notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 20/08/2019

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    opinião

    PPP da Corsan vem aí; ninguém escapará da taxa de água e esgoto

    por Rafael Martinelli | Publicada em 03/07/2019 às 12h03| Atualizada em 05/07/2019 às 14h33

    A Câmara de Canoas aprovou a parceria público-privada (PPP) da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan). Gravataí, Cachoeirinha, Viamão, Alvorada, Eldorado do Sul, Esteio e Sapucaia do Sul já tinham aderido.

    A promessa da PPP é de que a cobertura de esgoto saltará para 87,3% em até 11 anos nos nove municípios. O contrato tem valor total de R$ 9,55 bilhões e prevê a realização de obras e a operação do sistema de esgotos sanitários durante 35 anos.

    A próxima etapa é o lançamento da licitação, que deve ocorrer em agosto deste ano, conforme o governador Eduardo Leite. A empresa contratada investirá R$ 1,86 bilhão. A projeção é de que, ao fim do contrato, a população beneficiada será de cerca de 1,66 milhão de habitantes. São calculados 35 mil empregos no curso do contrato.

    Em Gravataí, o prefeito Marco Alba conseguiu R$ 20 milhões em investimentos em infraestrutura para renovar o contrato com a companhia.

    – O Estado tem mais tamanho para bancar uma parceria público-privada que demoraríamos pelo menos mais dois anos para implementar. Quero resolver logo o problema da falta de água em Gravataí – resumiu Marco, na reportagem EXCLUSIVO | Gravataí vai aderir a PPP da Corsan, em que o Seguinte: antecipou com exclusividade o 'sim' da Prefeitura. 

    Uma batalha nos tribunais já era tratada nos bastidores do governo como uma certeza também em Gravataí, principalmente após em março do ano passado a Prefeitura de Novo Hamburgo ter sido condenada a pagar R$ 300 milhões para a Corsan como indenização pela municipalização do saneamento ocorrida há 20 anos (conta a ser paga até 2024, sem possibilidade de novos recursos judiciais).

    Explicando de forma simples: as obras devem começar a partir de 2021 e conforme a empresa vencedora da PPP for entregando as obras, vai sendo ressarcida pela estatal. Como? Com a ampliação das ligações dos contribuintes às redes de água e esgoto, agora obrigatórias. Assim, tão certo quanto o Olodum no intervalo de jogo da Seleção Brasileira na Globo, é um aumento nas contas de quem hoje está fora do sistema por falta de conexão às redes.

    Hoje, em Gravataí, nem três a cada dez casas pagam taxa de água e esgoto.

     

    LEIA TAMBÉM

    Antes da PPP, Corsan quer arrumar a casa

    O grande negócio da Corsan para região onde jorra o dinheiro

    • supermercados
      Agas quer vendas de R$ 520 milhões na Expoagas 2019
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • eleição 2019
      A lista de quem pode concorrer ao Conselho Tutelar
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Em recuperação, vereador Nadir ainda evita visitas
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Anabel também vai para trás do muro? Postou e apagou Lula
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Áureo assume Mobilidade; na fila para Prefeitura
      por Rafael Martinelli
    • tecnologia da informação
      AGTI coloca Gravataí na vanguarda
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • cultura
      Falta uma semana para o Festival de Teatro
      por Redação
    • economia
      2 em cada 10 novas vagas são por dia ou horas
      por Heloísa Mendonça | El País
    • av. dos estados
      Um dos maiores problemas de alagamento perto da solução
      por Redação
    • opinião
      Stasinski vs Márcio Souza; quem ganhou o PV de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • duplicação
      Presidente do BNDES elogia ritmo das obras na RS-118
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • panificação
      Uma indústria que só cresce em Gravataí e Cachoeirinha
      por Silvestre Silva Santos
    • coluna do silvestre
      O novo Asun de Gravataí quer expandir a rede
      por Silvestre Silva Santos
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.