notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 16/09/2019

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    opinião

    Uma das notas reproduzidas na reportagem do grupo de jornalismo investigativo da RBS

    Não é escândalo denúncia envolvendo Jones

    por Rafael Martinelli | Publicada em 22/05/2019 às 17h50| Atualizada em 04/06/2019 às 19h27

    Millôr brincava que “sem futricas, sem lutas pelo poder, sem desastres, sem ambições desvairadas, sem crimes passionais, isto é, sem enredo, o mundo seria absolutamente insuportável”.

    Certamente é por isso que recebi tantos whatsapps pedindo um artigo sobre a reportagem publicada pela Zero Hora, no site e no jornal, e repercutida no Jornal do Almoço, que revela que Jones Martins pagou com recursos da Câmara Federal aluguel, água, luz, IPTU e internet de escritório político em Santa Rosa para o hoje ministro da Cidadania, Osmar Terra, no período de 23 meses em que assumiu como deputado federal.

    – Quando tem denúncia envolvendo político de Gravataí, o povo aguarda o Perseguinte – dizia uma das mensagens, usando um apelido do Seguinte: que é corrente no meio político.

    Conforme ZH, na reportagem que você lê clicando aqui, o atual suplente de Terra, Darcísio Perondi, desde que assumiu em março, segue a prática do advogado gravataiense entre junho de 2016 a abril de 2018. As 249 notas fiscais apresentadas à Câmara dos Deputados para justificar as despesas mostram um gasto de R$ 140.994,63 em recursos públicos no funcionamento dos escritórios nos períodos em que Terra se licenciou do mandato para ser ministro do governo Michel Temer e agora, no de Jair Bolsonaro.

    Terra alega não ter cometido nenhuma irregularidade, Perondi disse que é “praxe” e Jones explicou ter celebrado um “acordo político” para manter relações do mandato com as bases eleitorais do ministro.

    Não avalio o caso como um escândalo. Isso é mais velho que Brasília. O suplente assume e, pelo caráter temporário, mantém os escritórios políticos do titular do mandato. Invariavelmente, herda os assessores também.

    O indecente são as verbas exorbitantes a disposição de cada gabinete, enquanto a poucos quilômetros dos tapetes verdes e azuis ainda tem gente comendo candango.

    Inegável que pega mal, principalmente no Grande Tribunal das Redes Sociais, onde a dosimetria da pena é regrada pelo ‘político bom é político morto’ e resta aos eleitos a presunção de culpa.

    Mas, escândalo, não é.

    • opinião
      MP denuncia político de Cachoeirinha por fraude no Daer
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Novo carro da GM de Gravataí mira nos jovens
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • cachoeirinha
      Prefeitura ganha ação que cobrava 9 milhões para empresa falida
      por Redação
    • bem estar animal
      Centro de Saúde Animal fará castrações gratuitas em Cachoeirinha
      por Redação
    • ouvidoria
      Como reclamar ou pedir orientações para a Prefeitura
      por Redação
    • opinião
      Miki e a ’coisa estranha’ no contrato do lixo
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Quando Câmara de Gravataí acertou e o governador errou
      por Rafael Martinelli
    • duplicação
      Retomada construção de viaduto na RS-118
      por Redação
    • opinião
      Cachoeirinha está perdendo 3 empresas
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Big. Walmart. Agora é Big outra vez.
      por Silvestre Silva Santos
    • opinião
      Carta de petista aos seus; Kingeski e ’culto à personalidade’
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Começam a ser vendidos os novos Onix
      por Silvestre Silva Santos
    • opinião
      Na ’crise do lixo’, moradores não podem ser usados
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      O que nem a ZH contou sobre os carros da GM
      por Silvestre Silva Santos
    • opinião
      PDT & PSL; a Inquisição que cada Ideologia merece
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      A genial malandragem política que Lula ensina
      por Rafael Martinelli
    • entrevista
      Bolsonarismo está vivo; diz presidente do PSL
      por Rafael Martinelli
    • em vídeo
      O Nadir é pop!; após o infarto, ’avisa lá que eu tô voltando’
      por Rafael Martinelli | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      Se Evandro for vice de Dimas tem ’tchau, querido’?
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Antecipar 13º é obrigação?; a ’ideologia dos números’
      por Rafael Martinelli
    • personagens
      Como vive monsenhor Irineo Flach depois da Igreja Matriz
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • entrevista
      É o PT com cara de povo, diz Almansa, eleito presidente
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Como ficou plano de incentivo a demissões na Pirelli
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      O beijo gay e o exemplo de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Fernando Deadpool faz tipo Carol Portaluppi; já tem CCs
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Zaffalon não sabe mentir; os gestores de 1,99
      por Rafael Martinelli
    • religião
      A casa de Gravataí onde ficam os padres aposentados
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.