notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 18/06/2019

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    opinião

    Luis Stumpf e Paulo Silveira, dirigentes do PSB de Gravataí

    ’Bordignon nos traiu’; a polêmica saída de Anabel

    por Rafael Martinelli | Publicada em 05/06/2019 às 18h39| Atualizada em 10/06/2019 às 18h21

    Afastado da Câmara por problemas de saúde, o presidente do PSB de Gravataí Paulo Silveira escalou Luis Stumpf para falar pelo partido sobre a polêmica envolvendo a saída de Anabel Lorenzi para concorrer a Prefeitura em 2020 pelo PDT com o apoio do Daniel Bordignon e, possivelmente, tendo como vice Rosane Bordignon, vereadora que é esposa do ‘Grande Eleitor’.

    Nos artigos relacionados ao fim do artigo você pode ‘assistir’ aos capítulos da temporada do House of Cards – ou Game of Thrones – Gravataí. Mas o que motivou a reação dos socialistas da aldeia foi Como Stédile pode ter perdido a Prefeitura de Gravataí, publicado nesta manhã pelo Seguinte:.

    Sempre ponderado, Luisão nunca subiu o tom de voz, apesar do alto volume das palavras:

    – Bordignon nos traiu. Usou de nossa boa fé – resumiu o ufólogo, que já foi personagem da reportagem em texto e vídeo O homem que viu ovnis (fomos ao local do avistamento).

    Luisão, que sempre fora mais próximo de Anabel, nos últimos meses estava ao lado de Paulo, e servia como um zap-zap entre os dois. Ele garante que a indicação da professora nunca foi uma condição de Bordignon ao manifestar a intenção de apoiar uma candidatura do PSB em 2020:

    – Nas quatro reuniões que eu e Paulo tivemos na casa dele, Bordignon sempre disse que o PSB seria protagonista e garantiu apoio a uma candidatura nossa à Prefeitura. Em janeiro, perguntou de Anabel e disse que uma união das duas forças ganharia a eleição, mas nunca tratou a indicação do nome dela como uma condição para a aliança. Até porque, se fosse o caso, o caminho correto de construir isso seria por meio da direção partidária.

    Luisão conta que ele e Paulo levaram o presidente estadual José Stédile até a casa dos Bordignons.

    – Bordignon dizia que precisávamos estabelecer uma relação de confiança, que queria aproximação com a direção municipal e estadual. Acreditamos. Stédile se comportou como um dirigente ético, não atropelou o partido em Gravataí. Inclusive nos alertou: “conheço o histórico do Daniel, vão devagar, vamos observar mais...”

    Luisão revela que, ao perceber o movimento que Bordignon faria em direção a Anabel, tendo o vereador Dilamar Soares como interlocutor, procurou a ainda companheira de partido:

    – Falei para discutirmos no partido, que o Paulo não tinha nada contra. Anabel disse que estava refletindo sobre o futuro e, palavras dela, não queria ser prefeita pelas mãos do Daniel.

    Conforme Luisão, o PSB tem hoje, “tranquilamente”, só um veto para coligação em 2020: o PDT dos Bordignons e Anabel.

    – Lamentamos a quebra de confiança. Esse movimento dos Bordignons pode até ser coisa da política, mas lá na frente pode ser responsável por entregar mais uma vez a Prefeitura para quem o prefeito Marco Alba (MDB) quiser, ou para uma surpresa eleitoral como o vereador Dimas Costa (PSD).

    Para onde vai o PSB?

    – O Paulo era nosso candidato e continua sendo. Estamos programando um lançamento – garante Luisão, sem arriscar data.

    A polêmica está dada. Luisão falou por Paulo, o que também tem preço político para um e outro. Pelo que observo das versões dos ‘dois lados’, talvez Paulo e Luisão não tenham – ou não quiseram entender – o interesse manifesto de Bordignon por Anabel que, pelas votações nas últimas três eleições para a Prefeitura, restava como uma estrela maior transformada em supernova pelo próprio partido.

    Por mais hábil que seja, todo político sempre acaba cometendo uma sinceridade.

    E, ao fim, somando este artigo a Não há como apagar golpe de 2011, diz Rita sobre Anabel; ’eu sei o que fizeste no verão passado’ afasta canhotos, e também aos artigos que relaciono abaixo, segue a máxima: "a esquerda só se une na cadeia". 

     

    LEIA TAMBÉM 

    O grande lance de Bordignon para atrair Anabel 

    Por que Anabel chorou

    Um encontro de 70 mil votos; ainda os tem?

    Passado é passado, olho para frente, diz Anabel; leia que você saberá o futuro dela

    Dilamar com Anabel (e Bordignon); o Lazaro de Betânia

    Não sirvo para poste ou laranja, diz Paulo Silveira; o presidente do PSB e a saída de Anabel

    • coluna do silvestre
      Governo anuncia recursos para acabar a RS-118
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • opinião
      Dr. Levi no MDB? Carlos Gomes vai na casa de Marco Alba
      por Rafael Martinelli
    • em Gravataí
      A ’greve geral’; a Senzala com complexo de Casa Grande
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      The Viking Brasil quer ser gigante de Gravataí
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      Como ler Marco Alba; o card que até agora é ’a’ peça de 2020
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Partido de Dimas parece o de Bolsonaro
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Novo ’Km da Morte’ de Gravataí nas mãos de Leite
      por Rafael Martinelli
    • acolhimento
      Um pedido de socorro para ajudar mulheres agredidas
      por Redação
    • opinião
      Bolsonaro não vai mais ajudar Miki
      por Rafael Martinelli
    • em gravataí
      O bailarino que dançou para Michelle Obama
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • loja do bem
      Como doar para Campanha do Agasalho
      por Redação
    • segurança
      Barco de 7 milhões flagrado na Freeway em transporte irregular
      por Redação
    • opinião
      Sindicatão italiano pressiona Pirelli por Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      A OAB de Gravataí e a polêmica da ’Lambe Toga’
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Bombeiro oficialmente fora da base de Marco Alba
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Anabel vai presidir partido dos Bordignons
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      O dia em que Régis não foi o vice de Dimas
      por Rafael Martinelli
    • com vídeo
      Quem Marco Alba apoiará para Prefeitura em 2020?
      por Rafael Martinelli
    • com vídeo
      A ’Vaza Jato’ mudou cardápio em Gravataí
      por Rafael Martinelli | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • trânsito urbano
      Nova rótula no Passo das Pedras fica pronta em três meses
      por Redação
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.