta, Pinho nega qualquer relação da denúncia com o pedido de demissão nesta sexta:

    – Há um mês avisei o prefeito que sairia. Formalizei o pedido de exoneração hoje pela manhã. Quem está me dando notícia dos requerimentos é você.

    Pinho apenas sorri quando perguntado se é um alvo da oposição por ser cotado a vice do candidato que representar o governo Marco Alba.

    – Pode acontecer de ser o vice, mas não sou daqueles loucos por concorrer – diz o político, que não disputou a última eleição após ser vice de Marco entre 2013 e 2016, deputado estadual por um ano e vereador por cinco mandatos.

    – Estou à disposição para esclarecer o que for preciso. Em 28 anos de política nunca respondia a nenhum processo.

    Com a confirmação da irregularidade, Pinho pode responder a inquérito no Ministério Público para devolução de cerca de R$ 40 mil em salários recebidos no período de 31 de maio deste ano até 8 de novembro.

     

    OS DOCUMENTOS

    Para ler o requerimento 4.599/2019 clique aqui.

    Para ler o requerimento 4.600/2019 clique aqui.

    Para conferir a nomeação de Pinho no Diário Oficial clique aqui.

    Para ler a íntegra a lei 3.870/2017 que rege os cargos clique aqui.

     

    • 3º Neurônio | comportamento
      Terapia de casal, mas de casal de amigos
      por Ana Bulnes Fraga | El País
    • 20 de novembro
      Gravataí abre a Semana da Consciência Negra
      por Redação
    • opinião
      O dia em que a Câmara foi o STF; e deu empate!
      por Rafael Martinelli
    • personagens
      Quem é Sirmar Antunes, o ator que respira arte, negritude e Gravataí
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      A reeleição de Miki e a desfiliação de Ibarú e Marco
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Cassação ameaça outra conselheira tutelar eleita
      por Rafael Martinelli
    • educação
      Escola Tuiuti está mais perto do fim
      por Silvestre Silva Santos
    • opinião
      Aniversário de Miki mostra força para reeleição
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Repercussão política foi instantânea do ’reajuste zero’
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      LDO prevê ’reajuste zero’ para funcionalismo
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.