notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 21/03/2019

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    opinião

    Site da Câmara noticia apresentação do projeto por Carlos Fonseca

    Vereador apresenta projeto sobre lei que já existe; e votou a favor

    por Rafael Martinelli | Publicada em 11/03/2019 às 13h13| Atualizada em 19/03/2019 às 12h09

    Carlos Fonseca (PSB) não deve estar conversando muito com seus vizinhos e eleitores da Cohab. Ou o pessoa está mal informado. O vereador apresentou um projeto de lei que já existe. Número 24/2019, já divulgado no site oficial da Câmara de Gravataí, “visa conceder isenção do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) na primeira transmissão da propriedade dos imóveis financiados pela extinta Companhia de Habitação do Estado do Rio Grande do Sul (Cohab/RS)”.

    Na justificativa, o parlamentar explica:

    – O objetivo do projeto, que só poderá ser aplicado aos proprietários que não possuem outro imóvel é conceder o benefício para os proprietários de imóveis da extinta companhia Metropolitana de Habitação, incentivando assim os proprietários de casas e imóveis da extinta Cohab, a regularizarem sua situação escriturando seus imóveis.

    A Lei Ordinária n° 3885/2017, proposta pelo prefeito Marco Alba (MDB), vale desde 21 de junho de 2017, e foi aprovada com voto de Carlos Fonseca, inclusive. Diz que “é concedida isenção do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), na primeira transmissão da propriedade dos imóveis financiados pela extinta Companhia de Habitação do Estado do Rio Grande do Sul (Cohab/RS), por ocasião da outorga da escritura pública de compra e venda pelo Estado do Rio Grande do Sul, desde que o mutuário tenha somente este como único imóvel a ser registrado no Município de Gravataí”.

    O Seguinte: noticiou à época que “quando secretário de Estado de Habitação, Saneamento e Desenvolvimento Urbano, no governo Yeda Crusius, o prefeito Marco Alba implantou a prática de regulamentação patrimonial dos imóveis construídos pela Cohab mediante cooperação entre os entes públicos, Estado e municípios, e os serviços cartoriais. Isso permitiu a regularização de milhares de títulos de propriedade para beneficiários que não dispunham de condições socioeconômicas para fazer frente às despesas documentais exigidas para os procedimentos deste tipo”.

    O município já utiliza a alíquota social de 0,5% de ITBI para imóveis da Cohab. Atualmente, são 942 imóveis com pendência de regularização, com renúncia fiscal estimada em R$ 70 mil reais para viabilizar a regulamentação.

     

    LEIA TAMBÉM

    Prefeito isenta ITBI para regularizar quase mil famílias das Cohabs

     

    A intenção pode ter sido boa, não me parece o caso, mas, como já alertei no artigo Vereadores precisam cuidar com projetos demagógicos, é preciso cuidar para que no afã de mostrar serviço não se desmoralize a prerrogativa dos parlamentares de legislar.

    Escrevi, em maio do ano passado:

     

    “(...)

    Uma rápida navegada pelos projetos expostos no site da Câmara de Gravataí mostra que os parlamentares parecem querer mostrar serviço e estão cheios de boas intenções – isso, claro, partindo do pressuposto de que a intenção não é enganar o eleitor. Mas como não podem criar gastos públicos, em algumas oportunidades chamam um desgaste desnecessário para o legislativo ao perderem-se em propostas nitidamente inconstitucionais ou infactíveis, que não prestam para nada além de aparecer às custas de algum tema do momento, dar uma satisfação momentânea ao eleitor e/ou produzir um bom vídeo, selfie ou panfleto de campanha.

    É uma realidade do país. Pesquisa do site Consultor Jurídico mostra que de cada 10 leis produzidas pelas câmaras municipais, nove acabam derrubadas pelos tribunais de justiça porque ferem a Constituição ou mesmo direitos de privacidade ou comerciais.

    (...)”.

     

    Que o projeto seja retirado na sessão desta terça. Clique aqui para ler a lei que já existe há dois anos.

    Concluo da mesma forma que no artigo anterior: Certamente cada vereador sonha em transformar sua cidade numa Suíça. É preciso cuidar para que não vire uma Nova Bréscia.

    • extinção do ipag
      As propostas de planos privados para substituir Ipag Saúde
      por Rafael Martinelli
    • gravataí
      Prefeito anuncia complexo de alunos especiais, escola e ruas
      por Redação
    • opinião
      A estratégia por trás do projeto para manter Ipag Saúde
      por Rafael Martinelli
    • cachoeirinha
      Rotativo vai ter tecnologia de ponta em Cachoeirinha
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      Pressão por Ipag Saúde chega à Câmara; a inevitável greve
      por Rafael Martinelli
    • trânsito
      CCR atendeu 130 ocorrências por dia no primeiro mês na Freeway
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • entrevista
      Dr. Levi é candidato a prefeito em 2020
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Depois do temporal, GM diz que vai investir
      por Silvestre Silva Santos
    • opinião
      Prefeitura envia extinção do Ipag Saúde à Câmara
      por Rafael Martinelli
    • cultura
      Arte de Gravataí no caminho do trem
      por Eduardo Torres
    • rede sim
      Posto de R$ 15 milhões e 200 empregos abre neste ano
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      Supremo colhe o sal que jogou na terra
      por Rafael Martinelli
    • seu bolso
      Gravataí facilita parcelamento para contribuinte evitar SPC
      por Redação
    • opinião
      Meu Face é um Dogolachan Nutella; teste o seu
      por Rafael Martinelli
    • polícia
      Deic apreende aves em cativeiro em Gravataí
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • opinião
      Cassação pelo TSE ameaça 3 vereadores de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.