notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 21/11/2019

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    opinião

    Anabel encontrou Ciro Gomes em Porto Alegre, sexta. Na foto também a filha Raquel Lorenzi e Thiago de Leon

    O pedido de Ciro para campanha de Anabel em Gravataí

    por Rafael Martinelli | Publicada em 21/10/2019 às 15h49| Atualizada em 29/10/2019 às 14h01

    Anabel Lorenzi e Ciro Gomes têm uma relação desde 2012, quando o político veio a Gravataí apoiar a campanha à Prefeitura. Em 2016, voltou para apoiar Rosane Bordignon. Em 2018, as duas professoras fizeram campanha para ele à Presidência da República e, no ano que vem, estarão juntas na eleição municipal, como candidatas a prefeita e vice – e com o apoio e a presença do já candidato a presidente em 2022.

    – O Ciro também vê Gravataí como prioridade do PDT em 2020, não só no Rio Grande do Sul, onde somos um dos maiores PIB, mas no Brasil, por estarmos entre as 100 maiores cidades – resumiu Anabel, após participar ao lado do pedetista da conferência nacional de educação do partido, em Porto Alegre, e ouvir dele elogios à chapa formada por duas mulheres.

    A prioridade, ao lado de Canoas, onde Jairo Jorge lidera as pesquisas por ampla margem, é confirmada pelo presidente estadual Pompeo de Mattos, que desde Anabel assumiu a presidência do partido já visitou Gravataí sete vezes.

    – Ciro é minha referência. É o melhor preparado para ser presidente do Brasil e nos traz uma visão que compartilhamos, de que não podemos dissociar a questão nacional da questão local – diz Anabel, que aproveitou para ouvir o professor Herbert Lima, que abordou o caso de Sobral, município do Ceará que, sob a influência dos irmãos Gomes (Cid e Ciro) investe pesado na rede municipal e hoje é referência internacional com 9.1 no índice do Ideb, o principal indicador da educação.

    A professora pretende em seu plano de governo adaptar para Gravataí a experiência da cidade que tem 200 mil habitantes e uma rede de escolas municipais semelhante, com 30 mil alunos.

    – Nosso Ideb é 5.4, para uma meta de 5.8. Índices não são tudo num projeto pedagógico, mas precisam ser levados em conta, sempre observando as realidades locais – argumenta a candidata à Prefeitura, que cita três pilares do projeto que completa duas décadas e, conforme lembra, “mudou Sobral, que tinha uma rede sucateada”.

    Uma é a escola de formação de professores, cujas aulas são dadas pelos próprios profissionais da rede com experiências exitosas em pesquisa e prática.

    – É número 1 para a gente a valorização professor, com salários decentes e formação continuada – garante, falando para uma categoria que é a sua e, nas últimas eleições, dividiu votos entre ela e os Bordignons.

    O segundo pilar são as escolas em turno integral.

    – São sete em Sobral. Em Gravataí, não temos nenhuma. Todas na periferia, com três refeições para os alunos e não apenas mais português, matemática ou história, mas um conjunto de atividades no turno inverso com artes, esportes e línguas, por exemplo.

    O terceiro pilar é discurso de Anabel nas suas últimas três campanhas para prefeita: a construção do projeto pedagógico pela própria rede.

    – Não precisa gastar com o Positivo. O Ministério da Educação fornece livros gratuitamente. E, inspirados no modelo de Sobral, para educação infantil Gravataí pode adquirir material conforme nossas realidades de cada região.

    Se Rosane na semana passada deflagrou polêmica ao dar uma de Ciro Gomes, atacando o PT, como tratei nos artigos Rita não esquece os golpistas; a esquerda e a cadeiaPT só tem ladrão e defensor de ladrão, diz Rosane Bordignon; os perigos desse discurso, PT responde Rosane Bordignon; Irmã Dulce não, né?, Anabel prefere evitar polêmicas e só quer falar de propostas de governo e agradecer ao apoio estadual e nacional do partido à candidatura.

    É a 'Rainha' protegida, no jogo de xadrez que o ‘Grande Eleitor’, Daniel Bordignon, tanto gosta.

    • 3º Neurônio | comportamento
      Terapia de casal, mas de casal de amigos
      por Ana Bulnes Fraga | El País
    • 20 de novembro
      Gravataí abre a Semana da Consciência Negra
      por Redação
    • opinião
      O dia em que a Câmara foi o STF; e deu empate!
      por Rafael Martinelli
    • personagens
      Quem é Sirmar Antunes, o ator que respira arte, negritude e Gravataí
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      A reeleição de Miki e a desfiliação de Ibarú e Marco
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Cassação ameaça outra conselheira tutelar eleita
      por Rafael Martinelli
    • educação
      Escola Tuiuti está mais perto do fim
      por Silvestre Silva Santos
    • opinião
      Aniversário de Miki mostra força para reeleição
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Repercussão política foi instantânea do ’reajuste zero’
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      LDO prevê ’reajuste zero’ para funcionalismo
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.