notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 20/02/2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    opinião

    A genial malandragem política que Lula ensina; o ’Dellagnol’ e o CollorNaro

    por Rafael Martinelli | Publicada em 11/09/2019 às 15h37| Atualizada em 19/09/2019 às 18h06

    Lula é um gênio da política, goste-se dele ou não.

    Um ‘lapso’ que o ex-presidente tem cometido em entrevistas no cárcere serve como aula sobre como políticos podem desdenhar de adversários ou ligá-los a uma imagem negativa.

    Em todas – repito, TODAS – as entrevistas, e as assisti na íntegra, o petista fala incorretamente o nome de Deltan Dalgnoll. Diz ‘Dellagnol’, com ‘E’. Não apenas uma vez, mas em todas as referências ao Robin, youtubber e coaching financeiro da Lava Jato!

    Por óbvio, Lula sabe que fere um vaidoso, que ajudou a pagar outudoor dos ‘golden boys’ da ‘República de Curitiba’ e, em revelação inacreditável no capítulo 19 da série ‘Vaja Jato’, na reportagem 'Seria facilmente eleito', o The Intercept mostra que o chefe de direito da força-tarefa alimentava em um chat ‘espelho-espelho-meu’, onde era o único participante, conversas consigo mesmo onde perguntava, respondia, dava conselhos e se convencia de que estava certo!

    Também em um inegável método, em mais de uma vez a cada entrevista Lula fala ‘O Collor’, ao invés de ‘O Bolsonaro’.

    Animal político, sabe que ao ‘confundir’ o presidente com Collor, ajuda a ‘descollorir’ a popularidade do ‘mito’, afinal o presidente impichado, antes da ruína política e moral, também foi eleito por um partido minúsculo como salvador da pátria, caçador da mamata dos ‘marajás’ e herói anticomunista, como serve de exemplo o vídeo que você assiste clicando aqui.

    Mais que indício, evidência de que o presidiário mais famoso do mundo sabe o que está fazendo, é que no segundo seguinte ele próprio se corrige sobre a troca de nomes entre os presidentes.

    A inteligência política de Lula – que mesmo depois de experimentar ser ‘o cara’ do Obama e um ano e pouco de cadeia não esqueceu nem o nome do Topo Gigio que virava martelinhos no Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo – não me permite acreditar que ele erre sempre ao se referir a ‘Dellagnol’ e ‘Collor’.

    Ao fim, esse gênio da política cabe mais em Marx, o Groucho: “nunca me esqueço de um rosto, mas, no seu caso, vou abrir uma exceção”.

     

    Siga a última entrevista de Lula, para Carta Capital, que julgo a mais descontraída, apesar de fortíssima, talvez pelo entrevistador ser o amigo Mino Carta, onde você comprova o que escrevo

     

    • 3º Neurônio | opinião
      Cronofagia: o roubo do tempo, sono e ideias
      por Giuseppe Luca Scaffidi, em Dinamopress | Tradução: Antonio Martins | Outras Palavras
    • 3º Neurônio | ciência
      Por que é preciso proibir que manipulem nosso cérebro antes que isso seja possível
      por Javier Salas | El País
    • opinião
      As CPIs ’napoleão de hospício’ de Cachoeirinha; entendo Groucho
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Não tem Jesus para crise dos médicos em Gravataí; nem arminha
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Nada no Mato do Júlio será feito ao arrepio da lei ambiental; herdeiros escrevem
      por Rafael Martinelli
    • volta às aulas
      30 mil voltam às aulas na rede municipal nesta quarta
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • 3º Neurônio | opinião
      Nunca um presidente foi tão vulgar com uma mulher. Espere o efeito bumerangue
      por Carla Jimémez | El País
    • opinião
      ’Trolador da Globo’ faz vídeos para Anabel em Gravataí; a esquerda vive
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      GM não faz festa na produção do carro 4 milhões
      por Silvestre Silva Santos
    • opinião
      Acordo do Mato do Júlio é bom negócio; Greta Thunberg fica para amanhã
      por Rafael Martinelli
    • volta às aulas
      Tuiuti perde 400 alunos por causa dos prédios interditados
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • opinião
      Justiça cassa liminar que suspendia licitação do lixo em Cachoeirinha; o Dr. Golpeachment
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      CPI pode levar a rombo milionário em Cachoeirinha; não é ’jeitinho’, e sim alerta a quem paga
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      O custo do pórtico de Gravataí é fake news!
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Câmara de Viamão vota abertura de impeachment do prefeito
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Gravataí perde com sapos na frigideira; governo e oposição
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Todos contra o pedágio de Marchezan!; sorriam empresas de ônibus, vocês terão seu aumento
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Dimas não se escondeu após escândalo que envolveu aliado; a I Eleição das Fake News
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Silêncio é pena capital para prefeito afastado em Viamão; o herói incômodo
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Zaffalon, cada vez mais o prefeiturável de Marco Alba
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Pablo Hernandez agora é E-E-Eymael; a tara e o assombro dos ’petralhas’
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Político de Gravataí envolvido em suspeita de corrupção em Viamão
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Questões sobre a CPI do Lixo; do Fantástico ao Zorra Total
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Por que Gravataí ainda não abriu a ’creche de Jornal Nacional’
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.